Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 12-02-2014

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Ermesinde 1936 aplicou a “chapa 5” na receção ao Ramaldense

    Foto LUÍS MACEDO
    Foto LUÍS MACEDO
    Depois de dois resultados menos positivos por parte do Ermesinde Sport Clube 1936, o Ramaldense parece ter-se convencido que a sua tarefa estaria facilitada na visita ao Estádio de Sonhos na passada tarde de 2 de fevereiro, mas na verdade a história deste encontro da 17ª jornada da Série 1 do Campeonato Distrital da 2ª Divisão foi bem diferente daquilo o que a turma portuense estaria à espera. O Ermesinde entrou muito dominador e controlou o jogo durante os 90 minutos e o resultado, de 5-1 a seu favor, apesar de ser uma goleada, acaba por ser escasso para refletir o que realmente se passou, tantas foram as oportunidades criadas pela equipa da casa.

    Logo aos dois minutos, Paulinho (na imagem) podia ter chegado ao golo, quando, na pequena área falhou incrivelmente uma oportunidade flagrante para bater o guardião visitante. Cinco minutos, mais tarde Pinto não falhou, dando a melhor sequência a um centro do lado direito do seu ataque, rematando de primeira para o fundo da baliza defendida por Bruno. Diga-se, aliás, que Pinto foi um dos melhores jogadores em campo, sempre muito concentrado e empenhado nos lances de ataque da sua equipa. Aos 10 minutos foi a vez de Leça falhar, bem tentou fazer um “chapéu” a Bruno, mas a bola saiu ao lado direito da baliza do Ramaldense.

    Decorrido o primeiro quarto de hora a equipa visitante desfrutou da sua melhor oportunidade para chegar com perigo à baliza de Teixeira, na sequência de um livre direto, cobrado por Joel, mas à figura do guardião ermesindista. Depois disso, sucederam-se várias oportunidades, para os locais, quase todas protagonizadas por Serginho, que nesta partida bem merecia ter marcado um golo. O segundo tento para a equipa anfitriã surgiu à passagem da meia hora de jogo, desta vez Paulinho não falhou a recarga depois da bola ter sido devolvida pela trave. E até ao intervalo o clube da casa ainda teve mais duas oportunidades para avolumar o resultado, sem no entanto o conseguir. Entretanto, os atletas visitantes viam-se em “palpos de aranha” para resistir ao futebol mais ofensivo dos pupilos de Jorge Lopes e nem as várias substituições logravam arranjar forma de mudar o rumo dos acontecimentos. Refira-se que os visitantes se revelaram demasiado agressivos e muito pouco respeitadores das decisões do árbitro, o qual necessitou de proteção policial para sair do relvado, ao intervalo, na sequência da primeira expulsão ramaldense.

    Na etapa complementar as características do jogo mantiveram-se, houve mais quatro golos (três para o Ermesinde e um para o Ramaldense, de livre direto), mas mais poderiam ter surgido do lado ermesindista, tendo valido a boa prestação do guarda-redes Bruno. Entre os avançados do Ermesinde também merece uma palavra de apreço Diogo Loureiro, que bisou, sendo espetacular o seu primeiro golo, um “chapéu” de belíssima execução.

    A equipa de arbitragem não se deixou intimidar e rubricou um bom trabalho, enquanto o Ermesinde 1936 deu mostras de estar à altura de lutar pelo primeiro lugar, que continua a ser comandado pelo Leça do Balio.

    Uma semana mais tarde (9 de fevereiro) a equipa da nossa cidade esteve de folga, pelo após a conclusão da 18ª jornada a classificação é encabeçada pelo Leça do Balio, com 42 pontos, apenas mais dois que o Ermesinde 1936, que é segundo, mas com menos um jogo.

    Voltando ao embate ante o Ramaldense o combinado ermesindista alinhou com: Teixeira; Fábio, Marco (Folgosa, 73), Pedro Assunção e Fajó; David (Tiago, 73), Leça (Pedro, 73) e Diogo Loureiro; Serginho, Pinto (Amaro, 68) e Paulinho (André, 68). Treinador: Jorge Lopes.

    Por: Luís Dias/AVE

    Nota: Todos os resultados e classificações desta competição podem ser consultados na nossa edição on-line em "resultados desportivos".

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.