Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 20-09-2009

    SECÇÃO: Destaque


    TEXTO DE OPINIÃO DE UM APOIANTE DA CANDIDATURA DE AFONSO LOBÃO

    Finalmente Afonso Lobão é candidato a presidir à Câmara de Valongo

    Em 1999 Moreira Dias perdeu as eleições à Câmara de Valongo para Fernando Melo, por demérito de um grupo de “socialistas” de má índole que tudo fez para que ele perdesse as eleições.

    Em 1997, para mim, o candidato natural seria Afonso Lobão que se destacava, e muito, da mediania dos eventuais concorrentes no partido, à presidência da Câmara Municipal de Valongo. Mas os mesmos que tramaram Moreira Dias investiram com despeito e inveja contra Afonso Lobão conseguindo impor um candidato do exterior, anulando a sua candidatura. Como resultante daquela perfídia Fernando Melo continuou presidente.

    Em 2001 a mediocridade, a inveja e a falta de carácter de novo impossibilitaram a candidatura de Afonso Lobão, impondo um dos seus, que naturalmente foi derrotado por Fernando Melo.

    Em 2005 o ódio, a inveja e o despeito continuam a atingir Afonso Lobão, de modo que a direcção da Distrital do Porto impôs uma “milagrosa” candidata Maria José Azevedo, e como resultante Fernando Melo continuou o seu reinado.

    Para 2009 as eleições começaram a levantar fervura em meados de 2008, altura em que Maria José Azevedo mais os habituais invejosos e despeitados se aperceberam que a Distrital do Porto do PS estaria, finalmente, na disposição de apresentar Afonso Lobão como candidato à presidência da Câmara de Valongo.

    Assim, através de uma longa entrevista no jornal “A Voz de Ermesinde”, em 15.06.2008, Maria José Azevedo veementemente manifesta-se como se aquela candidatura lhe pertencesse por direito e por merecimento. Durante a prolixa entrevista, ela vai dizendo:

    – (…) não me passa pela cabeça candidatar-me à Câmara de Valongo sem ser pelo Partido Socialista;

    – que a candidatura de Afonso Lobão é extemporânea;

    – que não tem pressa mas que não gosta que lhe façam o ninho atrás da orelha;

    – que não é um verbo de encher;

    – e finalmente, passando à ameaça, citando Ortega y Gasset, diz que não está auto-limitada por ser militante do Partido Socialista. Assim se desmascarou a senhora.

    Nesta verborreia o que mais me choca é a incoerência demonstrativa de um carácter predisposto a fazer prevalecer os seus interesses em detrimento da democracia e em especial dos habitantes do concelho de Valongo.

    Verborreia que também é baseada na ênfase do excepcional, esforçado e edificante trabalho com que brindou os habitantes do concelho de Valongo.

    Quem terá sentido tanta bondade e tantos benefícios?

    Até hoje, a ainda vereadora, mais não fez que realçar a extraordinária cupidez por um lugar que não conseguiu em 2005 e se julga apta e a única para o dito em 2009.

    Atirando às malvas a declaração de 15.06.2008: «Não me passa pela cabeça candidatar-me à Câmara de Valongo sem ser pelo Partido Socialista», por aí anda a senhora muito ufana a “trabalhar” na sua declarada candidatura “independente” sob o lema “Coragem de Mudar” que, no meu entender o epíteto mais inspirado seria “lata para mudar”.

    Mas a senhora dona Maria José Azevedo não está só, com ela estão os famigerados e ciumentos detractores de Afonso Lobão, os grandes obreiros na manutenção do reinado de Fernando Melo.

    É para mim motivo de satisfação o facto de a Distrital do Porto, em consonância com a Comissão Política do PS de Valongo ter apresentado a candidatura de Afonso Lobão, à presidência da Câmara de Valongo, homem de grande probidade, capacidade de trabalho e de invulgar disciplina, pois aguentou estoicamente durante doze anos a perfídia dos seus correligionários que não lhe perdoam a superioridade, a inteligência, a honestidade e a incomparável vontade de melhorar a vida dos seus semelhantes.

    Declaração de interesses:

    – não sou filiado ou simpatizante do PS nem nunca fui;

    – tenho laços de camaradagem com alguns dos seus militantes;

    – sou amigo de Afonso Lobão;

    – nasci e habito em Ermesinde há 68 anos, pelo que pugno para que possamos ter o melhor presidente para a Câmara de Valongo.

    Por: Filipe Azevedo

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.