Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-02-2007

    SECÇÃO: Desporto


    ANDEBOL DO CPN

    Juvenis vencem Selecção do Porto e preparam a presença na 2ª Divisão Nacional

    Foto ARQUIVO MANUEL VALDREZ
    Foto ARQUIVO MANUEL VALDREZ
    No passado 8 de Fevereiro, a equipa juvenil do CPN recebeu e venceu a Selecção Regional do Porto por 35-26, em jogo a contar para a 4ª Jornada da Taça Intermédia da Associação de Andebol do Porto, torneio que junta algumas das melhores equipas do Distrito do Porto e que tem como principal finalidade contribuir para a preparação destas com vista à exigente participação no Campeonato Nacional, o qual terá início no próximo dia 25.

    Depois de ter jogado com Águas Santas, FC Porto e FC Infesta, o CPN enfrentou desta vez um conjunto composto por alguns dos melhores jogadores regionais do escalão de iniciados, tendo vencido sem dificuldades de maior.

    No âmbito desta prova, os juvenis propagandistas jogarão ainda com Padroense e Colégio dos Carvalhos, respectivamente nos próximos dias 15 e 24, iniciando a equipa a sua participação nos Nacionais logo no dia 25, com uma difícil deslocação ao Distrito de Viseu, onde jogará com o Tondela AC.

    Lembre-se que os juvenis do CPN preparam a participação na 2ª Divisão Nacional, estando integrados na Zona 1, grupo onde o equilíbrio promete vir a ser a nota dominante. As equipas que o compõem são as seguintes: CPN (A.A. Porto), Colégio Universal (A.A. Porto), Tondela AC (A.A. Viseu), AC Lamego (A.A. Viseu), Estarreja AC (A.A. Aveiro) e JOBRA (A.A. Aveiro).

    Depois do jogo em Tondela o CPN recebe o Colégio Universal, no dia 3 de Março, pelas 15h00, naquele que será o primeiro jogo desta fase da prova disputado no Pavilhão Municipal de Ermesinde.

    INICIADOS

    REGRESSAM

    ÀS VITÓRIAS

    EM CASA

    Depois de, no passado dia 4, ter vencido o Padroense por 27-22, em jogo disputado na casa do adversário, o CPN regressou também às vitórias caseiras, com um triunfo claro sobre a modesta equipa do NA Penedono por 33-22.

    Os 11 golos de diferença não deixam dúvidas quanto às diferenças qualitativas que separam os dois conjuntos, mas a verdade é que o Penedono vendeu a derrota mais cara do que se poderia pensar. Os primeiros 20 minutos do encontro foram, aliás, pautados pelo equilíbrio; a equipa do CPN entrou algo displicente, demonstrando alguma desconcentração defensiva e desacerto na finalização, e o Penedono foi aproveitando as facilidades concedidas pelos jogadores ermesindenses para manter o resultado mais ou menos nivelado.

    Além do mais, a aposta do técnico Eduardo Rodrigues em alguns jogadores mais jovens, inexperientes e menos utilizados, com objectivo de lhes conceder mais tempo de jogo, revelou-se pouco produtiva, já que o nível exibicional da equipa piorou face ao que os jovens atletas do CPN nos têm habituado. O nervosismo de alguns atletas explica a quebra de rendimento, o que não significa que não seja imprescindível apostar nos jovens, tanto mais que, na próxima época, a maior parte dos mais experientes jogadores da equipa passarão ao escalão de juvenis.

    A entrada de alguns dos habituais titulares da equipa viria a alterar radicalmente o ritmo de jogo e, a pouco e pouco, o conjunto cepeenista foi ganhando vantagem sobre o adversário. Ao intervalo, o CPN vencia já por 6 golos.

    Na segunda parte, a equipa ermesindense melhorou a sua prestação defensiva e, com isso, desfez todas as dúvidas - se é que as havia - quanto ao desfecho final do jogo. A história dos segundos 30 minutos do encontro fez-se praticamente de recuperações de bola e de rápidas saídas para o contra-ataque, finalizadas quase sempre com sucesso.

    Destaque para a exibição de Henrique Sousa, que regressou, também ele, às boas exibições e aos golos, 13 no total.

    SÉNIORES

    À ESPERA

    DA DECISÃO

    DA FAP

    Com uma segunda volta a todos os títulos positiva e uma sequência de cinco vitórias nos últimos cinco jogos disputados, o CPN garantiu o 4º lugar no Campeonato Regional de Séniores, tendo ficado apenas a um ponto do 3º, a equipa do Lusitanos, que, aliás, perdeu os dois encontros disputados com o conjunto ermesindense.

    Com esta classificação, o CPN alcançou um dos lugares que dão acesso à fase seguinte da prova, disputada a nível nacional. Resta, contudo, saber se, para além do direito desportivo a participar na 3ª Divisão Nacional, os séniores do CPN têm também direito legal concedido pela Federação de Andebol de Portugal (FAP) para disputar a competição, já que o clube não teve equipa sénior na época passada, depois de ter abdicado da sua vaga no Campeonato Nacional da 2ª Divisão.

    A decisão sobre este assunto deverá ser conhecida nos próximos dias. Até lá, e com a noção do dever cumprido, os séniores cepeenistas prosseguem a sua preparação para a exigente competição que se avizinha.

    Por: João Queirós

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.