Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-12-2021

    SECÇÃO: Últimas


    IPSS''s do concelho recebem apoio de 40.000 euros por parte da Câmara de Valongo

    Fotos CMV
    Fotos CMV
    A Câmara Municipal de Valongo atribuiu 40.000 euros em apoios às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e equiparadas do concelho.

    «Reconhecendo o inegável papel das entidades do setor social e solidário, com o propósito de incentivar e apoiar a sustentabilidade económica e financeira das IPSS's e equiparadas, a Câmara Municipal de Valongo atribuiu apoios no valor global de 40.000 euros, de forma a contribuir também para a manutenção do regular desenvolvimento das respostas e serviços prestados», disse a autarquia.

    A cerimónia de atribuição dos subsídios às IPSS's realizou-se ontem, dia 13 de janeiro, no salão nobre da Câmara. Receberam este apoio as seguintes instituições (que neste ato se fizeram representar pelos seus dirigentes) que formalizaram a respetiva candidatura até 22 de dezembro de 2021: AVA - Associação Viver Alfena, Centro Social e Paroquial de Alfena; Centro Social e Paroquial de Santo André de Sobrado; ADICE; Associação Helpo; Centro Social de Ermesinde; Mais Valongo - Associação de Apoio a Comunidade; Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação Gondomar Valongo; Casa do Povo de Ermesinde; Lar Marista de Ermesinde; Associação Ermesinde Cidade Aberta; Associação de Promoção Social do Calvário em Campo.

    foto

    «Aguarda-se a conclusão do processo da Associação de Socorros Mútuos e Fúnebre do Concelho de Valongo, que também tem apoio aprovado», explicou a edilidade, acrescentando que «estas entidades do setor social e solidário têm assumido uma posição de enorme preponderância no estabelecimento e desenvolvimento de um conjunto de respostas sociais, atuando nos mais diversos níveis: - Infância e juventude - Creche, Pré-escolar, CATL, CAT, Lar de infância e juventude; - População adulta - Centro de convívio, Centro de dia, Serviço de apoio domiciliário, ERPI /estrutura residencial para idosos, Lar residencial, CAO; - Família e comunidade - CAV, Comunidade de inserção, Cantina social, loja social, banco de ajudas técnicas e apoio alimentar».

    A CMV explicou ainda que «o apoio concedido nas suas despesas de atividade corrente teve também em consideração as consequências económicas e sociais da pandemia que atingiu todos os setores de atividade fazendo-se sentir, com mais acutilância, nas instituições particulares de solidariedade social e entidades equiparadas que prestam apoio aos cidadãos mais vulneráveis».

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.