Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-04-2006

    SECÇÃO: Destaque


    Fotos URSULA ZANGGER
    Fotos URSULA ZANGGER
    REUNIÃO DA JUNTA DE FREGUESIA DE ERMESINDE

    Revisão orçamental foi aprovada - já comemorações do 25 de Abril soferam...

    Realizada no passado dia 5 de Abril, a reunião pública da Junta de Freguesia de Ermesinde aprovou, com as abstenções do PS e da CDU, a Primeira Revisão Orçamental para 2006, discutiu a preparação das comemorações do 25 de Abril – com os ânimos a exaltarem-se e Luís Ramalho a rasgar, em plena sessão pública, a proposta de cartaz que tinha apresentado –, e abordou um conjunto de problemas de vária natureza que continuam a degradar a qualidade de vida dos ermesindenses.

    No período das intervenções antes da Ordem do Dia, Sónia Sousa usou da palavra para retomar o assunto da Rua da Índia Portuguesa, que se mantém com os mesmos problemas já denunciados em reunião anterior, referiu o entupimento de esgotos, a situação cada vez mais degradada da estação de Ermesinde e inquiriu ainda sobre o paradeiro de uma antiga estátua do bombeiro que já esteve colocada no largo da mesma estação.

    A autarca, finalmente, propôs-se redigir uma proposta de abaixo-assinado, a dinamizar pela Junta para, dessa forma, se sensibilizar a Câmara para os imensos problemas que afectam a Cidade. Sónia Sousa, repetidamente, pediu a Artur Pais que dissesse se concordava ou não com o abaixo-assinado, mas com o presidente da Junta a fazer-se de novas, acabou por ser Luís Ramalho, a desencalhar o barco ao comentar que, fosse por abaixo-assinado ou por qualquer outra forma, o importante era que se resolvessem os problemas. Sónia Sousa ficou assim de trazer a proposta de abaixo-assinado para uma próxima reunião.

    A autarca referiu também a situação «lastimável» da Rodrigues de Freitas e terminou a sua intervenção querendo o andamento do futuro Centro de Saúde, da reunião com os moradores do bairro das Saibreiras e das programadas visitas da comissão de acompanhamento dos bairros sociais, de que também faz parte Artur Pais.

    Sobre este último assunto, o presidente da Junta convidou Sónia Sousa a acompanhar a primeira visita prevista desta comissão.

    Falou depois Alcina Meireles, que abordou a situação degradada da 5 de Outubro, tendo apresentado na reunião várias fotografias (ver ao lado) que comprovam o estado calamitoso em que se encontra.

    Voltou a lembrar a falta de passadeiras na Escola da Costa e lembrou que deveria ficar pronto, durante a sessão, o calendário das comemorações do 25 de Abril.

    Artur Costa, por sua vez, retomou vários problemas antigos e alguns novos, sugerindo que se abrisse o bar da Vila Beatriz, e que se resolvesse a questão da falta de iluminação pública na ponte da Travagem.

    Referiu ainda o desleixo para com o espelho de água da JJ Ribeiro Teles e o facto de não terem ainda sido substituídas as três árvores mortas no largo da estação.

    Artur Costa comentou que, pelos problemas que se arrastam, faz todo o sentido a reunião prevista, de quatro em quatro meses, com o presidente da Câmara. O autarca levantou ainda problemas relativos à varredura das ruas, à situação de alguns jazigos, ao aluimento do piso na ponte sobre o Balsinha, cujo buraco foi cheio com areia e que lá continua dessa forma, ao alagamento repetido da rotunda da Elias Garcia junto ao centro comercial Maiashopping, o qual já fruto de alguma intervenção, só demonstrou incompetência dos técnicos e, finalmente, sobre os balouços, de momento retirados no largo da feira velha.

    Almiro Guimarães, também do PS juntou a estas mais algumas questões, como o cruzamento da Rua P.e Américo com a das Presas de Sá, sobre postes de electricidade ameaçando cair, sobre o esclarecimento acerca da forma como os supermercados Lidl terão adquirido espaço público junto do mercado. Pediu ainda esclarecimentos sobre a reunião da Câmara com a empresa responsável pelo sistema de parqueamento municipal.

    No período das respostas Artur Pais referiria a situação relativa às comemorações do 25 de Abril, tendo-se então apresentado o cartaz, da autoria de Luís Ramalho, que suscitou críticas por parte de Sónia Sousa.

    Numa atitude que queremos crer impensada, Luís Ramalho, por desfeita, acabou por rasgá-lo, declarando sentir-se gozado e que isso não o admitia. Aos protestos de Artur Costa («ainda não estamos na ilha da Madeira») respondeu o presidente da Junta impedindo a continuação do debate sobre o assunto.

    A proposta de revisão orçamental para 2006, ponto mais importante da Ordem de Trabalhos prevista, acabaria por ser aprovada com as abstenções do PS e da CDU.

    foto

    INTERVENÇÕES DO PÚBLICO

    No período destinado às intervenções do público, usaram da palavra Esmeralda Carvalho (ver texto à parte), que abordou a questão das diligências para resolver as deficiências estruturais da estação dos caminhos-de-ferro de Ermesinde, na qual se verificam novos problemas conjunturais, com elevadores e portas avariadas, nos lados sul e norte, o problema dos ecopontos a transbordar de lixo (abordado no número anterior de “A Voz de Ermesinde”, no trânsito no centro da cidade de veículos pesados e ainda do grande número de sarjetas entupidas que continuamente afectam a Cidade.

    Artur Pais, em resposta a estas questões, reafirmou a anterior resposta da Refer, que brevemente (em Maio), segundo prometeu, irá instalar na estação placards informativos com os horários, tendo ainda prometido instalar escadas rolantes. Artur Pais referiu também as respostas da Câmara a vários problemas, como a avaria de três camiões do lixo, que impossibilitaram a recolha deste.

    Usaram ainda da palavra mais dois elementos do público, Paulino Maia, que alertou para a continuação de bancos no largo da Igreja que não se encontram fixos e constituem perigo (também já objecto de alerta n’”A Voz de Ermesinde”, e também para a continuação de vários actos de vandalismo contra equipamentos públicos na Cidade; e, finalmente, a senhora Maria da Glória que levou à Junta algumas questões particulares relativas ao cemitério.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.