Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2006

    SECÇÃO: Desporto


    ANDEBOL

    Apenas a equipa de infantis (CPN) teve motivos para sorrir...

    Foto ARQUIVO MANUEL VALDREZ
    Foto ARQUIVO MANUEL VALDREZ
    Mais um fim-de-semana que passou e mais uma jornada de grande actividade para o andebol propagandista. Jornada desportiva esta que contrariamente ao que toda a família cepeenista esperava não correu da melhor maneira para a totalidade dos escalões de formação do andebol do clube. Em termos contabilisticos, por assim dizer, a jornada andebolística para o CPN saldou-se em duas derrotas e apenas uma vitória.

    Triunfo esse que foi conseguido pela equipa de infantis, que no passado domingo (26 de Novembro) deslocou-se a S. Mamede de Infesta para aí defrontar a sua congénere do Padroense em jogo da 2ª Divisão Regional. O conjunto ermesindense venceria o desafio por claros 21-9, uma prova de que o trabalho da técnica Sílvia Barbosa parece começar a dar frutos, sendo que o objectivo para o escalão de infantis continua a ser o de construir uma equipa de raiz capaz de garantir a qualidade futura das equipas do andebol do CPN.

    No próximo sábado (n.d.r. 2 de Dezembro) o jovem conjunto cepeenista terá mais uma prova de fogo na sua caminhada nesta 2ª Divisão Regional, já que irá receber o sempre complicado Águas Santas.

    JUVENIS

    PERDERAM

    EM CASA

    Já o conjunto de juvenis voltou a conhecer o amargo sabor da derrota no passado dia 24 de Novembro. Desta feita o “carrasco” dos cepeenistas deu pelo nome de Colégio Universal, que no Pavilhão Municipal de Campo (casa emprestada ao CPN) conquistou uma vitória por 31-23, em partida referente à 9ª jornada do Campeonato Regional da 1ª Divisão.

    Para a equipa de Ermesinde este jogo foi mau demais para ser verdade. É incompreensível o nível exibicional deste grupo de jovens jogadores, não sendo exagero se dissermos que este encontro foi o ponto mais baixo dos juvenis propagandistas na presente temporada. Os motivos desta fraquíssima prestação estão ainda por encontrar, mas o técnico Pedro Rodrigues crê que a quebra de rendimento se deve à desestabilização provocada pela falta de empenho de alguns atletas, que não estão a “produzir” ao nível esperado.

    Espera-se que os próximos dois encontros, decisivos para as ambições da equipa em alcançar a 1ª Divisão Nacional, venham a revelar mudanças na abordagem ao jogo e na qualidade demonstrada.

    DESLOCAÇÃO

    DIFÍCIL

    DOS INICIADOS

    A SERNANCELHE

    Em mais um jogo referente ao Campeonato Nacional da 1ª Divisão, os iniciados propagandistas deslocaram-se ao Douro Sul, mais concretamente ao concelho de Sernancelhe, para defrontar o difícil Moimenta da Beira, equipa que o CPN havia batido na 1ª volta do campeonato por apenas um golo.

    Desta feita, porém, o resultado foi outro: o CPN perdeu por 28-37. E foi assim porque não houve verdade desportiva, já que os cepeenistas são, em tudo, superiores ao seu adversário deste fim-de-semana. Os protagonistas do encontro foram mesmo os árbitros, que fizeram de tudo para levar a equipa da casa à vitória. Os prejuízos causados pela dupla de arbitragem ao CPN foram de tal ordem graves que chegaram ao ponto da hostilização fortuita dos atletas propagandistas, já que, em diversos momentos, os árbitros dirigiram palavras ofensivas aos jogadores ermesindenses.

    Uma situação a merecer a atenção da Federação de Andebol de Portugal, que parece estar refém das Associações Regionais do interior do país, as quais, apesar de não terem força desportiva, terão certamente peso “político” no seio da Federação.

    No meio disto tudo, quem sai prejudicado é o andebol português e a verdade desportiva em que deveria assentar.

    SÉNIORES

    ESTIVERAM

    DE FOLGA

    Quem esteve de folga no passado fim-de-semana foram os séniores do clube de Ermesinde, já que o jogo do dia 17 de Novembro, ante o C.A. Póvoa, não se realizou devido a um corte de energia eléctrica no Pavilhão Municipal de Campo.

    Este grupo prepara agora a entrada num “ciclo infernal”, com duas deslocações muito difíceis: no dia 2 de Dezembro ao terreno do Lusitanos e no dia 8 do mesmo mês ao reduto do Amarante. Pelo meio, realiza-se o jogo em atraso, que terá lugar no dia 6 de Dezembro, pelas 21h45, no Pavilhão Municipal de Ermesinde.

    Outra das novidades em relação a esta equipa é o facto de o técnico Pedro Borges já poder contar com os reforços Joel Duarte, Mário Soares (ambos ex-ISMAI) e Bruno Moscoso (ex-Águas Santas). De regresso, após paragem prolongada motivada por lesão, está também Ricardo Fonseca, lateral-esquerdo da equipa.

    BAMBIS

    TAMBÉM

    ESTIVERAM

    EM ACÇÃO

    Por último, uma palavra para os “benjamins” da Secção de Andebol do CPN, que neste último sábado participaram numa animada manhã desportiva organizada pela Associação Atlética de Águas Santas no seu pavilhão. O evento serviu essencialmente para pôr os miúdos a “mexer” e para promover a modalidade.

    No que respeita a este escalão, o CPN continua o intenso trabalho de captação de novos atletas. Os encarregados de educação com educandos entre os 6 e os 10 anos que estejam interessados em conhecer as condições oferecidas pela Escola de Andebol do CPN deverão dirigir-se ao Pavilhão Municipal de Ermesinde nos seguintes horários: 3ª Feira - 17h00-18h30; 5ª Feira - 18h00-19h30; sábado - 11h00-12h45.

    Por: MB/João Queirós

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.