Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-07-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-11-2009

    SECÇÃO: Destaque


    ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2009

    PS acorda solução com PSD e deixa escapar liderança da oposição municipal

    Henrique Campos Cunha (PP) é o novo presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Valongo, eleito na sessão de instalação daquele órgão que decorreu no dia 2 de Novembro, em dois passos, primeiro no Auditório António Macedo do Fórum Vallis Longus, onde decorreu a cerimónia de investidura, com a presença de Fernando Melo e da presidente da Mesa da Assembleia Municipal cessante, depois no Salão Nobre da Câmara Municipal, onde decorreu esta votação.

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    A votação, que foi nominal, para cada um dos lugares da Mesa, presidente, primeiro-secretário e segundo-secretário, contou sempre com uma candidatura (derrotada) proposta pela associação Coragem de Mudar, que se opôs às candidaturas apresentadas pela aliança PS com a coligação PSD/PP.

    Para dirigir os trabalhos foi constituída uma Mesa provisória, presidida pelo elemento da lista mais votada (Campos Cunha) e completada por mais um elemento de cada uma das duas listas mais votadas a seguir (Queijo Barbosa, PS) e Castro Neves (Coragem de Mudar).

    foto
    Para o lugar mais alto, a presidência, o Grupo Municipal do PSD apresentou a candidatura de Henrique Campos Cunha, do PP, enquanto a Coragem de Mudar apresentou a candidatura de Castro Neves. O PS, para permitir a eleição de Campos Cunha, não apresentou candidatura própria.

    Henrique Campos Cunha foi eleito com 14 votos, enquanto Castro Neves recolheu 7, e se verificaram 3 nulos e 8 brancos. “A Voz de Ermesinde” aponta como muito provável que a CDU tinha apoiado a candidatura de Castro Neves, tal como o terá feito em relação a cada um dos outros candidatos apresentados pela Coragem de Mudar. Por sua vez, o PS deve ter-se dividido por votos a favor (1) e votos brancos e nulos (10).

    Por sua vez, a coligação PSD/PP não apresentou candidatura para o lugar de primeiro-secretário, tendo o PS apresentado Queijo Barbosa e a Coragem de Mudar Jorge do Aido. Queijo Barbosa foi eleito com 15 votos, contra 7 de Jorge do Aido. Verificaram-se 10 votos brancos. Neste caso, terá sido o Grupo Municipal do PSD a dividir-se em votos a favor do candidato socialista e votos brancos.

    foto
    Finalmente para o lugar de segundo-secretário, a coligação PSD/PP apresentou Jerónimo Pereira, não tendo o PS apresentado candidato. A Coragem de Mudar apresentou Fernanda Pereira. Jerónimo Pereira foi eleito com 16 votos, tendo Fernanda Pereira recolhido 7. Campos Cunha anunciou 8 “brancos e nulos”, resultado que “A Voz de Ermesinde” estranha, quer porque os brancos e nulos foram apresentados em agregado, quer porque a soma só perfaz 31 membros eleitos.

    O PS apresentou uma declaração prévia explicando que, há quatro anos, tendo vencido a eleição para a Assembleia Municipal, (AMV) tinha apresentado candidato à presidência, mas agora, porque não a venceu, não apresentava candidatura senão ao lugar de primeiro-secretário.

    O resultado prático mais evidente é a eleição de Campos Cunha, do PP, para a presidência da Mesa e o afastamento desta dos eleitos da Coragem de Mudar.

    O presidente da Câmara de Valongo, Fernando Melo não esteve presentes no acto da eleição da Mesa da AMV.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.