Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-06-2008

    SECÇÃO: Cultura


    Associação Académica e Cultural de Ermesinde promoveu o 1º Encontro Internacional de Coros

    Fotos RUI LAIGINHA
    Fotos RUI LAIGINHA
    «Pretendemos que este evento faça parte do cartaz cultural anual do concelho de Valongo, à semelhança do que acontece com a Mostra Internacional de Teatro, a Mostra de Teatro Amador, ou a rubrica Os Escritores Visitam a Biblioteca». Foi com este desejo, expresso por Queijo Barbosa - o apresentador de serviço deste espectáculo - que na noite do passado dia 14 de Junho se deu início ao 1º Encontro Internacional de Coros da Cidade de Ermesinde, idealizado pela Associação Académica e Cultural de Ermesinde (AACE). A sala de espectáculos do fórum cultural da nossa cidade apadrinhou a estreia deste evento cultural - o qual contou com o apoio da autarquia de Valongo - que, pelo que vimos, tem tudo para se afirmar com distinção na agenda cultural do nosso concelho nos próximos anos, conforme, e certamente, é não só desejo de Queijo Barbosa como de outros admiradores deste tipo de espectáculos. E para a estreia positiva deste evento muito contribuiu a elevada qualidade dos grupos participantes, a maior parte deles já com créditos firmados tanto no nosso país como além fronteiras. Um desses exemplos é o Coro Gregoriano do Porto, que trouxe até Ermesinde todo o seu virtuosismo nesta área do canto. Constituído há 12 anos este grupo tem levado o canto gregoriano a vários pontos do país, tendo já actuado em diversos programas televisivos e radiofónicos. Na nossa cidade recolheram calorosos aplausos depois de interpretarem temas como "Veni Creator", "Puer Natus" ou "Ave Maria".

    foto
    Da vizinha Galiza chegou o Coral Polifónica de Berres (uma localidade situada no concelho de A Estrada) que ofereceu ao muito público presente alguns "pedaços" da cultura galega. Este grupo, fundado em 1999, e que no seu historial conta já com algumas actuações na mítica Catedral de Santiago de Compostela, trouxe a Ermesinde temas como "O escava viatorum", "Con que la lavare", ou "O Rodaballo".

    foto
    Seguidamente lugar aos mais novos, melhor dizendo, subiu ao palco o Grupo Coral Juvenil da AACE que, sob a batuta da maestrina Lígia Castro, mostrou que os seus elementos têm um futuro risonho à sua frente nesta área do canto. O único senão deste coro juvenil, e segundo palavras de Queijo Barbosa, prende-se com a escassez de vozes masculinas, já que das duas dezenas de elementos que integram o grupo há apenas um rapaz, tendo então o conhecido dirigente da AACE lançado uma espécie de desafio aos rapazes da nossa cidade, ou seja, para deixarem de lado a timidez e juntarem-se a este talentoso grupo.

    foto
    Após um breve intervalo foi a vez do Orfeão de Vale de Cambra subir ao palco, tendo interpretado entre outros temas a conhecida Bohemian Rhapsody, uma belissíma música criada pelos britânicos Queen e imortalizada pela voz eterna do seu carismático vocalista Freddie Mercury, desaparecido do mundo dos vivos há já 17 anos.

    foto
    A terminar este belo e apreciado serão esteve o Orfeão Sénior da AACE, que interpretou os temas "Balaio", "Canção da Vindima", "Canção do Mar", e "Regozijo de uma Raça", fechando desta forma com "chave de ouro" um evento que terá concerteza outras aparições nos próximos anos.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.