Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2023

    SECÇÃO: Local


    Associação Académica e Cultural de Ermesinde inaugura em Alfena um novo auditório no dia em que festeja o seu 24.º aniversário

    Fotos ARMINDO FERREIRA
    Fotos ARMINDO FERREIRA
    Este é mais um capítulo que fica registado na história da Associação Académica e Cultural de Ermesinde (AACE). Falamos da inauguração do novo auditório da popular associação da nossa cidade, localizado em Alfena, mais concretamente nas instalações da Igreja Nossa Senhora da Paz, situada na “fronteira” entre Ermesinde e a cidade irmã.

    Este momento de festa rodeado de muita alegria aconteceu no passado dia 1 de maio, e contou com a presença de mais de 200 pessoas, entre elas muitas figuras públicas locais, como por exemplo os presidentes das Juntas de Freguesia de Ermesinde e de Alfena, respetivamente, João Morgado e Luís Miguel Caetano; a vice-presidente da Câmara Municipal de Valongo, Ana Maria Rodrigues; o vice-presidente da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, Adelino Soares; e claro o padre Manuel Fernando, pároco de Alfena, figura preponderante na concretização deste sonho, conforme frisou na cerimónia de inauguração o presidente da direção da AACE, Constantino Moreira.

    foto
    Esta inauguração foi, digamos, que a prenda do 24.º aniversário da associação, que também se festejou neste dia.

    Este foi assim um aniversário que vai ficar na memória da AACE, como frisou a apresentadora de serviço da cerimónia, Sidónia Coelho, que deixou ainda uma palavra de apreço a todos os elementos da direção da associação, «que começaram toda esta prenda que hoje tão solenemente aqui estamos a inaugurar, as obras de remodelação do Auditório do Centro Pastoral de Nossa Senhora da Paz, em prol da cultura entre as freguesias de Alfena e Ermesinde.

    O 24.º aniversário da nossa associação ficará para sempre nas nossas memorias e registado pelo protocolo estabelecido com o senhor padre Manuel Fernando e a Comissão Fabriqueira de Alfena com a AACE, e desta forma a partir de hoje teremos mais e melhores condições para continuar a nossa caminhada em prol da Cultura», salientou a apresentadora.

    foto
    A felicidade estava estampada nos rostos de todos os elementos desta cada vez maior família que é a AACE, que desta forma irá ter um novo espaço para albergar várias das suas valências, suprimindo assim um dos maiores problemas atuais da associação, precisamente a falta de espaço para o desenvolvimento das suas múltiplas atividades culturais.

    E feliz estava naturalmente, o presidente da AACE, que na sua alocução começaria por evocar a memória dos fundadores deste projeto cultural que caminha para as Bodas de Prata, nomeadamente, Faria Sampaio, Joaquim Teixeira e Manuel de Almeida, três figuras que há 24 anos criaram as raízes da associação. «Desde então e perante as dificuldades próprias e inerentes de quem dá os primeiros passos, muitos foram os obstáculos ultrapassados e as etapas conquistadas. Constituído o Orfeão, outras e diferentes valências preencheram este e outros espaços, cá dentro e lá fora, confraternizando com as incontáveis associações que connosco distribuíram pelos mais diferentes cenários culturais, para a divulgação de identidades, na música, na voz, na arte de representar, de tocar, cantar e dançar. Não obstante este reconhecido percurso, são por todos conhecidas, as limitações quanto à escassez deste espaço alugado, afinal constante palco dos nossos ensaios e refúgio de encontro de todos quanto se prestam a valorizar e defender um património cultural imaterial, génese de vivências e convivências multigeracionais.

    foto
    Conscientes e confrontados com esta realidade, em boa hora, conseguimos ter na vizinha cidade de Alfena, a compreensão, o amparo e a aceitação que há muito desejávamos. Aqui, de braços abertos e portas escancaradas, o senhor padre Manuel Fernando deu imediata solução ao nosso problema, protocolando a cedência de um espaço conforme no Centro Paroquial de Nossa Senhora da Paz. Da nossa parte, conscientes do ato, devemos-lhe um profundo e perpétuo agradecimento», sublinhou Constantino Moreira, que mais à frente referiu que este novo espaço cultural, «por obrigação, agradecimento e determinação moral», será igualmente ponto de encontro para a população de Alfena.

    O dirigente máximo da Associação Académica e Cultural de Ermesinde deixou, através do nosso jornal, ainda um profundo agradecimento a pessoas/empresas que na sua voz ajudaram muito a associação na remodelação deste novo espaço cultural, mais concretamente a Vidraria Central do Porto, a Lavandaria Nova Era (na pessoa de Ana Cristina Carneiro), Rosa e Justino Construções Lda., as Chaves de Ermesinde (de Águas Santas), Drogaria das Oliveiras, e alguns cidadãos anónimos.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.