Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-11-2006

    SECÇÃO: Desporto


    ANDEBOL – CAMPEONATO NACIONAL DE SÉNIORES FEMININOS DA 1ª DIVISÃO – ZONA 1 – 4ª JORNADA

    CD Palmilheira não teve "armas para lutar" contra o poderio do Santa Joana

    Foto MANUEL VALDREZ
    Foto MANUEL VALDREZ
    A 12 de Novembro último o Pavilhão Gimnodesportivo de Ermesinde engalanou-se para receber o derby local entre os conjuntos do Clube Desportivo da Palmilheira (na imagem) e o Núcleo Desportivo Santa Joana a contar para a 4ª jornada da Zona 1 do Nacional da 1ª Divisão. E caracterizamos este desafio como um derby porque apesar do Santa Joana ser actualmente uma equipa sediada no concelho da Maia não podemos esquecer que foi em Ermesinde que este clube/grupo nasceu, onde criou raízes no andebol feminino nacional, mudando-se anos mais tarde, por motivos de apoios financeiros e logísticos (sobejamente conhecidos) para o concelho maiato. No entanto, as suas ligações a Ermesinde continuam a ser muitas, já que diversas atletas e dirigentes estão enraizados na nossa freguesia.

    Posto este pequeno aparte vamos então ao filme de um jogo sem muita história que terminou com a vitória esmagadora e inquestionável do Santa Joana por 42-21. De facto, este resultado exprime na perfeição a diferença de potencial existente entre as duas equipas. O Santa Joana exibiu-se, pelo menos neste jogo, como um conjunto muito mais evoluído tecnicamente e tacticamente que o seu adversário. CD Palmilheira que nos minutos iniciais deu mostras de poder discutir o jogo com as suas oponentes, tendo os 10 primeiros minutos sido pautados pelo equilíbrio.

    Daqui para a frente tudo se alterou, com o “sete” do Santa Joana a tomar conta dos acontecimentos, superiorizando-se em todos os aspectos a um CD Palmilheira que entre os minutos 10 e 20 não apontou um único golo. Falhas ao nível da assistência final para a pivot, algumas perdas de bola inexplicáveis, aliadas a uma defesa extremamente segura do Santa Joana estiveram na origem deste desnorte. Por seu turno, o Santa Joana aproveitou, e de que maneira, os brindes das adversárias, não sendo de estranhar que ao intervalo o marcador indicasse um resultado de 23-10 em seu favor.

    No 2º tempo o CD Palmilheira subiu um pouco de rendimento, encurtando não só a desvantagem no marcador como também na maneira aguerrida que em certos momentos fez tremer ligeiramente o Santa Joana.

    No entanto, o poderio das maiatas viria novamente ao de cima nos minutos finais, acabando por vencer o encontro por claros 42-21.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.