Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2016

    SECÇÃO: Cultura


    Edição de 2016 da Mostra de Teatro Amador do Concelho de Valongo foi encerrada com a entrega de prémios

    Foto CMV
    Foto CMV
    Terminou a 14 de maio último a edição de 2016 da Mostra de Teatro Amador (MTA) do Concelho de Valongo. Recorde-se que o evento decorreu entre 1 de abril e 14 de maio, sendo que neste período foram levadas à cena pela mão de vários grupos de teatro amador oriundos de todas as freguesias do concelho doze peças, as quais foram apresentadas nos palcos da Sala das Artes do Fórum Vallis Longus e da Casa de Espetáculos do Fórum Cultural de Ermesinde. E foi precisamente o recinto cultural ermesindense que acolheu o derradeiro ato MTA 2016, o qual foi preenchido pela entrega dos prémios para os grupos nomeados nas diferentes categorias, a saber: Melhor Música/Sonoplastia; Melhor Luminotecnia; Melhor Cenografia; Melhor Figurino; Melhor Encenação; Melhor Ator, Melhor Atriz, e Melhor Espetáculo.

    Os prémios foram entregues pelo presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, que se mostrou orgulhoso do percurso que a Mostra tem feito ao longo dos anos, lançando em seguida o repto a todas as associações presentes para que continuem a apostar no teatro. Quanto a vencedores bem se pode dizer que o Grupo Dramático e Recreativo da Retorta continua imparável, se olharmos ao facto de que nas duas últimas edições o grupo de Campo levou para casa a maior parte dos prémios a concurso. Este ano a Retorta - que deu vida à peça "Quero-te como o Sol" - levou a melhor nas categorias de Melhor Figurino (prémio atribuído a Ana Sofia Soares), Melhor Encenação (prémio atribuído a Joana Melo Rocha) e Melhor Atriz (prémio que foi ganho por Betinha Soares). A categoria de Melhor Música/Sonoplastia foi ganha pelo Grupo Casca de Nós, da Associação Académica e Cultural de Ermesinde, que a esta MTA trouxe a peça "A viúva do Saudoso"; ao passo que Tiago Martins, do Grupo Cénico S. Vicente de Alfena, venceu a categoria de Melhor Luminotecnia, com a peça "O Segredo". Esta mesma peça venceu também a categoria de Melhor Cenografia. Daniel Marques, do Teatro Amador Susanense, venceu o prémio de Melhor Ator, na sequência do seu desempenho na peça "A Promessa". Por último, a Associação Cultural e Recreativa Fora de Horas triunfou na categoria de Melhor Espetáculo, com a peça "Queres um bom con(c/s)elho?".

    Por: DIOGO MOREIRA

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.