Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-06-2005

    SECÇÃO: Destaque


    Carta dos Separatistas de Ermesinde ao ministro da Administração Interna

    Continuando o seu périplo de missivas enviadas a altas entidades e confirmando a continuidade da tensão autonómica existente em Ermesinde (ver página 3), os Separatistas de Ermesinde escreveram (e tornaram pública) carta recente enviada ao ministro da Administração Interna.

    Na referida carta pode ler-se:

    «Ermesinde é uma freguesia do Concelho de Valongo e distrito do Porto.

    Que já em 1939 se salientava como localidade importante de tal forma que, então, lhe foi conferido o título honorífico de vila.

    E, em 1969, o Governo de Marcelo Caetano, lendo-a como núcleo populacional suburbano, organizou-a, no plano administrativo, pela via da sua organização em bairro administrativo.

    Porém, a seguir ao 25 de Abril, o legislador extinguiu-lhe o bairro administrativo e esqueceu-se de lhe conferir a solução que achara para a Amadora; e até hoje jamais se lembrou dela! Apesar de continuar a exibir requisitos objectivos de autarquia de autonomia municipal.

    Sendo facto que tem vida de relação quase total com as freguesias de Alfena, Água Longa, Folgosa e S. Pedro Fins», reafirmando uma questão polémica, pelo menos para alguns dos moradores destas localidades.

    E continuando: «Tornando-se, entretanto, povoação digna do atributo de cidade, categoria a que foi promovida pela Assembleia da República (...). Os habitantes destas terras carecem, para além de unidade administrativa, de corpo de bombeiros de efectivo mais numeroso e novas e mais adequadas instalações, de forças de segurança de efectivo e natureza proporcionados e de edifício conforme a autarquia local de base com um número de residentes a rondar os 75 000».

    E termina a carta dos Separatistas: «Tudo isto, bem sabemos, é do conhecimento de V. Exª., assim como a solução técnica a dar à realidade em causa adentro dos princípios constitucionais regentes, pelo que a nós apenas nos resta fazer eco dos sistemáticos e veementes protestos destes portugueses esquecidos nos ouvidos do Ministério da Administração Interna».

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.