Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-11-2023

    SECÇÃO: Cultura


    “Um Sonho Meu! O Musical!”: um espetáculo que ficará perpetuado na história da nossa cultura

    Fotos ELISA NEVES
    Fotos ELISA NEVES
    Todas os elogios que este espetáculo irá merecer nas próximas linhas serão porventura poucos, dada a forma como foi apresentado em palco. Falamos de “Um Sonho Meu! O Musical!”, um espetáculo de teatro musical que esteve em cena no Fórum Cultural de Ermesinde nos dias 4, 5, 10, 11 e 12 de novembro pela mão do grupo de teatro Casca de Nós, uma das muitas valências da Associação Académica e Cultural de Ermesinde (AACE). O entusiasmo e expectativa em torno do espetáculo era enorme, e a prova foi que as cinco sessões em que esteve em cena estiveram completamente esgotadas! E na verdade este cenário de exaltação em torno deste trabalho desenvolvido pelo grupo ermesindense foi na sua plenitude entendido pelo grandioso espetáculo a que assistimos. A aclamação do público foi notória e por nós testemunhada, já que, e a título de exemplo, quando o autor deste texto saiu da sala no fim da sessão a que assistiu ouviu o seguinte comentário de um grupo de espectadores: “Este pessoal de amadores não têm nada. Foram muito profissionais. Foi fantástico!”. Concordámos em absoluto.

    O som, a cor, a alegria e profissionalismo dos atores, a interpretação, construíram um espetáculo fantástico e que não temos dúvidas de que ficará perpetuado na memória de todos os que a ele assistiram. Aliás, não temos dúvidas de que este é um trabalho que marcará para todo o sempre a história quer do grupo Casca de Nós quer da própria AACE. Juntamo-nos pois ao coro de amplamente merecidos parabéns à direção artística, ao corpo técnico, e a todo o elenco (atores, dançarinos, encenador) pela sublime presença em palco.

    “Um Sonho Meu! O Musical!” foi inspirado no musical Mamma Mia, escrito por Catherine Johnson e dirigido por Phyllida Lloyd, baseado nas canções do grupo sueco ABBA, e que em 2008 foi adaptado ao cinema. A história deste musical leva-nos numa divertida viagem até à ilha grega de Kalokairi, onde Sophie está prestes a casar-se e, sem saber quem é seu pai, envia convites para Sam Carmichael, Harry Bright e Bill Anderson. Três homens que vêm de diferentes partes do mundo, dispostos a reencontrar a mulher de suas vidas: Donna, mãe de Sophie. Donna é surpreendida pela chegada dos seus três ex-namorados, tendo que inventar mil desculpas para não revelar qual deles é o pai de Sophie. Toda a história se vai desenrolando “entrelaçada” com muitos dos maiores êxitos musicais dos ABBA, que iam contagiando a plateia, a qual não se intimidou de “aqui e ali” acompanhar o elenco no canto ou na dança. É verdade, as emoções cantadas e dançadas estiveram permanentemente à solta neste musical interpretado com magia e esplendor - e com um toque muito pessoal, também há que sublinhá-lo - do grupo Casca de Nós.

    ESPETÁCULO ASSINALA 20 ANOS DE CASCA DE NÓS

    foto
    “Um Sonho Meu! O Musical!” foi a melhor prenda de aniversário que o Casca de Nós poderia ter oferecido à nossa comunidade, sim, porque este espetáculo serviu, digamos, para assinalar o 20.º aniversário do grupo de teatro da AACE.

    Foram várias as personalidades que marcaram presença (em sessões distintas) no Fórum Cultural para visionar o espetáculo, desde logo o executivo da Junta de Freguesia de Ermesinde (JFE) que se fez representar por diversos dos seus elementos nas cinco sessões (sendo de destacar a presença em duas delas do presidente Miguel de Oliveira); o vereador da Câmara Municipal de Valongo (CMV), Paulo Esteves Ferreira; o pároco de Ermesinde, o padre Domingos Areais, entre muitas outras.

    Naturalmente que o orgulho e felicidade estavam bem patentes nos rostos e palavras dos dirigentes da AACE, entre eles o presidente da direção, Constantino Moreira, que na última sessão, no dia 12, prestou homenagem ao grupo Casca de Nós. Nas suas palavras iniciais ressalvou que a AACE é um parceiro estruturante da autarquia local na contribuição objetiva para a preservação da identidade cultural e patrimonial do concelho. Recordou mais adiante que esta associação ao longo dos seus 24 anos de existência já deu provas da sua capacidade de fazer e da qualidade das atividades e eventos desenvolvidos a par da perceção dos constrangimentos vários com que se depara, quer sejam de teor material, financeiro, ou logístico, esperando contar sempre com o apoio das autoridades autárquicas, nomeadamente a CMV e a JFE. «Na celebração do seu 20.º aniversário, o grupo de teatro Casca de Nós é hoje homenageado pelo trabalho que tem desenvolvido ao longo da sua história, e pelo facto de granjear o respeito e a admiração de outros grupos de teatro, bem como da sociedade em geral. Esta é uma distinção coletiva, e homenageia todos aqueles que estiveram ligados, de alguma forma, ao grupo de teatro Casca de Nós nos últimos 20 anos. Constitui também um estímulo para que continue a envolver esta comunidade, a criar e a levar o nome de Ermesinde pelo país fora, sempre com humor e alegria», disse Constantino Moreira que de seguida agradeceu a todas as pessoas que passaram por este grupo, «e a todos os que acreditaram no fazer teatral», bem como às autoridades locais, mais concretamente a CMV e a JFE, «que acreditaram no potencial do nosso grupo de teatro», assim como a todas as pessoas que lotaram o fórum. À Câmara de Valongo agradeceu ainda a cedência de instalações do Fórum, e à Junta de Ermesinde pela colaboração, e ao nosso jornal pela divulgação do trabalho que a AACE vai fazendo. Na hora dos agradecimentos Constantino Moreira não esqueceu os seus colegas de direção, «pela dedicação na condução dos destinos da associação». Por fim, um agradecimento ao elenco que levou à cena o espetáculo “Um Sonho Meu! O Musical!”, e um especial “obrigado” ao encenador Mário Sá; à Assistente de Encenação, Hélia Martins, ao Diretor Artístico, André Pinto; à coreógrafa, Paulo Tojal; a Fernanda Costa; e aos técnicos de Luz e Som. «Viva a Cultura», rematou o presidente da AACE.

    Uma nota de rodapé para referir que no momento do seu discurso Constantino Moreira chamou ao palco muitos dos nomes que fizeram e fazem a história do grupo Casca de Nós, sendo aqui de referir o nome de Frederico Silvestre, um dos fundadores deste grupo, alguém que lutou sempre para que o teatro nunca morresse no seio da AACE, como nos foi recordado pelo atual presidente da associação.

    Posto isto, foi altura de cantar os “parabéns a você” ao grupo de teatro Casca de Nós, e fechar assim com “chave de ouro” um espetáculo (estendido ao longo de cinco sessões) que ficará na história da nossa cultura.

    foto

    FICHA TÉCNICA DE “UM SONHO MEU! O MUSICAL!”

    Direção Artística: André Barros Pinto e Mário Sá

    Encenação: Mário Sá

    Direção Coreográfica: Paula Tojal Feliciano

    Direção Musical: Diogo Marinho e Tiago de Sá

    Cenografia e Adereços: André Barros Pinto

    Construção Cenográfica: Choque Real Carpintaria e Rosa & Justino Construções

    Design de Luz: NOVALUX

    Design de Som: X-LIGHT

    Arranjo Musical: Diogo Graça

    Vozes: Carolina Brás e Maria Maricato

    Assistência de Encenação: Hélia Martins

    Assistência de Guarda Roupa: Assunção Coelho

    Costureiras: Fátima Gonçalves e Luísa Silva

    Responsável de Backstage: Fernanda Costa

    Design Gráfico: Gonçalo J. Ferreira

    Fotografia de Cena: Elisa Neves e Gonçalo J. Ferreira

    Vídeo: Renata

    Voz off: Ana Rita Almeida

    Produção: AACE

    Elenco: Donna Sheridan (Sofia Príncipe), Sophie Sheridan (Catarina Sá), Tanya (Filipa Neto), Rosie (Joana Andrade), Sky (André Barros Pinto) Sam Carmichael (Mário Sá), Harry Bright (Diogo Moreira), Bill Austin (Justino Pinheiro), Pepper (Gonçalo J. Ferreira), Eddie (Manel Ortigão), Ali (Rita Pinto e Ana Rita Almeida), Lisa (Catarina Pinto e Sandra Monteiro), Ruby Sheridan (Assunção Coelho), Fernando Cienfuegos (Manuel Moreira), Padre (Diogo Graça), Velha (Leonilda Moreira), Ensemble (Benedita Loureiro, Diogo Graça, Íris Neto, Leonilda Moreira), bailarinas (Carlota Castro, Carolina Rios, Gabriela Barros e Sofia Silva), bailarinos (Bernardo Alves, Gustavo Ramos, Luís Faria e Rui Natálio).

    Frente de Sala: Glória Barros e Helena Barros.

    Serviço de Bar: Maria Pinto, Marco Pinto, Tomás Pinto, Pedro Cardoso, Inês Sá e Sidónia Coelho.

    Mecenas: BPI Fundação La Caixa

    Apoios: Câmara Municipal de Valongo e Junta de Freguesia de Ermesinde

    Patrocínios: Diogo Cerqueira Hair Studio, Z Med, Pure Hospitality Concepts, Manuel Querido, File by MC Marques, Sofigel, P2RG Representações, Domus Qualitas, Padaria Flôr da Costa, D’Gama, R & J Construções, Bompiso, 3 Delícias, REC Estúdio, Viveiros Sol Poente, Atlântico, Restaurante O Sino, Lavandaria Nova Era, Copisinde, Fundação Inatel.

    Agradecimentos: Grupo de Teatro Vai Avante, Grupo de Teatro Arte Im’Anjos, Glória Barros, José Pinto, Daniela Ferreira, Agostinho Coelho, Anabela Coelho, Júlia Mota, Inês Sá, Paróquia de S.Vicente de Alfena, Loja d´Alegria e jornal A Voz de Ermesinde

    Por: MB

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].