Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-03-2008

    SECÇÃO: Destaque


    Notícias do Centro Social de Ermesinde

    Relatório e Contas de 2007 do Centro Social de Ermesinde aprovadas com voto unânime

    Em Assembleia Geral realizada no Salão Nobre da instituição, no passado dia 28 de Março, os associados do Centro Social de Ermesinde aprovaram por unanimidade o Relatório e Contas de 2007 apresentado pela Direcção.

    Fotos URSULA ZANGGER
    Fotos URSULA ZANGGER
    Com a presença de um reduzido número de associados, a Assembleia Geral do Centro Social de Ermesinde aprovou, sem qualquer oposição o Relatório e Contas da Direcção relativas ao exercício de 2007.

    Esta fraca afluência foi, aliás, um dos aspectos referidos (e lamentados) pelo próprio presidente da Direcção, Alberto Carvalho que, solicitado pelo presidente da Mesa, Raul Santos, apresentou e fundamentou em intervenção a propósito, o Relatório apresentado aos sócios.

    Um pequeno parêntesis para referir, de passagem, que o vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral da instituição, Raul Santos, voltou a substituir, à semelhança da Assembleia Geral anterior, pelos mesmos motivos de doença, o presidente eleito, Lúcio Barbosa, tendo chamado, na ausência igualmente, de secretário, um associado para a mesa, tendo-se voluntarizado para isso Fátima Costa.

    Mas voltando à intervenção de Alberto Carvalho, este considerou mesmo o desinteresse por uma Assembleia de tanta importância para a vida e o equilíbrio social de Ermesinde um «sinal dos tempos».

    O presidente da Direcção traçou depois um quadro da situação da instituição durante o exercício passado e das dificuldades que teve de enfrentar. Em particular, destacou a existência numa das valências do Centro Social – a creche familiar – de uma estrutura de custos deficitária, que se tem vindo a manter de forma inalterável e cuja situação urge resolver, nomeadamente por negociação com a Segurança Social.

    Alberto Carvalho referiu também um aumento do apoio aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção, apoio esse que mais do que duplicou e destacou a situação do ATL em que, mesmo com factores exernos muito adversos, conseguiu ainda assim crescer, o que é claro indício da sua qualidade.

    foto
    Nos serviços prestados, o Centro Social de Ermesinde passou de um número de 830 utentes para 1 300. Além disso fez-se a escritura da compra de casas (no largo da feira) integradas nos serviços do Lar de S. Lourenço e do edifício do antigo cinema de Ermesinde (para o projecto Ermesinde Cidade Aberta, que se espera começar a ter visibilidade no corrente exercício de 2008.

    Foi também em 2007 que se lançou a grande tarefa da qualificação de toda a instituição, com a reorganização dos serviços e a consolidação da imagem do Centro Social de Ermesinde.

    Outro aspecto focado pelo presidente da Direcção neste tempo de crise económica foi a queda do volume de donativos em 2007.

    Para 2008 será necessário rever a actividade do ATL e pré-escolar, dialogar com outros parceiros na área social e realizar um esforço financeiro dirigido à aquisição patrimonial.

    Foi também aprovado um voto de louvor à Direcção.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.