Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2021

    SECÇÃO: Saúde


    foto

    MEDICINA DE A a Z (Continuação)

    ARTRITE

    É a inflamação duma articulação. Muitas vezes é confundida com outra doença, a “Artrose”. A artrose é uma doença das articulações normalmente degenerativa (desgaste) que nem sempre dá dor. A artrite é uma verdadeira inflamação, normalmente muito dolorosa, que pode ser provocada por doença de alguns tecidos que existem nas articulações. Ou então pode ser de origem infeciosa quando, por qualquer motivo, uma bactéria (ou um vírus) consegue entrar na articulação. Estas artrites infeciosas podem ser de tal forma graves que podem levar à necessidade de amputação do membro. Toda a dor em alguma articulação deve ser sempre estudada pelo médico. Não deve ser confundido com o termo “arterite”, que se refere à inflamação da parede duma artéria.

    ASMA

    A asma (brônquica) é uma doença em que os brônquios da pessoa se apertam em resposta a determinados estímulos e dificultam a respiração. A caraterística principal desta doença é que o aperto dos brônquios é mais intenso na expiração. O doente consegue inspirar relativamente bem, mas custa-lhe muito expirar. Mesmo para doentes asmáticos crónicos é uma situação aflitiva que exige tratamento imediato em meio hospitalar. Algumas situações ligeiras de asma podem ser tratadas em casa com recurso a “bombas”. São dispositivos médicos através dos quais o doente inala medicamentos broncodilatadores. Há vários tipos de asma, mas a mais frequente é a asma alérgica. O doente é alérgico a certas substâncias (pêlo de gato, penas de ave, por exemplo) e se tiver contacto com elas, tem uma crise de asma. Embora a asma se trate, o melhor é a prevenção. Além do doente dever evitar os estímulos que a desencadeia, deve tomar com regularidade certos tipos de medicamentos. Uma asma não tratada pode complicar-se com uma situação irreversível – o enfisema (ver abaixo). Finalmente, o fumo do tabaco é o pior inimigo do doente asmático

    AUTISMO

    Trata-se dum distúrbio do comportamento que pode ter uma origem neurológica. Alguns autores defendem que na origem deste distúrbio está uma deficiente interligação entre os neurónios (células que constituem o cérebro). Aparece na infância e é hereditário, embora o ambiente possa interferir na manifestação da doença. A criança autista tem dificuldade em interagir e comunicar com os outros, vive num mundo solitário muito seu e pode apresentar um comportamento repetitivo. Uma criança autista pode passar muito tempo a executar um mesmo gesto ou tarefa. Uma criança autista tem de ser tratada por um médico especialista, normalmente um pedopsiquiatra (psiquiatra da infância) e sujeito a determinada orientação que tem por objetivo torná-la autónoma. Há casos graves de autismo que impedem uma vida autónoma, mesmo em idade adulta.

    foto
    AVC

    É o acrónimo de Acidente Vascular Cerebral. É uma doença temível que pode incapacitar alguém gravemente e de forma definitiva. Pode ser provocada por dois fatores: AVC isquémico e hemorrágico. No AVC isquémico existe um súbito entupimento duma artéria cerebral que impede a chegada do sangue a determinado local do cérebro. Como consequência, vai haver falta de oxigénio nesse local e a isquemia daí resultante pode levar à morte dessa região do cérebro. Se tal acontecer, a pessoa fica com uma deficiência neurológica permanente. O outro tipo é o AVC hemorrágico. Isto ocorre quando um vaso sanguíneo do cérebro, normalmente uma artéria, rebenta e provoca uma hemorragia intracerebral. O hematoma assim originado vai comprimir o tecido cerebral à sua volta que leva à morte dessa zona e consequente deficiência. Os primeiros sintomas de AVC dependem da zona cerebral afetada, mas os mais típicos são assimetria da face (boca ao lado), confusão mental, ou mesmo inconsciência, e falta de força num membro ou em ambos os membros do mesmo lado. Perante estes sinais deve ser feito de imediato o pedido de socorro para o 112 (número de emergência) e responder às perguntas que vão ser feitas. Com estes sinais, a pessoa que faz as perguntas – um enfermeiro – percebe que se trata provavelmente dum AVC e aciona a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (ver abaixo). Essa viatura transporta uma equipa clínica constituída por um médico e um enfermeiro especialistas em Medicina de Emergência, bem como todo o material e equipamento necessário para iniciar de imediato o tratamento ao doente. Simultaneamente é acionada a chamada “Via Verde do AVC”, que permite definir que hospital da zona está de imediato preparado para receber aquele doente e iniciar de imediato o seu tratamento. Com este procedimento e alguma sorte pode ser possível reverter a situação e evitar, ou diminuir muito, a deficiência futura. As principais causas de AVC são a elevação do Colesterol e a Hipertensão Arterial (ver abaixo). Pelo que o AVC pode ser, em grande, parte evitado desde que a pessoa cuide da sua saúde e visite o seu médico de família regularmente.

    BCG

    É o acrónimo de “Bacilo de Calmette-Guérin” e constitui a vacina contra a tuberculose. O bacilo de Calmette-Guérin foi criado por dois cientistas franceses no início do século XX: Albert Calmette, médico bacteriologista, e o seu assistente no Instituto Pasteur de nome Camille Gérin, médico veterinário. Ambos criaram aquele bacilo a partir do bacilo da tuberculose bovina. Este bacilo conferia imunidade contra a tuberculose humana, doença que na altura não tinha qualquer possibilidade de cura e era altamente mortal. Até há bem pouco tempo era uma vacina administrada a todos os recém-nascidos portugueses, mas como a tuberculose deixou de ser um problema de saúde pública, grandemente graças à vacinação, deixou de ser administrada de rotina. Agora só são vacinadas as crianças consideradas de risco para desenvolverem tuberculose.

    BIÓPSIA

    É um ato médico que consiste em retirar um fragmento (normalmente muito pequeno) de qualquer parte do organismo para análise em laboratório. É obrigatória quando se suspeita, por exemplo, de tumor maligno. Todas as pessoas são sujeitas a biópsias de rotina durante a vida. O exemplo mais simples é a biópsia obrigatória feita durante a execução duma Colonoscopia (ver abaixo).

    BÓCIO

    Refere-se ao aumento do volume da glândula Tiroide. Por vezes chama-se “bócio” à existência de nódulos na tiroide, mas não é correto. Esta glândula está situada na parte central inferior do pescoço, abaixo do “pomo-de-Adão”. É uma glândula que regula todo o nosso metabolismo. Uma pessoa com “hipertiroidismo” tem um metabolismo acelerado e outra com hipotiroidismo, pelo contrário, tem-no mais lento. Uma e outra situação devem ser tratadas por médico Endocrinologista. Todo o bócio deve ser bem estudado porque pode esconder uma neoplasia da tiroide.

    BOTULISMO

    É uma doença paralisante e é mortal se não for tratada, provocada por uma bactéria chamada “clostridium botulinum”. Nos países desenvolvidos praticamente não existe devido aos grandes cuidados na preparação de alimentos pré-cozinhados. A bactéria que a provoca não tolera o oxigénio e pode infetar a pessoa se existir em alimentos mal preparados, nomeadamente conservas ou enlatados. A prevenção faz-se por aquecimento dos alimentos a mais de 85º durante pelo menos 5 minutos. Os alimentos enlatados são sujeitos a rigorosos controlos em laboratório, pelo que são seguros e não precisam de ser fervidos. O “botox” é toxina botulínica utilizada em cosmética, em doses muito pequenas. O objetivo é paralisar alguns músculos da face e, dessa forma, atenuar as rugas, por exemplo.

    (...)

    leia este artigo na íntegra na edição impressa.

    Nota: Desde há algum tempo que o jornal "A Voz de Ermesinde" permite aos seus leitores a opção pela edição digital do jornal. Trata-se de uma opção bastante mais acessível, 6,00 euros por ano, o que dá direito a receber, pontualmente, via e-mail a edição completa (igual à edição impressa, página a página, e diferente do jornal online) em formato PDF. Se esta for a sua escolha, efetue o pagamento (de acordo com as mesmas orientações existentes na assinatura do jornal impresso) e envie para o nosso endereço eletrónico (avozdeermesinde@gmail.com) o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas ao longo do ano, por e-mail, as 12 edições do jornal em PDF.

    Mas se preferir a edição em papel receba comodamente o Jornal em sua casa pelo período de 1 ano (12 números) pela quantia de 12,00 euros.

    Em ambos os casos o NIB para a transferência é o seguinte: 0036 0090 99100069476 62

    Posteriormente deverá enviar para o nosso endereço eletrónico (avozdeermesinde@gmail.com) o comprovativo de pagamento, o seu nome, a sua morada e o NIF.

    José Campos Garcia*

    *Médico

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.