Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-01-2024

    SECÇÃO: Destaque


    José Manuel Ribeiro assume presidência da Associação de Municípios Corredor do Rio Leça

    Fotos CMV
    Fotos CMV
    O presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, tomou posse pela primeira vez como presidente da Comissão Executiva da Associação de Municípios - Corredor do Rio Leça, que agrega os concelhos de Santo Tirso, de Valongo, da Maia e de Matosinhos.

    «Este é um projeto muito bonito que une as Pessoas à Natureza através do rio Leça. Não podemos fazer em 4 anos o que não se fez em 40, mas estamos preparadíssimos para avançar com as obras necessárias nas ETAR da Maia e de Valongo, desde que nos disponibilizem as verbas necessárias, para devolver a qualidade da água ao rio Leça e corrigir as maldades que se fizeram no rio ao longo de 40/50 anos», afirmou José Manuel Ribeiro, na cerimónia de tomada de posse realizada no dia 12 de janeiro.

    De acordo com o autarca, estão a ser preparados fundos comunitários, designadamente através do Portugal 2030 e de outras fontes, para se fazerem as obras necessárias nas ETAR para devolver a qualidade da água ao Rio Leça, que constitui «uma autêntica infraestrutura azul, com muitas funções para além da ambiental, como funções educativas e sociais de combate à solidão».

    Aliás, adiantou José Manuel Ribeiro, «para trazer novos aliados para este processo será criado o Clube das Escolas do corredor do Rio Leça, à semelhança do que já existe nas Serras do Porto, com milhares de alunos e professores que serão nossos aliados».

    Além da criação do Clube das Escolas, durante este ano no âmbito da atividade da AM Corredor do Rio Leça, prevê-se a continuação das ações de limpeza e recuperação de margens no âmbito do REACT; a implementação de um sistema de monitorização da qualidade da água e de cheias, tornando-se o primeiro rio nacional completamente sensorizado, desde a nascente até à foz; a prossecução da criação de micro reservas, com um guia de gestão para promoção da biodiversidade em diferentes contextos; a continuação da implementação de um passadiço que interligará os quatro Municípios, promovendo a Mobilidade Sustentável e a neutralidade carbónica e potenciando o envolvimento dos cidadãos enquanto agentes de vigilância.

    foto
    A Associação de Municípios Corredor do Rio Leça surgiu em 2021, como resultado de um encontro de vontades e de um esforço comum dos Municípios de Valongo, Santo Tirso, Maia e Matosinhos, com o objetivo primordial de despoluir, recuperar e reabilitar o Rio Leça. Esta reabilitação apresenta-se como fundamental não só para a melhoria da qualidade da água, mas também para a preservação e promoção do património natural e da biodiversidade.

    Trata-se de um projeto que se reveste de um carácter agregador e que conta com uma colaboração da Agência Portuguesa do Ambiente e com a participação ativa dos proprietários dos terrenos marginais, que permitiram os acessos e acompanharam as intervenções.

    A importância e a solidez deste projeto foram fundamentais para a atribuição ao mesmo de financiamento, no valor de 4 milhões de euros, pelo programa REACT-EU (Recovery Assistance for Cohesion and the Territories of Europe - Assistência de Recuperação para a Coesão e os Territórios da Europa) que tem permitido, desde 2021 a execução de diferentes abordagens e tipologias de intervenção no Rio Leça.

    Destacam-se o regresso dos “Guarda-Rios”, que garantem a vigilância deste curso de água prevenindo a ocorrência de potenciais eventos poluidores, desenvolvem ações de sensibilização ambiental e articulam a comunicação com os Municípios; as ações de limpeza e recolha de resíduos e de retirada de vegetação exótica, ao longo de 71 quilómetros de margens (do rio e afluentes); intervenções nas margens com técnicas de engenharia natural, tendo em vista a proteção das margens contra o fenómeno de erosão e beneficiando os habitats para as espécies ribeirinhas; ações de plantação de árvores e arbustos nativos; ações de sensibilização ambiental e de promoção da biodiversidade.”

    foto
    .

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].