Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-04-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2021

    SECÇÃO: Destaque


    COVID-19 - Situação em Portugal, no Grande Porto e no mundo (dados de 21/05/2021)

    No último mês a situação da pandemia em Portugal manteve um ligeiro agravamento em matéria de Novos Doentes. Foi ultrapassada a barreira de 1 do Índice de Transmissibilidade. No entanto, o número de doentes internados e o número de pessoas falecidas continuam a diminuir. O número diário de testes acusa uma tendência de queda ligeira, com um número médio de cerca de 41.750 nos últimos 30 dias. Da mesma forma tem vindo a aumentar o número de pessoas sob vigilância dos Serviços de Saúde. Este último facto é importante, pois pode ser prova de que os Serviços de Saúde estão atentos e estão a controlar as novas cadeias de transmissão.

    Simultaneamente há uma diminuição do número de doentes internados, quer em Enfermaria, quer em Cuidados Intensivos. Isto, por seu lado, demonstra que os novos casos de Covid-19 são menos graves do que até aqui.

    Por outro lado, a Taxa de Letalidade tem vindo a descer de forma sustentada.

    Tudo isto pode estar relacionado com a vacinação. Neste momento uma grande parte das pessoas mais vulneráveis já tomou pelo menos uma dose da vacina, o que confere proteção.

    No dia 21 de maio, a situação de transmissibilidade do vírus pode resumir-se a três números:

    - o Índice de Transmissibilidade (DGS) para o território nacional é de 1,03

    - o Índice de Transmissibilidade (DGS) para o Continente é de 1,03

    - o Fator de Crescimento (nosso cálculo) é de 1,04, com tendência a subir

    Estando estes índices acima do valor 1, significa que a pandemia está a ganhar força, pelo que é preciso mais empenho para inverter a tendência.

    Observa-se no gráfico seguinte a evolução do número diário de Novos Casos. Em clara subida, como mostra a Linha de Tendência (a ponteado)

    foto

    O número de doentes internados não acompanha a subida do número de Novos Casos, pela possível razão dada atrás. A tendência atual é decrescente.

    foto

    O mesmo se passa com o número de pessoas falecidas. Apesar do aumento do número de Novos Casos, a Taxa de Letalidade está a baixar, tendo neste momento o valor de 2,016%

    No Distrito de Porto a situação continua mista. No entanto, são mais evidentes os casos de melhoria do que os de agravamento. O nosso concelho de Valongo acusa uma notável descida dos casos.

    foto

    Em termos europeus, Portugal mantem o primeiro lugar, juntamente com o Reino Unido. São ambos os países onde a Covid-19 menos cresceu. Seira bom mantermo-nos na dianteira, apesar do aumento dos últimos dias. Mas isso só depende de nós.

    foto

    Em termos de mortalidade, mantemos um honroso primeiro lugar, acompanhados pelo Reino Unido, sendo ambos os países onde a Mortalidade menos cresceu.

    foto

    Para terminar.

    Vamos todos fazer uma forcinha para baixar os números do Covid. Certo que o aumento não foi à custa do concelho de Valongo. Mas se alertarmos a nossa rede de contactos, chegaremos a mais pessoas.

    NÃO SE DISTRAIA

    José Campos Garcia*

    *Médico

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.