Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-04-2011

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Empate na despedida dos Sonhos

    No passado dia 17 de abril o Ermesinde despediu-se do seu público, neste campeonato, com um jogo bastante vivo ante os Dragões Sandinenses, e de resultado incerto até ao apito final do árbitro. Presenciada por um público bastante ativo nas bancadas a partida (inserida na 33ª jornada da Série 2 da 1ª divisão distrital) era encarada de formas diferentes pelos dois conjuntos, para os da casa nada mais havia em jogo senão o prestígio, ao passo que para os visitantes vencer significava manter o 1º lugar da classificação e afastar-se do rival direto na luta pela liderança, o Baião.

    Na primeira parte a formação da casa foi a mais ofensiva, com destaque para o capitão, Paulo, que perdeu uma excelente oportunidade nos primeiros minutos para abrir o marcador, tendo a bola saído ao lado da baliza do guarda-redes visitante, Xavier.

    Aos 25 minutos foi a vez dos Dragões Sandinenses assustarem o setor recuado da casa, contudo o guardião Henrique correspondeu com uma defesa de bom nível. O jogo, com o passar do tempo, ganhava maior intensidade física e o Ermesinde, que se tinha tornado mais ofensivo e acreditava que podia chegar ao golo, acabou por beneficiar de uma grande penalidade pela qual Rui Sousa foi admoestado com o cartão amarelo por uma falta cometida. Paulo não se fez rogado e concretizou em golo o castigo máximo quando corria o minuto 35.

    Com a chegada da etapa complementar o treinador dos Dragões Sandinenses fez entrar na partida o avançado Nuno Silva, substituição que se revelaria acertada tendo este jogador tido um papel preponderante ao protagonizar uma excelente jogada em contra-ataque, juntamente com Bruno Rocha, ao minuto 70, tendo este último conseguido o golo do empate.

    Com o primeiro golo marcado os jogadores dos Dragões Sandinenses acreditaram que poderiam conseguir virar o resultado, e apenas dois minutos volvidos após o empate Wilson, frente a frente com Henrique, e com tudo para fazer o segundo da sua equipa rematou por cima. Até ao fim do jogo foi a formação forasteira que pressionaou mais, mas o resultado acabaria por não se alterar.

    Boa arbitragem num jogo em que o Ermesinde demonstrou que podia lutar de igual para igual com qualquer oponente desta 1ª divisão, embora a classificação a meio da tabela não o demonstre.

    Nota: Todos os resultados e classificações desta competição podem ser consultados na nossa edição on-line.

    Por: Luís Dias

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.