Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-01-2024

    SECÇÃO: Crónicas


    foto

    Perdidos na Translação

    Em casa da família Marques é dia de aniversário:

    - Hoje o nosso Martim vai apagar uma velinha pela primeira vez - anuncia o baboso pai da criança.

    Reuniu à mesa de almoço avós, tios e primos do bebé. E meia dúzia de outros familiares. A ocasião não é para menos.

    - Nasceu à uma da tarde - relembra. - À uma completará um aninho e vamos todos cantar-lhe os parabéns!

    - Isso, agora… - intervém o tio Francisco, um autodidata metediço. - Até podemos cantar-lhe os parabéns, mas esse miúdo tão giro não completa um ano à uma da tarde.

    - Como assim, tio? - reclama o frustrado papá. - Eu estava lá e conferi a hora do parto. Uma da tarde em ponto.

    - Não digo o contrário, mas não passa um ano à uma. Só lá perto das sete da tarde. E é por isso que este mês tem 29 dias.

    Todos os familiares já conhecem bem as tiradas do tio e sabem que não há nada a fazer: vem aí relatório.

    - Estamos habituados a que, de 4 em 4 anos, fevereiro tenha 29 dias, em vez dos habituais 28 - continua ele, enchendo o peito. - É o resultado das repetidas tentativas que os Homens têm feito para adaptar o tamanho do ano de calendário à duração da translação da Terra. Em vez de um número inteiro de dias, a viagem à volta do Sol deste esferoide maravilhoso, em que vivemos, dura 365,2422 dias. Nem 365, nem 366; um pouco mais de 365. Isto implica que, no caso do nosso Martim, o aninho dele completa-se só lá pelas… 18 horas e quase 49 minutos.

    ILUSTRAÇÃO @RODOLFO.BISPO77
    ILUSTRAÇÃO @RODOLFO.BISPO77
    - Por amor de Deus, tio; contas agora não! - insurge-se a mãe da criança, enquanto o pai baixa e abana a cabeça.

    - Isto é muito interessante - desculpa-se o divulgador extemporâneo de ciência e história. - O calendário juliano - de Júlio César, do século I a. C. -, que vigorou no Ocidente por mais de 15 séculos, estipulava um ano de 365 dias, exceto que, a cada 4 anos, se inseria um dia extra junto ao sexto dia das calendas de março, isto é, 6 dias antes do dia 1 de março. A cada 4 anos, repetia-se o sexto dia das calendas de março. É daí que vem a designação de “bissexto”. E de “calendas” derivou calendário.

    - Então, era igual ao nosso! - atreve-se um dos miúdos.

    - Quase! - esmiúça o “tio-enciclopédia”, puxando de uma esferográfica e de um guardanapo de papel. - O rigor era razoável: 365,25 dias, em vez de 365,2422. A diferença era pouca, mas, com o passar dos séculos, o desfasamento foi aumentando tanto que, no século XVI, tornou-se premente adotar outro calendário. Em 1582, sob o Papa Gregório XIII, adotou-se o calendário atual - o gregoriano, derivado do nome do Papa. Mas o ajuste implicou saltar 10 dias. As pessoas adormeceram no dia 4 de outubro e quando acordaram no dia seguinte era o dia 15.

    - Mas saltar 10 dias e adotar um novo calendário resolveu o problema, de vez? - capitula o pai do aniversariante.

    - Não, mas minorou-o bastante. Repara, o calendário gregoriano estipula: O ano tem 365 dias; Se o ano for divisível por 4, e não for fim de século, acrescenta-se um dia ao mês de fevereiro. Por exemplo, este ano - 2024 - é bissexto; Se o ano for fim de século e divisível por 400 - por exemplo

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,50 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 13,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

    Por: Joaquim Bispo

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].