Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-01-2024

    SECÇÃO: Local


    Balanço da atividade da Direção do Agrupamento de Centros de Saúde do Grande Porto III - Maia Valongo

    JÚLIO NUNES - DIRETOR EXECUTIVO DO ACES GRANDE PORTO III - MAIA VALONGO, ENTRE NOVEMBRO DE 2021 E DEZEMBRO DE 2023
    JÚLIO NUNES - DIRETOR EXECUTIVO DO ACES GRANDE PORTO III - MAIA VALONGO, ENTRE NOVEMBRO DE 2021 E DEZEMBRO DE 2023
    Ao abrigo do Decreto-Lei nº 102/2023 de 7 de novembro, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Grande Porto III – Maia Valongo foi extinto a 31 de dezembro de 2023, bem como cessou a comissão de serviço do respetivo Diretor Executivo. Desde o dia 1 de janeiro, do presente ano, temos uma nova reorganização dos cuidados de saúde, assente na criação da Unidade Local de Saúde de São João EPE, que juntou numa única instituição o Centro Hospitalar e Universitário de São João e os ACeS Grande Porto III – Maia-Valongo e Grande Porto VI – Porto Oriental. Enquanto Diretor Executivo do ACES Grande Porto III – Maia Valongo tive o privilégio de exercer o meu mandato desde novembro de 2021, perfazendo 2 anos e 1 mês a liderar esta instituição.

    Terminado este ciclo é meu dever dar conta do trabalho efetuado, com sentido de dever cumprido e de realização dos objetivos propostos. O ACES hoje é diferente daquele que eu, e a equipa que me acompanhou ao longo deste tempo, encontrámos. Quer a nível de recursos, quer a nível organizacional, quer a nível de desempenho. Atravessámos períodos críticos onde sempre se destacará a dramática pandemia pela COVID-19 pela sua complexidade. O mandato foi passado nas circunstâncias particulares da resposta à pandemia e posterior recuperação de atividade.

    Mas felizmente nem tudo se resumiu à COVID-19 e muito se fez durante e depois deste evento:

    - No concelho de Valongo, teve início uma nova Unidade de Saúde Familiar (USF) Campo, no final de 2022, levando a um aumento do número de utentes com médico de família atribuído e ao alargamento do horário de funcionamento da Unidade. A USF Santa Justa, que se encontra sediada no edifício de Valongo, alargou a equipa com mais uma médica e uma enfermeira, contribuindo assim para dar resposta a mais utentes sem Médico de Família atribuído. No início de 2024, está previsto o alargamento da equipa da USF Bela Saúde em Ermesinde, levando assim à cobertura completa da população com médico de família atribuído no concelho de Valongo.

    - No concelho da Maia está previsto, no início de 2024, a criação de uma nova USF (Flor de Lis) em Nogueira, que será constituída pelos profissionais que neste momento se encontram na equipa incluindo, no inicio de Fevereiro, mais uma médica, que deste modo vai contribuir para uma maior cobertura de utentes. O horário de funcionamento da USF em Nogueira será alargado das 08:00 às 20:00 horas nos dias úteis. O concelho da Maia ficará com uma cobertura quase total de utentes com Médico de Família atribuído.

    - O ACeS Grande Porto III – Maia Valongo, devido ao empenho dos profissionais da USF Valongo, conta com a primeira USF com a atribuição do nível “ÓPTIMO” de Acreditação com o Modelo Nacional de Acreditação em Saúde do Ministério da Saúde segundo o modelo da ACSA, mantendo a tradição de ser a primeira Unidade de Cuidados de Saúde Primários a obter este nível em Portugal e Espanha.

    - Criação de condições na Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos, com a dotação adequada dos Recursos Humanos que se encontravam em falta, nomeadamente com a integração de uma Psicóloga e Assistente Social e, ainda, o alargamento da Equipa com mais uma Médica, aumentando dessa forma a capacidade de resposta quer em termos quantitativos quer em termos qualitativos.

    Especificamente durante a pandemia pela COVID-19:

    - O ACES Grande Porto III – Maia Valongo, em estreita colaboração com a Câmara Municipal da Maia, abriu o Centro de Vacinação Covid-19 da Maia em Janeiro de 2022, passando o CVC, que se encontrava na junta de freguesia de Gemunde, para o centro da cidade da Maia, promovendo assim maior acessibilidade dos cidadãos à vacinação, bem como, criando melhores condições de trabalho para os profissionais na prossecução do desígnio nacional de combate à pandemia COVID-19.

    - O trabalho realizado com a Câmara Municipal de Valongo, é também de realçar, na medida em que foram parceiros sempre disponíveis, para assegurar todas as condições necessárias, para que o processo de vacinação à COVID 19, decorresse com a garantia de segurança e acessibilidade de todos os cidadãos residentes no concelho à vacinação.

    E após a pandemia procedeu-se a uma retoma eficaz da atividade assistencial

    - Apoiámos o processo de transferência de competências na área da Saúde para os nossos 2 Municípios, Maia (início em maio de 2023) e Valongo (inicio a 1 de janeiro de 2024).

    - Dinamizámos nos dois Concelhos do ACES Maia Valongo o programa do Cuidador Informal.

    - As Unidades de Saúde passaram a efetuar a Atividade Assistencial e Não Assistencial com as suas equipas completas;

    - Elaborámos o Plano Local de Saúde (PLS) do ACeS Maia Valongo, trabalho de excelência conduzido pelos profissionais da Unidade de Saúde Pública do ACeS Maia Valongo, com a colaboração das Autarquias da Maia e de Valongo, Centro Hospitalar e Universitário de São João e instituições locais, instrumento fundamental para planear bem, toda a atividade das instituições de saúde e, as da comunidade, que de algum modo realizam atividade de promoção da saúde e bem-estar da população.

    foto
    Para futuro ficaram inscritos vários investimentos e apostas, que em muito irão melhorar a qualidade assistencial para os nossos utentes, com as candidaturas apresentadas pela ARS Norte IP e, nalguns projetos, com o envolvimento dos municípios da Maia e de Valongo:

    - Investimentos no âmbito do PRR: prevista a construção de 3 edifícios novos, no Concelho da Maia, a saber: Milheirós, Pedras Rubras e Maia, para substituir os edifícios de Milheirós (atualmente a funcionar num rés-do-chão de uma moradia), Pedras Rubras (neste momento a funcionar num espaço arrendado à junta de freguesia de Pedras Rubras mas subdimensionado) e Maia (neste momento a funcionar no edifício arrendado à Santa Casa da Misericórdia da Maia, no entanto, devido ao alargamento do número de profissionais existentes neste edifício e, ao aumento do número das respostas na área da saúde, o espaço tornou-se subdimensionado). No Concelho de Valongo, está prevista a construção de novo edifício na Gandra para substituir as instalações da Casa do Povo em Ermesinde.

    - Um investimento em obras nos dois Concelhos, financiadas pelo PRR, nos edifícios da Maia (Águas Santas, Pedrouços) e no Concelho de Valongo (Valongo e Ermesinde – Bela Saúde e São João de Sobrado) com requalificações substanciais.

    - Aguarda-se a entrega em 2024 e 2025 de 24 viaturas elétricas para os dois municípios, também no âmbito do PRR.

    - Fica calendarizada para 2024-2025 a abertura de mais 1 gabinete de Saúde Oral que será instalado no novo Centro de Saúde da Maia.

    - Está prevista a criação de 2 Centros de Diagnóstico Integrado com capacidade para análises clínicas e outros exames diagnósticos nos centros de saúde de Ermesinde e da Maia.

    - Abertura de 2 gabinetes de Podologia em 2023 – Maia e Valongo que dão resposta às situações referenciadas pelas Unidades de Saúde da Maia e de Valongo, promovendo assim o alargamento da consulta do pé diabético.

    - Foram adquiridos equipamentos completos para a atividade de 3 Cardiopneumologistas, que se encontram alocados no edifício de saúde de Valongo, em Ermesinde (Bela Saúde) e Águas Santas. Para 2024 e 2025 está prevista a abertura de mais 2 gabinetes de espirometria um na Maia e outro no Castelo da Maia.

    - Criação de mais uma Equipa de

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,50 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 13,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico ([email protected]) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

    Júlio Nunes

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].