Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2019
Jornal Online

SECÇÃO: Destaque


Ana Maria Cortez toma posse como nova diretora do Agrupamento de Escolas de Ermesinde

foto
A professora Ana Maria Paiva de Barreiros Viana Cortez foi eleita diretora do Agrupamento de Escolas de Ermesinde, em reunião do Conselho Geral daquele Agrupamento que teve lugar no passado dia 17 de outubro. Quase um mês depois tomou posse (no dia 15 de novembro), no Polivalente da Escola Secundária de Ermesinde, o maior estabelecimento escolar e sede daquele Agrupamento. As outras escolas que pertencem ao mesmo agrupamento são a EB 2,3 D. António Ferreira Gomes (da Travagem), EB1/JI da Bela, EB1/JI de Sampaio, EB1/JI da Gandra e agora também a Escola 2.ª Oportunidade de Valongo, a funcionar no Centro Social de Ermesinde.

A posse ocorreu numa reunião especial do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Ermesinde (AEE), conduzida pelo presidente daquele órgão, António José Pinto Alves da Silva, com o Polivalente completamente cheio. Para além da Diretora tomaram posse a subdiretora, Isabel Fernandes, e os adjuntos da diretora, Ana Paula Teles, Bruno Reimão e Sérgio Melo.

O antigo diretor, Álvaro Pereira, o presidente da Assembleia Municipal de Valongo, Abílio Vilas Boas, o vereador da Educação, Empreendedorismo Social e Juventude da Câmara de Valongo, Orlando Rodrigues, o presidente da Junta de Freguesia de Ermesinde, João Morgado, o presidente da Direção do Centro Social de Ermesinde, Henrique Rodrigues e os presidentes e dirigentes de outras instituições e coletividades ermesindenses (como os Bombeiros de Ermesinde, o Ermesinde Sport Clube 1936, a ADICE, a AACE e a Ágorarte) também se fizeram representar, bem como toda a comunidade escolar do Agrupamento, alunos, professores, assistentes técnicos e operacionais e os pais e encarregados de educação.

foto
O presidente do Conselho Geral, António Alves da Silva, foi o primeiro a intervir para dizer que o processo da eleição foi moroso por causa de toda a burocracia que envolve. Elogiou depois o diretor anterior, Álvaro Pereira, para quem pediu uma salva de palmas que, imediatamente, lhe foi tributada pela numerosa assembleia presente. Relativamente à nova diretora, Ana Maria Cortez, disse que foi uma pessoa que mostrou disponibilidade e que tem energia suficiente para enfrentar os desafios que aí vêm, como o municipalismo da educação ou o envelhecimento dos recursos humanos, de quem se deve aproveitar a experiência para compensar a menor energia que o fator idade impõe.Terminou a sua intervenção formulando os votos de que todos colaborem para o sucesso do Agrupamento.

A intervenção seguinte e uma das mais esperadas foi a do diretor anterior, Álvaro Pereira. Dos 44 anos dedicados à educação, 33 foram na Escola Secundária de Ermesinde, 30 dos quais na Direção e 28 como diretor ou o equivalente (presidente do Conselho Diretivo, Comissão Administrativa ou diretor). Álvaro Pereira foi, sem dúvida, o professor que mais tempo dirigiu os destinos deste importante estabelecimento escolar da cidade.

O antigo Diretor do AEE começaria por dizer que «hoje é um dia especial e de esperança, a Ana Maria Cortez, esteve ao lado do diretor mais de 20 anos, era o meu braço direito e, às vezes, até os dois!». Referir-se-ia depois às características da direção a que presidiu, como profundamente humanista, pois punha em 1.º lugar as pessoas. Agradeceu publicamente a colaboração de todos os que trabalham na Escola, das autarquias, Câmara e Junta de Freguesia, e de todas as forças vivas do concelho na procura da excelência e «os resultados estão bem à vista». Efetivamente, a avaliação externa dos alunos do ensino secundário desta Escola tem sido motivo de orgulho e de prestígio da ESE. Terminou a sua intervenção, dirigindo-se a Ana Maria Cortez: «competência, empenho e dedicação não te faltam. Até sempre diretora!». Seguiu-se uma longa salva de palmas que evidenciou o carinho que toda a comunidade devota a Álvaro Pereira.

João Morgado, presidente da Junta de Freguesia de Ermesinde, usou também da palavra para agradecer a todos os que dão vida à Escola Secundária e ao Agrupamento, sobretudo ao seu antigo diretor pelo grau de excelência que este estabelecimento escolar tem conseguido e desejou à nova diretora as maiores felicidades, garantindo que pode continuar a contar com toda a colaboração da Junta de Freguesia de Ermesinde.

Manuela Queirós, da Associação de Pais, também usou da palavra para dar as boas vindas à nova diretora e para fazer uma referência elogiosa ao antigo diretor que tanto «lutou pela melhoria da Escola e sempre incentivou a ligação da Escola com a comunidade». Formulou a esperança de que «o Agrupamento continue a ser uma boa referência como tem sido até agora».

foto
Orlando Rodrigues, vereador da Educação da Câmara, na sua intervenção explicou que a autarquia de Valongo foi das poucas que aceitou a descentralização, o que na prática significa o encargo com mais umas centenas de pessoas e com novos edifícios, para fazer as intervenções que o Ministério da Educação não fez. Referindo-se concretamente ao Agrupamento das Escolas de Ermesinde disse ser um exemplo de boa colaboração, que vai continuar e até melhorar ainda mais, já que a Câmara está bem mais perto do que o Ministério, e, portanto, pode fazer melhor do que Lisboa. Referiu também a aposta do município nas “salas do futuro”, serão 28, uma em cada estabelecimento escolar do concelho. Falou de uma pequena intervenção já feita na Escola D. António Ferreira Gomes e da necessidade de obras mais profundas de requalificação. Deu também algum relevo ao combate que se vem travando contra o insucesso e abandono escolares e não se esqueceu de elogiar o trabalho meritório feito nesta Escola, e que certamente vai continuar, em que vários alunos tiveram média de 20 valores.

Lida a ata de posse, pelo presidente do Conselho Geral do Agrupamento e assinado o compromisso de honra da diretora, foi-lhe dada a palavra. Ana Maria Cortez agradeceu a confiança do Conselho Geral na sua eleição e depois de saudar todos aqueles que trabalham no Agrupamento e todas as entidades presentes, pediu a colaboração de todos para enfrentar os desafios que aí vêm e que são muitos. Falando, depois para o Agrupamento, elogiou o pessoal docente pelos resultados obtidos que se devem a grande profissionalismo, rigor, competência e dedicação, mas também elogiou o pessoal não docente, com quem trabalhou de perto nos últimos anos, encontrando sempre disponibilidade e boa colaboração e dirigindo-se aos funcionários não docentes disse «sois absolutamente extraordinários». Teve palavras de grande elogio e reconhecimento para com o anterior diretor, Álvaro Pereira, que voltou a ser ovacionado por todos.

Ana Maria Cortez, mostrou nas suas palavras que, apesar deste tipo de gestão escolar ser de responsabilidade unipessoal, assume o cargo de diretora do Agrupamento mas afirmou categoricamente que conta com todos, «espero a vossa cooperação, flexibilidade e partilha na tomada de decisões» – os que colaboram mais de perto com ela, mas também os que ocupam os cargos intermédios – para a ajudarem a tomar as decisões que se impõem nos próximos 4 anos, que é o tempo deste seu mandato.

Porque o dia era de festa, houve um “porto de honra” e um muito agradável momento musical que proporcionou também alguns momentos de salutar convívio entre todos.

foto
.

Por: Manuel Augusto Dias

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.