Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-05-2011

    SECÇÃO: Destaque


    Escola também festejou o 25 de Abril

    Foto EDAFG
    Foto EDAFG
    Por iniciativa do Grupo Disciplinar de Educação Visual e Tecnológica (EVT), com a colaboração das disciplinas de Educação Musical e História, do 2.º Ciclo, realizou-se no passado dia 28 de abril, entre as 10h00 e as 11h30 horas, na sala de alunos, uma palestra subordinada ao tema: “25 de Abril, Sempre”, que contou com a presença do Ex.mo Sr. Coronel Antero Ribeiro da Silva, atualmente reformado, e que preside à Associação 25 de Abril – Delegação Norte.

    Esta palestra inseriu-se na comemoração daquela data, sendo enquadrada por uma exposição de trabalhos de todas as turmas do 6.º ano de escolaridade, realizados precisamente na disciplina de EVT e ainda por um pequeno número musical (canção “Somos Livres – Uma Gaivota”), interpretada à flauta e acordeão, respetivamente, pelo grupo de alunos que compõem o Clube de Música da escola e respetiva professora, e acompanhados pelo conjunto de alunos presentes no espaço onde se realizou a atividade, que encheram os pulmões com a letra de tal canção, um dos ícones do 25 de Abril.

    O PALESTRANTE

    – UM MILITAR DE ABRIL

    O Coronel Ribeiro da Silva, que muito nos honrou com a sua presença, pois não é todos os dias que podemos ter entre nós alguém que viveu plenamente aqueles acontecimentos de há 37 anos atrás, e que em 25 de Abril de 1974 ocupava o posto de Capitão, nasceu no Porto e tem um vasto curriculum, de que se destaca:

    - À data do “Golpe Militar”, encontrava-se na Madeira, depois de ter sido transferido, compulsivamente, pelo regime anterior, por participação em reuniões preparatórias do Movimento dos Capitães.

    - Enquanto elemento do grupo de ligação do Exército, no Movimento dos Capitães na clandestinidade, teve que passar mesmo pela prisão (Trafaria), antes da sua transferência.

    - Após o 25 de Abril, esteve destacado em comissão de serviço, em Moçambique, onde acompanhou, com outros oficiais, a fase de descolonização.

    - Foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade.

    - É sócio fundador da Associação 25 de Abril.

    Ao longo da sua intervenção, procurou dar conta da sua vivência, enquanto elemento do Movimento dos Capitães, e fê-lo numa linguagem simples mas eloquente, que interessou vivamente todos os presentes (cerca de 130 alunos e professores).

    Falou do tempo em que não havia liberdade, da ditadura e da concretização dos principais objetivos do “Movimento dos Capitães” – a instauração da democracia e o fim da guerra colonial, tendo apresentado alguns dos números que fizeram essa guerra, nos territórios ultramarinos portugueses – Angola, Moçambique e Guiné.

    Com a certeza de que jamais será possível voltarmos ao “antes” do 25 de Abril, abriu depois espaço para um período de perguntas e respostas, em que os mais novos quiseram saber todos os pormenores importantes que estiveram por trás do Golpe Militar, e a forma como o próprio palestrante viveu esse tempo.

    Depois de satisfeitas todas as curiosidades, deu-se por encerrada a palestra, não sem que antes lhe tenha sido oferecido, pela escola, uma pequena lembrança simbólica (um diploma de homenagem pela sua presença).

    A interatividade gerada deixou-nos a certeza de estarmos na presença de um grande Homem e um grande Militar, que continua, agora de uma forma consolidada pela experiência de vida, através da palavra, a mostrar às novas gerações que valeu a pena que um punhado de homens corajosos tivesse levado a cabo o “25 de Abril”.

    Obrigado, Sr. Coronel Ribeiro da Silva!

    Por: Mário Neves Silva

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.