Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-05-2016

    SECÇÃO: Destaque


    Primeiro-ministro, António Costa, esteve em Ermesinde a inaugurar a Loja do Cidadão do Concelho de Valongo

    O primeiro-ministro António Costa inaugurou no passado dia 6 de maio a Loja do Cidadão do Concelho de Valongo, situada no Edifício Faria Sampaio, em Ermesinde. Presentes na cerimónia estiveram outras figuras ligadas ao Governo, entre outros, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Teresa Manuel Leitão Marques. Segundo António Costa esta é a segunda de catorze lojas do cidadão que serão inauguradas este ano, sublinhando ainda que estes espaços são a face da estratégia de modernização do Estado, no sentido de prestar melhores serviços aos cidadãos. O presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, aproveitou a vinda do governante a Ermesinde para dar conta de uma «injustiça» que atualmente atinge o concelho, por outras palavras, o facto de «a Parque Escolar não ter gasto um euro nas escolas do nosso concelho», solicitando desta forma ao primeiro-ministro que seja dada atenção à questão da requalificação das escolas secundárias de Ermesinde e de Valongo.

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    Apesar da chuva que neste dia caiu sobre a região, foram muitos os cidadãos que se deslocaram ao Edifício Faria Sampaio para receber o primeiro-ministro de Portugal. Entre a multidão vislumbram-se também diversas personalidades locais, com realce para membros da Assembleia Municipal de Valongo, do Executivo camarário, das assembleias de freguesia, dos Executivos de Junta, bem como inúmeros dirigentes de instituições e coletividades de todo o concelho. Já no interior do edifício, na sala onde os convidados foram recebidos, o primeiro a usar da palavra seria o presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, que começaria por fazer um retrato histórico do nosso concelho. Falou das tradições, do património, das suas gentes, e de algum trabalho que vem sendo desenvolvido pela autarquia, tendo aqui destacado precisamente a abertura deste equipamento, algo que significa «mais um passo no processo de modernização administrativa em curso no concelho que conta já com a desmaterialização total dos serviços camarários acessíveis através da internet, o que permite aos cidadãos resolver todos os seus assuntos à distância de um clique, e que se completará com a abertura ainda este ano de seis Espaços do Cidadão em todas as freguesias do concelho». Referindo-se a António Costa como uma pessoa que se interessa pelos problemas dos cidadãos, o que nas palavras do autarca faz do atual primeiro-ministro uma «pessoa que dá esperança», José Manuel Ribeiro deu a conhecer posteriormente ao governante uma «injustiça» com a qual o concelho se depara. «A (empresa pública) Parque Escolar não gastou um euro no concelho de Valongo, enquanto que as escolas de outros concelhos vizinhos foram renovadas. É uma injustiça, pois somos o concelho que mais contribuiu para a educação deste país (sustentando esta afirmação com o facto dos antigos quadros de lousa utilizados nas escolas serem confecionados através da ardósia extraída em Valongo)», referiu o edil numa alusão ao facto de as escolas secundárias de Ermesinde e de Valongo não apresentarem condições de funcionamento, apelando para que António Costa possa dar atenção ao problema da requalificação dos citados estabelecimentos de ensino.

    Por sua vez, o primeiro-ministro começaria a sua intervenção por frisar que as Lojas do Cidadão são a face da estratégia de modernização do Estado, considerando ainda que um Estado moderno é aquele que abre serviços que «permitem poupança em burocracia para poder investir onde é preciso investir», como por exemplo na saúde e na educação. «O Estado tem de saber modernizar-se para poder prestar melhores serviços», disse o governante, que informaria ainda que esta era a segunda Loja do Cidadão num total de 14 que serão inauguradas este ano. Em jeito de resposta ao apelo de José Manuel Ribeiro sobre a requalificação das escolas secundárias de Valongo e de Ermesinde, o primeiro-ministro disse que «se há área em que é fundamental concentrar os recursos é na defesa e no financiamento da escola pública porque é a escola de todos, a que garante a igualdade de oportunidades a todos e aquela que permite a todos uma efetiva liberdade de poder aprender com a qualidade que todos temos de exigir».

    foto

    MANIFESTANTES

    ESPERAVAM

    ANTÓNIO COSTA

    A este propósito, da urgente necessidade da requalificação das escolas secundárias de Valongo e de Ermesinde, cerca de três dezenas de alunos do estabelecimento de ensino ermesindense esperavam o primeiro-ministro nas imediações do Edifício Faria Sampaio, empunhando cartazes que continham frases como «somos excelentes, merecemos melhores equipamentos», ou «temos bons resultados, merecemos uma escola, merecemos melhores instalações». O governante não ficou indiferente à manifestação assim que chegou ao local, e da mão dos alunos da Escola Secundária de Ermesinde recebeu um abaixo assinado com assinaturas de professores, pais e, claro, estudantes da escola que exigiam a rápida requalificação do estabelecimento escolar.

    Também no exterior do edifício encontrava-se um grupo de cidadãos que integra a comissão de utentes da A41, com a missão de entregar a António Costa uma carta a pedir a retirada do pórtico de portagem de Alfena.

    foto

    OS SERVIÇOS

    DA LOJA DO CIDADÃO

    A Loja do Cidadão será gerida pela Câmara Municipal de Valongo, concentrando num mesmo espaço um vasto leque de serviços da Administração Central e Local. Aberta de segunda a sexta-feira entre as 9H00 e as 17H30, e aos sábados das 9H00 às 13H00, este espaço acolhe, entre outros, os serviços do Instituto da Segurança Social, o Instituto Nacional dos Registos e Notariado, a Autoridade Tributária, a Caixa Geral de Aposentações, a Autoridade para as Condições de Trabalho, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, a ADSE, o Portal do Cidadão, ou o Gabinete de Apoio ao Munícipe.

    A abertura deste equipamento implicou um investimento de aproximadamente um milhão de euros.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.