Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-06-2005

    SECÇÃO: Local


    Foto Miguel Barros
    Foto Miguel Barros

    LIPOR organiza Concurso de Peças de Teatro

    A LIPOR continua a sua caminhada no sentido de formar uma população capaz de valorizar e proteger as causas relacionadas com o Ambiente. Depois de, no dia 25 de Maio, ter promovido o Encontro de Educação Ambiental, a instituição voltou desta feita a reunir algumas escolas, representantes dos municípios seus associados, para organizar um Concurso de Peças de Teatro que abordassem a temática dos resíduos e da sua valorização.

    A Casa de Espectáculos do Fórum Cultural de Ermesinde foi uma vez mais o palco escolhido pela LIPOR para promover um novo evento sobre a temática do Ambiente. No passado dia 8 de Junho o recinto cultural ermesindense recebeu a visita de cerca de 290 alunos vindos de nove escolas do 1º ciclo do ensino básico pertencentes aos municípios associados da LIPOR.

    Alunos estes que mais uma vez responderam positivamente à chamada da LIPOR que com este Concurso de Peças de Teatro pretendia continuar a formar e sensibilizar as novas gerações para as questões ambientais. Nestas peças de teatro apresentadas pelos nove estabelecimentos de ensino era pretendido que fossem abordados os temas dos resíduos e da sua valorização, sendo que as escolas deveriam ainda, e como forma de enriquecer as suas peças, construir os seus próprios adereços e cenários para melhor representarem os seus personagens, recorrendo para isso à reutilização de materiais. Estava dado o mote para um dia pleno de divertimento, algo que se viria a confirmar, tendo as escolas presentes colocado toda a sua imaginação e criatividade ao serviço deste projecto. Desde fatos feitos a partir de plásticos, passando por árvores construídas com tecidos velhos e acabando nos contentores feitos de papel, tudo serviu para dar asas à imaginação e criar algumas peças de teatro bem divertidas. Em quase todas elas as palavras de ordem que figuravam prendiam--se com «vamos deixar de poluir o ambiente», «temos de preservar a natureza», ou «nós as crianças amamos a natureza porque queremos a vida», um sinal claro de que o futuro do Ambiente está em boas mãos. A representar o Concelho de Valongo esteve o Agrupamento Vertical de Escolas de Alfena EB1/J1 do Xisto, que levou à cena a peça “João Ar-Puro no País do Fumo”.

    Abra-se aqui um parêntesis para dizer que este concurso serviu igualmente para a escola alfenense dinamizar um projecto seu , criado em 2002, chamado “Conta-me Histórias de Rir e de Chorar”, e que serve para dar resposta às crianças com necessidades educativas especiais, pese embora toda a escola participe nele desde o seu início. Assim, o conto “João Ar-Puro no País do Fumo” da autoria de José Jorge Letria, saiu deste projecto muito pessoal da Escola do Xisto e foi trabalhado durante três semanas por toda a comunidade escolar.

    Apesar da excelente actuação, a Escola do Xisto não conseguiu lograr ficar entre os vencedores deste concurso. A grande vencedora foi a Escola EB 1 de Parada de Guilhabreu, de Vila do Conde, seguida da Escola EB 1 de S.Tomé do Amial, do Porto, e do Externato Padre Cruz, de Matosinhos, respectivamente segundo e terceiro classificados.

    Sempre animados pelo trio de palhaços composto pelo Kiki, Filete, e Lula, os alunos das várias escolas desfrutaram de mais um dia super-divertido e educativo oferecido pela LIPOR.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.