Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-03-2020

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Dois empates "gémeos" valem mais dois pontos na caminhada rumo à manutenção

    foto
    Dois empates seguidos, e pelo mesmo resultado, isto é, 1-1, permitiram ao Ermesinde 1936 amealhar mais dois importantes pontos na luta pela manutenção na Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP). Isto aconteceu no início de março, até ao momento em que a AFP decidiu suspender todos os seus campeonatos, de todos os escalões, como medida de contenção à propagação da Covid-19, à semelhança do que fizeram outras tantas associações e federações nacionais de inúmeras modalidades, senão todas, mesmo. Mas voltando ao futebol jogado, digamos assim, há a registar então por parte dos verde-e-brancos dois empates a uma bola, tendo ambos a particularidade de terem sido obtidos ante equipas que lutam pela presença na fase de subida de divisão.

    Assim, no dia 8 de março o Ermesinde 1936 foi até ao reduto do vizinho e velho rival S.C. Rio Tinto, em partida alusiva à 25.ª jornada, tendo realizado uma exibição bem conseguida. Apresentando-se em campo bem organizados e determinados em alcançar um bom resultado, foi com certa naturalidade que os ermesindistas viram Deco abrir logo ao minuto 4 o marcador para a turma da nossa Cidade. Golo que despertou os locais, que passaram a exercer uma maior pressão sobre o último reduto ermesindista. Ainda no primeiro tempo os riotintenses dispuseram de uma grande penalidade, mas Sérgio Carneiro levou a melhor sobre o marcador do castigo máximo, Diogo Teixeira, mantendo assim a vantagem forasteira. O S.C. Rio Tinto continuou no entanto a carregar, enquanto o Ermesinde 1936 ripostava e sempre que podia espreitava a baliza local. Mas, já perto do descanso (minuto 41) Ansumane repôs a igualdade no marcador, devolvendo assim alguma justiça face ao que se passava em campo. No reatamento, os locais continuaram à procura do segundo golo, de certa forma dominaram os acontecimentos, mas a bem escalonada defesa forasteira impediu que os três pontos ficassem em Rio Tinto.

    As equipas alinharam da seguinte forma: S.C. Rio Tinto: Carlos Madureira; Issa, Cláudio, Andrézinho e Hugo (Steven, 74); João Alves (Sacy, 46), Carlos Manuel e Dani (Kakuba, 46); Rúben, Ansumane (Russo, 85) e Diogo Teixeira. Treinador: Vasco Oliveira.

    Ermesinde 1936: Sérgio Carneiro; Pedro Castro, Bruno, José Costa e Macieira (Rafa, 46); João Lindo, Marco (Oliveira, 74) e Deco; Quim, Dany (Beré, 74) e Nuno Herdeiro (Bessa, 90+4). Treinador: Jorge Lopes. MB

    VILA TRAVADO NOSSONHOS

    Uma semana antes, no dia 1 de março, o Ermesinde 1936 recebeu em jogo da 24.ª jornada, o Vila, outro emblema que espreita por esta altura uma vaga na fase final desta Divisão de Elite. Assistiu-se a um jogo equilibrado com o resultado a fazer jus ao que se passou ao longo dos 90 minutos. O Ermesinde 1936 foi o primeiro a marcar pouco passava da primeira meia hora de jogo (32 minutos). Quim centrou, Deco cabeceou, Tavares defendeu para a frente, Deco rematou de novo e de novo a bola foi-lhe devolvida pelo guardião gaiense, mas à terceira foi de vez e este último jogador abriu o marcador.

    Durante o intervalo, a claque ermesindista, num bonito gesto de solidariedade, homenageou a família do associado n.º 863 e antigo dirigente, António Dionísio Ferreira de Castro. Recorde-se que este cidadão faleceu no passado dia 20 de fevereiro, indo a sepultar no dia seguinte, em Ermesinde.

    No segundo tempo as características do jogo não se alteraram e ao minuto 58, Monteiro, sozinho na pequena área, só com Sérgio Carneiro pela frente, não teve qualquer dificuldade em apontar o golo da igualdade. Até ao fim ainda houve oportunidades para ambos os lados, mas o resultado não sofreria alteração.

    As equipas jogaram com: Ermesinde 1936 Sérgio Carneiro; Pedro Castro (Rafa, 46), Bruno, Costa e Macieira; Deco, João Lindo e Marco (Oliveira, 61); Quim (Bessa, 80), Beré (Herdeiro, 61) e Danny. Treinador: Jorge Lopes.

    Vila FC: Tavares; Pelegrini, João Silva, Oliveira e Giovani (Paulinho, 46); João Castro (Osório, 77), Guilherme (Gaspar, 75) e Flávio; Monteiro, Rhuan e Gomes. Treinador: Abílio Novais.

    Em termos de classificação, o Ermesinde 1936 está cada vez mais perto de garantir a manutenção neste escalão, ocupando agora o 11.º lugar, com 30 pontos, mais 14 que o primeiro clube posicionado abaixo da "linha de água", o Infesta. Isto quando restam cinco jornadas para o fim e... 15 pontos por disputar. Na frente desta Série 1 continua cada vez mais isolado o Salgueiros, agora 57 pontos. LUÍS DIAS

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.