Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-03-2020

    SECÇÃO: Destaque


    CORONAVÍRUS NA CIDADE E NO CONCELHO

    O início de um drama anunciado

    16 DE MARÇO DE 2020. 17 HORAS, DIA ÚTIL, ESPAÇO EXTERIOR DA ESTAÇÃO DE ERMESINDE, INTERFACE DE TRANSPORTES PÚBLICOS. QUASE VAZIO. NEM GENTE NEM VEÍCULOS.
    16 DE MARÇO DE 2020. 17 HORAS, DIA ÚTIL, ESPAÇO EXTERIOR DA ESTAÇÃO DE ERMESINDE, INTERFACE DE TRANSPORTES PÚBLICOS. QUASE VAZIO. NEM GENTE NEM VEÍCULOS.
    Já toda a gente se deu conta de que a COVID-19 veio para ficar e está a paralisar toda a vida em sociedade, nas aldeias, vilas e cidades, em Portugal e um pouco por todo o mundo. Ninguém sabe ainda quantas vítimas fará esta declarada pandemia nem quando a ciência humana a conseguirá conter. Ninguém sabe, neste momento, quais serão as consequências sociais e económico-financeiras, mas não será fácil vaticinar uma situação grave de crise geral, intensificada pela globalização em que vivemos.

    Com base, naquilo que foi sendo publicado nas redes sociais, concretamente no facebook, podemos fazer uma retrospetiva da forma como instituições, coletividades e associações foram paralisando por causa do Coronavírus.

    Uma das primeiras foi a Universidade Sénior de Ermesinde, devido à faixa etária dos seus alunos e à suspeita que recaiu sobre um deles (revelar-se-ia, dias depois, falso alarme) encerrou as atividades letivas a partir do dia 9 de março, e a pouco e pouco, foi cancelando toda a atividade e eventos em que estava envolvida, inclusive assembleias gerais para aprovação do relatório de contas e atividades e as eleições para os órgãos sociais.

    Também no dia 9 de março, a Câmara Municipal de Valongo, pela pessoa do seu Presidente, divulgou uma comunicação sobre a Covid-19 que esteve na base do cancelamento de todos os eventos e espaços desportivos e outros, donde extraímos as seguintes passagens.

    «Seguindo as indicações das autoridades de saúde no que se refere às medidas de contenção do COVID-19, a Câmara Municipal de Valongo entendeu rever o calendário de eventos previsto para as próximas semanas.

    As suspensões, adiamentos ou mesmo cancelamentos serão articulados com os parceiros envolvidos nas diferentes organizações e serão comunicados ao público em geral, em diferentes plataformas.

    É essencial que a serenidade e responsabilidade norteiem a atuação de todos de forma a que as autoridades de saúde e a autarquia possam prestar o melhor serviço possível no atual contexto.

    Em função da avaliação que em cada momento for feita serão tomadas medidas adequadas à finalidade de prevenção e controlo da COVID-19. (…) ».

    Ainda no dia 9 de março e seguindo as indicações das autoridades de saúde no que se refere às medidas de contenção da epidemia COVID-19, os organizadores do evento desportivo Trilhos do Paleozóico, em conjunto com o Município de Valongo, decidiram suspender todas as provas previstas para os dias 14 e 15 de março.

    No dia 10 de março, a Junta de Freguesia de Ermesinde cancelava diversas atividades e eventos como o CAMPO DE FÉRIAS DA PÁSCOA e a etapa do Campeonato Nacional de Carrinho de Rolamentos (CNCR) que iria ter lugar no dia 22 de março. Para além destes, a Junta de Freguesia desta cidade anulou todos os eventos que se iriam realizar nas instalações daquela autarquia.

    No mesmo dia a Junta de Freguesia de Valongo suspende a Feira Semanal, o mesmo acontecendo com a sua congénere de Ermesinde.

    No dia 11 de março, a COVID-19 é a responsável pelo anúncio da suspensão de vários eventos e atividades públicos e encerramento de diversos equipamentos de utilização pública, como medida de prevenção e contenção. A Câmara de Valongo suspende a Mostra de Teatro Amador do Concelho de Valongo.

    16 DE MARÇO DE 2020. 17 HORAS, DIA ÚTIL, BAR NO ESPAÇO INTERIOR DA ESTAÇÃO DE ERMESINDE. COMPLETAMENTE VAZIO
    16 DE MARÇO DE 2020. 17 HORAS, DIA ÚTIL, BAR NO ESPAÇO INTERIOR DA ESTAÇÃO DE ERMESINDE. COMPLETAMENTE VAZIO
    O Trilho Ecológico do Parque Aventura, da responsabilidade da Lipor, também é encerrado.

    A 13 de março, o Pároco de Ermesinde, Cónego João Peixoto, como oportunamente demos conta na nossa versão on-line, também cancelou as Missas de domingo e dos dias de semana e a catequese na Paróquia de Ermesinde.

    O Centro Social de Ermesinde também tomou providências para evitar o alastramento desta pandemia. Concretamente, a 13 de março, a Comunidade Educativa da Escola Segunda Oportunidade de Valongo (E2OV) era alertada para a suspensão das atividades letivas a partir do dia 16, até orientação contrária, como aconteceu de resto com todos os estabelecimentos de ensino da cidade, públicos e privados.

    A 15 de março José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara de Valongo, pede às competentes autoridades do Estado a declaração de emergência nacional, tendo por base o número de casos de munícipes já infetados, sobretudo na União de Freguesias de Campo e Sobrado.

    No momento em que escrevemos (17 de março de 2020) já há infetados confirmados em praticamente toda a área do concelho e tudo indica que o número irá crescer bastante antes do Presidente da República (depois de ouvir o Conselho de Estado) e do Governo declararem a Emergência Nacional do Estado Português.

    Entretanto, em Ermesinde, como no resto do concelho e do país, acabaram as competições desportivas, foram fechando os Restaurantes, abandonadas as esplanadas e muitos outros espaços de convívio… por tempo indeterminado.

    A pouco e pouco tudo vai encerrando! Ruas, praças, cafés, espaços comerciais, ficam desertos. Porque o melhor para diminuir o contágio é mesmo ficar em casa até que a pandemia recue.

    CUIDADOS A TER COM A COVID-19?

    O Coronavirus 2 é uma Síndrome da Dificuldade Respiratória Aguda Severa. A COVID-19 é a doença causada pelo vírus. Significa CORONAVIRUS DISEASE –

    2019 – Em português: Doença do Coronavirus-19.

    OS SINTOMAS?

    Os principais sintomas são: Febre; Tosse; Mal-estar geral; Dores no corpo / dores musculares; Falta de ar / Dificuldade respiratória (nos casos mais graves).

    Segundo fontes médicas, a MAIORIA (80%) das pessoas infetadas terão apenas DOENÇA LIGEIRA, semelhante a uma gripe normal.

    Mas os restantes 20% poderão ter doença grave e apenas alguns desses necessitarão de admissão nos Cuidados Intensivos – leia-se PRECISARÃO DE VENTILADOR (aparelho que respira por nós quando não somos capazes).

    CONTACTOS IMPORTANTES:

    Dúvidas em caso de sinais e sintomas:

    - 808 24 24 24

    - e-mail (em caso de linha telefónica não responder): atendimento@sns24.gov.pt

    Dúvidas com assistência à família, baixas e quarentenas:

    - 300 502 502

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.