Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 28-02-2019

    SECÇÃO: Destaque


    Comunistas pedem obras na Escola Secundária de Valongo

    foto
    Uma semana após a visita a Alfena no âmbito da ação para a eliminação das portagens nas ex-SCUT, Diana Ferreira voltou ao nosso concelho, desta feita à freguesia de Valongo, onde juntamente com a também deputada do PCP na Assembleia da República, Ângela Moreira, reuniu com a Direção da Escola Secundária de Valongo (ESV).

    Com esta reunião as deputadas do PCP pretenderam inteirar-se da situação da escola, a qual há muito que reclama obras de intervenção. Na sequência da reunião as deputadas prestaram algumas declarações à comunicação social, começando por lembrar que «a esta escola chegaram a estar destinados 100.000 euros, valor que, não sendo suficiente para a realização das obras que necessita, serviriam para a fase de projecto e posterior iniciação de obras, bem como para que a escola pudesse ficar considerada no mapeamento de escolas a serem intervencionadas. O Governo decidiu reverter o processo e romper com as expetativas de toda a comunidade escolar, significando a degradação das condições hoje existentes, sendo que a autarquia foi cúmplice desta situação». O PCP salienta ainda que a ESV conta hoje com cerca de 1400 alunos do ensino secundário, recorrente e profissional, «num espaço que precisa de se adaptar para acolher todos estes alunos de níveis diferenciados de ensino. Prova disso é a falta de salas de aula e de espaços adequados ao ensino, como por exemplo o facto de os próprios funcionários terem cedido a sua sala de descanso e convívio para ser ali criada uma sala de aula». As deputadas frisaram pois que esta escola com mais de 30 anos nunca foi intervencionada, necessita não só de obras de ampliação, mas também de obras de fundo na canalização e eletricidade, e outras que impeçam a infiltração de frio e humidades e garantam condições de isolamento térmico.

    Recordaram ainda que já em 2017 o PCP apresentara um Projeto de Resolução para dar andamento às obras, mas que o PS, PSD e o CDS-PP votaram contra.

    Neste âmbito, adiantaram que «o PCP irá solicitar reuniões às várias direções de agrupamentos de escolas do concelho de Valongo. Além da intervenção na Assembleia da República, os eleitos da CDU na Assembleia Municipal iriam questionar o presidente da Câmara sobre esta nova reafetação de verbas para obras de escolas que deixou de fora uma escola que já tinha verbas destinadas».

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.