Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-03-2010

    SECÇÃO: Desporto


    Casa do Benfica de Ermesinde aprova as contas de 2009 e renova a confiança na sua Direcção

    Foto MIGUEL BARROS
    Foto MIGUEL BARROS
    Aproximadamente duas dezenas de associados marcaram presença na Assembleia Geral (AG) da Casa do Benfica de Ermesinde de 26 de Março passado cujo ponto principal aludia à apresentação, discussão e votação do Relatório de Contas referente ao exercício de 2009. Um documento que deixou transparecer o ano difícil vivido pela instituição, como explicam os cerca de 12 260 euros de custos contra os pouco mais de 11 490 euros de proveitos. Despesas que no entanto não se restringem aos números atrás apresentados, já que num relatório “extra”, digamos assim, o presidente da AG, Manuel Marques, avançaria com diversos números de carácter dispendioso referentes às profundas obras de remodelação e modernização que a sede da instituição sofreu ao longo do último ano. Números esses que rondam os 11 500 euros, valores possíveis de serem dispendidos pela Casa do Benfica da nossa freguesia graças a um empréstimo pessoal concedido pela banca ao presidente da Direcção Adérito Silva. Sem qualquer reparo ou objeção o Relatório de Contas seria posteriormente aprovado por maioria, somente com uma abstenção, justificada com o facto de o associado em questão ter chegado atrasado à sessão e não ter como tal participado na leitura e discussão do documento.

    No ponto 2 da Ordem de Trabalhos discutiram-se alguns assuntos de interesse da casa benfiquista, entre outros o pedido de demissão apresentado pela Direcção dirigida por Adérito Silva. Motivos de saúde e – sobretudo – de algum desconforto perante as críticas de – alguns – associados para com a sua gestão foram razões elencadas por Adérito Silva para justificar a sua posição. Ficou aliás bem vincado nesta AG que este mandato tem sido tudo menos fácil para a actual Direcção. Às dificuldades financeiras já referidas neste texto é de anexar ainda os problemas tidos na concessão do bar, mais em concreto com os anteriores exploradores da infraestrutura que deixaram algumas “dores de cabeça”, o mesmo é dizer dívidas, à Direcção da instituição.

    Manuel Marques usaria posteriormente da palavra para informar os associados que desde o início havia tentado demover Adérito Silva e seus pares desta decisão, sustentando esta sua tentativa com o facto de reconhecer um elevado grau de mérito que a Direcção, e em concreto do seu presidente, tiveram no trabalho desenvolvido, mais precisamente nas obras realizadas na sede, num ano de crise para a instituição.

    No seguimento desta opinião Marques proporia um voto de louvor à Direcção precisamente pelas inúmeras obras de remodelação e modernização efectuadas em 2009, voto esse aprovado por unanimidade. Sublinharia no entanto que Adérito Silva não havia sido feliz na escolha de alguns elementos para a sua Direcção, ficando-se a saber mais tarde nesta Assembleia Geral que alguns directores abandonaram recentemente a instituição sem dar qualquer explicação aos restantes corpos gerentes.

    Após algumas explicações de Adérito Silva alusivas aos “infortúnios” de que o seu mandato tem sido alvo, em particular no que concerne aos anteriores exploradores do bar que deixaram dividas pesadas e dos directores desertores, Manuel Marques (ao centro na imagem) apontava duas saídas imediatas perante a posição apresentada pela Direcção da casa, ou se marcavam desde logo eleições antecipadas, ou renovava-se a confiança nos corpos gerentes.

    Levou a melhor esta última proposta, tendo o líder da mesa da Assembleia Geral demovido desta forma Adérito Silva e seus pares da tal demissão em bloco apresentada, aconselhando ainda o presidente da Direcção que escolhesse três novos directores – para substituir os que entretanto abandonaram o “barco” - de confiança.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.