Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-11-2007

    SECÇÃO: Arte Nona


    18ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora

    Foto FIBDA
    Foto FIBDA
    Realizou-se a 18ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora (FIBDA), confirmado uma vez mais, como o mais consagrado do género em Portugal.

    A cidade da Amadora, de novo capital da BD em Portugal, regressou assim como pólo de atracção de muitos autores e amantes dos quadradinhos e foi ponto de encontro internacional e tribuna incontornável de divulgação.

    O núcleo central do Festival voltou a ser o Fórum Luís de Camões, na Brandoa.

    O tema central da edição 2007 do FIBDA foi “Maioridade”. No FIBDA deste ano, realce para as mostras: As 10 BD´s do Século; Salazar, Agora na Hora da sua Morte; Astérix e seus Amigos e Alain Corbel, autor do desenho original dos diversos materiais gráficos.

    No que se refere a autores nacionais, o Festival apresentou uma exposição sobre algumas das novidades editoriais.

    O FIBDA voltou a descentralizar as suas exposições por outros locais, como a Galeria Municipal Artur Bual, a Casa Roque Gameiro, os Recreios da Amadora e o Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem.

    A presença de autores, exposições, concursos, área comercial, lançamento de novos álbuns, Prémios Nacionais de Banda Desenhada, sessões de autógrafos, debates... fez do FIBDA «uma grande Festa da BD», proclamou justamente a organização.

    A cerimónia de entrega de prémios realizou-se no dia 28 de Outubro, pelas 17.30 horas, no Auditório dos Recreios da Amadora. Na ocasião foram entregues os prémios referentes aos concursos de Ilustração, BD e Cartoon e os Prémios Nacionais de Banda Desenhada.

    À semelhança das edições anteriores, o FIBDA programou um conjunto de actividades: ateliers de cinema de animação e de cores, hora do conto e outras animações, diferenciadas consoante as idades. No que se refere aos espectáculos musicais, o recinto do Festival foi palco de um concerto dos La Vie en Rose (dia da inauguração).

    Na edição deste ano, o FIBDA apresentou as seguintes exposições:

    Fórum Luís de Camões

    - “Salazar, Agora na Hora da sua Morte”: Miguel Rocha e João Paulo Cotrim (este trabalho foi galardoado na edição passada com os seguintes Prémios Nacionais de BD: Melhor Álbum Português, Melhor Argumento e Melhor Desenho);

    - As 10 BD´s do Século XX: 10 primeiras BD’s do projecto 100 BD’s do Século - Little Nemo, Krazy Kat, Tintin, Batman, Spirit, Peanuts, Ast?rix, Blueberry, Corto Maltese e Maus;

    - Lápis Viarco;

    - Concursos BD;

    - Astérix e seus Amigos: homenagem aos 80 anos de Uderzo;

    - Alain Corbel;

    - Roberto Goiriz (Paraguai);

    - Sixto Valência (México);

    - Centenário de Cardoso Lopes;

    - Danijel Zezelj: La Mort dans les Yeux;

    - Mathieu Sapin: Supermurgeman;

    - Espaço Infantil: “Menino Boavida”, de Godi e Zidrou; “Rosco Le Rouge”, de Jean--Louis Marco, “Uma Mesa é uma Mesa”, de Madalena Matoso (ilustrações) e Isabel Martins (texto) e “P de Pai”, de Bernardo Carvalho (ilustrações) e Isabel Martins (texto), Menções Honrosas no Prémio Nacional de Ilustração Infantil do IPLB;

    - Mattioli, Liberatore, Milo Manara e Leone Frollo (exposição para maiores de 18 anos);

    - Fábio Zimbres, Ilan Manouach, Warren Craghead, Frédéric Cochet e Amy Lee;

    - Novidades editoriais - autores portugueses: Luís Louro (“O Corvo” III); Rui Lacas (“Obrigado Patrão”); Ricardo Cabral (“Evereste”); Álvaro (“Sexo, Mentiras e Fotocópias”), Carlos Pedro e Mário Freitas (“Super Pig”) e Filipe Teixeira, Fernando Dórdio Campos e Carlos Geraldes (“C.A.O.S.”).

    Galeria Municipal Artur Bual

    - Ziraldo;

    Casa Roque Gameiro

    - Teresa Lima: Prémio Nacional de Ilustração Infantil do IPLB com o livro “Histórias de Animais”, com texto de Rudyard Kipling.

    Recreios da Amadora

    - Concurso de Cartoon;

    - Rui Pimentel;

    - 18 Cartoonistas do Mundo;

    CNBDI

    - 007, Ordem para Humorar.

    O 18º Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora apresentou também a seguinte programação a pensar nos mais novos: Atelier “Os Desenhos têm Som”, Oficina de Iniciação ao Cinema de Animação, Atelier “BD Humana”, Hora do Conto, que se desdobraram por várias sessões.

    As actividades foram da responsabilidade de Fernanda Santos (Hora do Conto), Kalpa, Comunicação e Cultura (Atelier “Os Desenhos têm Som”), Proto, Intensive Art Care (Atelier “BD Humana”) e Eduardo Silveira (Oficina de Iniciação ao Cinema de Animação).

    Estiveram presentes no FIBDA 2007, entre os autores representados, Ziraldo, Achdé, Gerra, Zidrou, Jean-Louis Marco, Cameron Stewart, Sixto Valência, Roberto Goiriz, Milo Manara, Frédéric Cochet, Lewis Trondheim, Mathieu Sapin, Warren Craghead, Fábio Zimbres.

    PRÉMIOS

    Melhor Álbum Português/Melhor Desenho para Álbum Português/Melhor Argumento para Álbum Português e Prémio Juventude, atribuído ao livro “Tratado de Umbrografia”, de Luís Henriques (desenho) e José Carlos Fernandes (argumento), Edições Devir.

    Prémio Melhor Álbum de Autor Português em Língua Estrangeira - Merci Patron, de Rui Lacas, Editions Paquet.

    Prémio Melhor Álbum de Autor Estrangeiro - Alguns meses em Amélie, de Jean-C. Denis, ASA.

    Prémio Melhor Álbum de Tiras Humorísticas - Há Vida em Markl: Opus 2, de Nuno Markl, Gradiva Publicações.

    Prémio Melhor Livro de Ilustração Infantil - O Bicharoco que era oco, de Carla Pott (ilustração) e A. Ventura (texto).

    Prémio Melhor Fanzine - Venham + 5 nº3, com coordenação de Paulo Monteiro, Câmara Municipal de Beja/Bedeteca de Beja

    Prémio Clássicos da Nona Arte - A Trágica Comédia ou Cómica Tragédia de Mr. Punch, de Neil Gaiman e Dave McKean, VitaminaBD.

    CONCURSOS

    Este ano, o tema definido para os concursos de BD e Cartoon foi: Ser Maior, tendo em conta o tema do FIBDA - A Maioridade -, já que este evento comemorou 18 anos de existência.

    Depois da fase da criatividade e imaginação, os concorrentes foram avaliados por um júri - Nelson Dona (Director do Festival), Zé manel (autor de Cartoon), Osvaldo de Sousa (crítico e estudioso de cartoon/Caricatura), Dâmaso Afonso (representante de Imprensa), Geraldes Lino (crítico e estudioso de BD), António Gomes de Almeida (argumentista de BD), Jorge Nesbitt (autor de BD) e Luís Salvado (co-comissário da exposição 10 BD’s do Século).

    Da reunião do júri, resultaram os seguintes premiados:

    CONCURSO DE BD

    Escalão A (dos 17 aos 30 anos)

    1º prémio (1000 euros) - Vasco Leite Costa Martins, de Lisboa;

    2º prémio (750 euros) - Ricardo Jorge Correia Drumond, de Rio Tinto;

    3º prémio (600 euros) - João Alexandre Leandro Basílio Custódio, de São Martinho do Porto;

    Menções Honrosas - José António Santos Corte-Real, de Barcarena; Luís André Torres Pereira, de Lisboa; Ana Matilde Diogo de Sousa, de Lisboa.

    Escalão B (dos 12 aos 16 anos)

    1º prémio (750 euros) - Pedro Moreira Silva Santos Oliveira, do Porto;

    2º prémio (600 euros) - Filipa Andreia Ribeiro Sousa, de São Marcos;

    3º prémio (500 euros) - Inês Adriana Duarte Freitas, de Beja;

    Menção Honrosa - Marina da Silva Fiães, do Estoril.

    Concurso de Cartoon

    1º prémio (600 euros) - João Alexandre Leandro Basílio Custódio, de São Martinho do Porto;

    2º prémio (450 euros) - Ana Sofia Meirinho Esteves, de Lisboa;

    3º prémio (350 euros) - Eduardo Ramos Rebelo, de Massamá;

    Menções Honrosas - Jorge André Bernardo Catarino e Marta Raquel Pereira Guerreiro Faustino, da Amadora; Rúben Paulino Lopez, de São Martinho do Porto.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.