Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-05-2011

    SECÇÃO: Destaque


    Dia do Patrono na EB 2,3 D. António F. Gomes culminou em conferência de D. Manuel Clemente

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    A Escola EB 2,3 D. António Ferreira Gomes (e respetivo Agrupamento Escolar) levou a cabo no passado dia 10 de maio a comemoração do seu Dia do Patrono, com a realização de uma série de atividades a culminar numa conferência do atual bispo do Porto, D. Manuel Clemente.

    Neste dia, dedicado à memória do patrono da escola D. António Ferreira Gomes, o conferencista, da forma magistral que se lhe reconhece, começou por falar da importância da História na vida das comunidades, para através dela, fazer a defesa de valores essenciais a todos.

    Nesse sentido, considerou muito importante valorizar-se o conhecimento da vida de certas personalidades, ou mesmo da vida diária das comunidades, o que em seu entender, era uma forma de abordar a história que superava certas formas dominantes no século anterior que punham uma tónica quase exclusiva no estudo das estruturas, como reação à redução da história aos atos reais ou de incidência dinástica. Um dos exemplos desta forma recente de ver a história era a investigação a ser levada a cabo, na sequência de outras idênticas, por José Mattoso, agora sobre a sociedade portuguesa com a sua “História da Vida Privada”.

    Desfazendo mitos em relação à “carta” de D. António Ferreira Gomes a Salazar, que afinal seria uma proposta de agenda de questões a discutir, D. Manuel Clemente procurou aclarar o pensamento do então bispo do Porto, muito ligado à doutrina social da Igreja, e que procurava então pôr em causa a conceção salazarista do corporativismo, no qual o trabalho não tinha qualquer autonomia, e a possibilidade de criação de partidos democratas de inspiração cristã.

    D. Manuel Clemente lembrou também como os dois grandes papas do Concílio Vaticano II, após o exílio forçado do então bispo do Porto recusaram sempre a pretensão de Salazar na nomeação de um novo bispo.

    E recordou também a persistência de D. António Ferreira Gomes no mesmo rumo, depois do 25 de Abril.

    Ainda nessa noite, e antes da conferência de D. Manuel Clemente, houve uma apresentação das figuras de D. António Ferreira Gomes e de Sophia de Mello Breyner a partir de uma dramatização feita por alunos da escola e ainda, também por eles, um breve apontamento musical.

    Também presentes na mesa da Conferência estiveram a diretora da escola, Graça Carneiro, que agradeceu particularmente a presença de D. Manuel Clemente e lhe ofereceu um trabalho realizado pelos alunos, o diretor-geral da DREN, António Leite e o vice--presidente da Câmara de Valongo, João Paulo Baltazar, todos eles proferindo curtas intervenções para dar lugar à conferência.

    OUTROS MOMENTOS

    DO PROGRAMA

    DA COMEMORAÇÃO

    foto

    As comemorações do Dia do Patrono na Escola EB 2,3 D. António Ferreira Gomes tiveram início logo pela manhã, com uma demonstração cinotécnica e a atuação da Banda de Música, ambas por parte da PSP.

    Seguiu-se-lhe uma largada de pombos com atuação dos alunos NEE e seguidamente a atuação do alunos do pré-escolar.

    Houve ainda lugar à inauguração de uma exposição sobre D. António Ferreira Gomes na Biblioteca da escola.

    Da parte da tarde tiveram lugar mais iniciativas:

    Criativ’Artes, o Science Paper (para alunos do 2º e 3º Ciclo), uma maratona por estafetas e ainda o xadrez humano.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.