Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-07-2008

    SECÇÃO: Destaque


    XV FEIRA DO LIVRO DO CONCELHO DE VALONGO

    A música vista como instrumento educacional e de preservação da cultura

    O final da tarde do dia 10 foi preenchido com a apresentação do livro “O Prazer de Fazer Música”, da autoria de João Reboredo. Editado pela ArtEscrita (jovem editora que se fez representar na feira com um stand próprio), esta obra retrata a música não só como um veículo de preservação do património cultural como também como um importante instrumento de ensino.

    Transmontano de nascimento, o autor deste livro desenvolve presentemente a sua actividade profissional como docente na EB1/JI do Outeiro, do Agrupamento Vertical das Escolas de Campo (Valongo). Aliás não passou despercebida a presença de vários elementos – professores e directores – deste estabelecimento de ensino, entre os quais se destacava a do presidente do agrupamento, Orlando Rodrigues.

    Para o professor/escritor, que define a música como a sua fé, a sua filosofia de vida, este livro é uma espécie de manual do seu dia-a-dia, uma compilação daquilo que foi criando nas suas aulas ao longo dos últimos anos. A criatividade de João Reboredo assenta na elaboração de letras que são "coladas", ou adaptadas melhor dizendo, em músicas conhecidas do panorama nacional ou internacional. Letras cujo conteúdo abordam temáticas não só escolares como também culturais, no fundo é uma maneira diferente dos mais novos aprenderem, seja a sempre complicada matemática, seja a adquirir e consequentemente preservar aspectos do património histórico e cultural do meio onde estão inseridos.

    Como o próprio João Reboredo frisou, a música pode ensinar muita coisa. Aliás, hoje em dia, é comum no ensino básico recorrer-se à música para ensinar aos alunos a tabuada e a língua portuguesa, entre outras matérias.

    Em jeito de resumo o professor/escritor direccionou este livro, ou manual, como também lhe chamou, não só para os professores mas também para os pais e para os próprios filhos, «pois ele pode ser aproveitado para o pai oferecer uma canção à mãe num dia especial, ou mesmo para os filhos presentearem os seus pais». E por falar em pais, diga-se ainda que João Reboredo foi o mentor do grupo de pais Partituras Soltas, do Agrupamento Vertical das Escolas de Campo, com quem já gravou dois CD's, estando já na forja um terceiro. No final desta apresentação o professor/escritor pegou na sua viola e chamou alguns dos seus alunos presentes que, também acompanhados das suas respectivas guitarras, interpretaram alguns temas inseridos no livro.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.