Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2019
Jornal Online

SECÇÃO: Destaque


NA SEQUÊNCIA DA FUTURA IMPLEMENTAÇÃO DE UM SUPERMERCADO NO LOCAL:

Fachada e chaminé da Fábrica de Sá vão ser preservadas

Fotos ALBERTO BLANQUET
Fotos ALBERTO BLANQUET
A fachada da Fábrica de Sá e a chaminé localizada no interior deste histórico e emblemático edifício da Cidade de Ermesinde vão ser preservadas e a fachada original da fábrica não vai servir de fachada ao próprio supermercado, uma vez que tem de ser reabilitada e vai estar afastada da parede do hipermercado, ficando entre as duas um espaço público.

A informação foi dada na reunião da Assembleia Municipal de Valongo (AMV) realizada na noite de 16 de setembro, quando este tema que tem causado alguma curiosidade e ao mesmo tempo preocupação na comunidade ermesindense foi colocado em cima da mesa.

Preocupação e interesse que surgiram - no seio da nossa comunidade - assim que se percebeu que estava a decorrer uma operação de demolição no interior do edifício, ainda no início do mês de agosto, circulando paralelamente a ideia de que tal seria para uma futura instalação de um supermercado, mais concretamente a Mercadona.

O assunto foi então levantado na última AMV por diversas forças partidárias, tendo o grupo parlamentar do PS questionado a Câmara se «a memória daquela fábrica, que é muito importante para a população de Ermesinde, uma fábrica que deu trabalho a muita gente de Ermesinde e que de resto desenvolveu uma política de responsabilidade social muito importante, se essa memória vai ser preservada», uma dúvida que segundo a bancada socialista é partilhada pela população ermesindense.

foto

Também a CDU mostrou a sua preocupação pelo que poderá vir a acontecer com o histórico edifício da Fábrica de Fiação e Tecidos de Sá, querendo igualmente ver respondidas de forma cabal as dúvidas que haviam sido levantadas pelo PS. O Bloco de Esquerda abordou igualmente o assunto, lembrando que já antes desta sessão da AMV havia solicitado à Câmara uma reunião com carácter de urgência para ver esclarecidas estas dúvidas. Na ausência do presidente da Câmara Municipal de Valongo (CMV), José Manuel Ribeiro, devido a contratempos de última hora, coube a Paulo Esteves Ferreira, vereador responsável pelo pelouro de Licenciamento de Obras, prestar alguns esclarecimentos sobre o tema. O vereador informou então que a Câmara havia sido abordada pela Mercadona no sentido desta empresa construir na zona da antiga fábrica um supermercado, acrescentando que a proposta da cadeia de supermercados de capital espanhol cumpria o que o Plano Diretor Municipal permite para aquela zona.

foto

Acrescentou ainda que foram colocadas algumas condicionantes por parte da CMV para essa construção, nomeadamente, e logo à cabeça, a preservação da fachada da fábrica e da chaminé localizada no seu interior. Dois elementos arquitetónicos que, de acordo com o vereador, são aqueles de maior relevância e que podem demonstrar e atestar aquilo que foi a Fábrica de Sá. Foi também exigência da Câmara que a fachada do edifício não servisse para fachada do próprio hipermercado, ou seja, a fachada (original) vai ser reabilitada e vai ficar afastada da parede do supermercado, no sentido de ter uma relevância acrescida e para que possa evidenciar aquilo que outrora foi aquele edifício. «Pretendemos também que atrás dessa fachada, que vai ficar fixa através de uma estrutura metálica, sejam colocados uns painéis de material ainda a ser definido, a contar um pouco da história daquela fábrica».

Paulo Esteves Ferreira explicou ainda que para aquela zona é também pretendido um novo espaço público, isto é, entre a fachada e a parede do supermercado há um afastamento, pretendendo-se que aí seja implementado o tal espaço público para ser utilizado pelos ermesindenses. Informaria ainda que foi já pedido um estudo de tráfego e que está em andamento a aprovação do projeto de especialidades.

Por: MB

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.