Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2016

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Ermesinde 1936 alcança a manutenção muito perto da meta

    Foi praticamente em cima da meta, isto é, muito perto da conclusão do Campeonato da Divisão de Honra, que o Ermesinde 1936 garantiu a permanência naquele que é o segundo escalão da Associação de Futebol do Porto. Facto ocorrido a 1 de maio, dia em que a turma de Sonhos foi a S. Mamede de Infesta bater a equipa local por 1-0, em partida referente à penúltima jornada, assegurando matematicamente a manutenção. Uma semana mais tarde os pupilos de Jorge Lopes receberam o vizinho Alfenense no derradeiro jogo da época 2015/16, o qual terminou com um triunfo verde-e-branco também por 1-0.

    Na classificação final os ermesindistas ficaram no 8º lugar, com 39 pontos. O Canelas Gaia e o Gondim-Maia foram as equipas promovidas à Divisão de Elite da próxima temporada, ao passo que o Vila, o Gens, o Gulpilhares e o Valonguense desceram à 1ª Divisão Distrital. Em seguida fiquemos com os resumos dos dois últimos encontros do Ermesinde 1936 na temporada desportiva que agora chega ao fim.

    Fotos MÁRCIO CASTRO
    Fotos MÁRCIO CASTRO
    O pano sobre a edição de 2015/16 do Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto caiu a 8 de maio último, dia em que o Ermesinde 1936 recebia o vizinho Alfenense (jogo da imagem de cima). Já com a manutenção garantida a turma de Sonhos dominou todo o encontro, criando inúmeras oportunidades de golo, sendo três delas flagrantes, com o guarda-redes forasteiro a tirar o "pão da boca" aos locais em cima da linha (de golo). Por sua vez, os alfenenses raramente levaram perigo à baliza de Luís, sobretudo na primeira parte, em que o guardião local foi um mero espectador. Na etapa complementar os forasteiros foram um pouco mais atrevidos, mas ainda assim, e à semelhança dos primeiros 45 minutos, era o Ermesinde 1936 a equipa mais perigosa no plano ofensivo, valendo aos visitantes o seu guarda-redes, o qual continuava verdadeiramente inspirado na hora de travar a avalanche ermesindista. Até que já perto do final, e numa altura em que o empate a zero se afigurava como o resultado provável, Hélder Borges ganha uma bola que parecia perdida na linha lateral, e depois de tirar um defesa contrário da frente cruzou para a área onde Diogo Loureiro só teve o trabalho de empurrar o esférico para o fundo das redes, fazendo desta forma o único golo do encontro.

    MANUTENÇÃO

    ASSEGURADA

    EM S. MAMEDE

    DE INFESTA

    foto

    Uma semana antes - no dia 1 de maio - o Ermesinde 1936 jogava uma cartada decisiva no objetivo da manutenção com a visita ao reduto do Infesta, em partida (na imagem de baixo) referente à 29ª jornada. Um empate bastava aos pupilos de Jorge Lopes para assegurarem desde logo a permanência no Campeonato da Divisão de Honra, mas desde cedo que a turma da nossa cidade quis mais do que isso, como se pode comprovar pelo "festival de golos" falhados pelos verde-e-brancos ao longo do encontro. Sempre mais objetivos que o Infesta, que pouca ou nenhuma luta deu, os visitantes deram sempre muito trabalho ao guarda-redes local, que pelo que fez foi sem dúvida o melhor elemento do Infesta. Na única falha do "número 1"matosinhense o Ermesinde 1936 chegou ao golo. Carlos bateu um livre cruzado para o interior da área, tendo a bola, após a única falha do guardião do Infesta em toda a partida, batido na perna de um defesa local antes de entrar na baliza. 1-0, vitória ermesindista, um resultado que no final seria muito festejado pela centena de adeptos verde-e-brancos que viajaram de Ermesinde até ao Parque de Jogos Manuel Ramos. Este encontro serviu ainda para Fábio Ribeiro fazer a sua despedida do Ermesinde 1936.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.