Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 28-02-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-10-2006

    SECÇÃO: Destaque


    CONCELHIA AGORA DESAVINDA TAMBÉM COM O NÚCLEO DE ERMESINDE

    Lista de Eunice Neves renova-se à frente do Núcleo local do PSD

    Fotos MANUEL VALDREZ
    Fotos MANUEL VALDREZ
    A Lista A, liderada por Eunice Neves, que se assumia como proposta de continuidade, ganhou as eleições para a Comissão Política de Núcleo do PSD de Ermesinde, alcançando 127 votos (64,5%) contra 70 da Lista E (35,5%) , tendo-se registado ainda 1 voto em branco.

    As eleições realizadas no passado dia 21 de Outubro, traduziram-se por uma vitória clara sobre a Lista E(rmesinde), liderada por Miguel Teixeira, mas mesmo assim foram mais equilibradas do que poderia esperar-se.

    Eunice Neves, a líder reeleita do PSD local atribuiu, em contacto havido com “A Voz de Ermesinde”, o relativo equilíbrio da votação, a questões de ordem organizativa.

    Estas questões teriam que ver, por um lado, com o aparecimento inesperado, mas perfeitamente legal de um grupo de cerca de trinta novos militantes, inscritos centralmente e não directamente pelas estruturas locais, e que poderiam ser, na sua maioria, afectos à Lista E e, por outro, por uma falta de celeridade, que não agradou à líder do Núcleo de Ermesinde, por parte da Concelhia, quanto à inscrição de outros/as trinta e sete novos//as militantes, os quais embora entregues muito atempadamente à Concelhia, passados vários meses continuavam sem dar entrada nas Listagens Gerais do PSD, tendo apenas quatro deles podido votar nas eleições para o Núcleo de Ermesinde.

    A situação deverá contudo estar resolvida em breve, prevendo Eunice Neves que estes novos militantes já possam votar nas eleições para a Concelhia de Valongo do PSD, marcadas para 17 de Novembro.

    Estas próximas eleições do PSD para a Concelhia são aguardadas, aliás, com expectativa, já que as críticas à actual Comissão Concelhia por parte do Núcleo de Ermesinde se vêm somar ao conflito aberto que se mantém por parte do Núcleo de Alfena, desde as últimas autárquicas, com a imposição da candidatura de Guilherme Roque pela Concelhia, em vez da de Arnaldo Soares, proposta pelo Núcleo, e que, como se recordará, levou a uma derrota da candidatura oficial social-democrata.

    “A Voz de Ermesinde” sabe, por outra fonte, que a crítica do Núcleo de Ermesinde à Concelhia atingiu uma expressão muito dura, tendo numa carta aberta dirigida a esta e aos militantes, a líder de Ermesinde referido que a Comissão Política local «tem pautado a sua actuação pelos princípios da transparência, seriedade e integridade, pelo que se recusa a compactuar com situações menos claras. Aproximam-se actos eleitorais ao nível local e não aceitaremos que seja negado aos /às novos/as militantes um seu elementar direito: o direito de voto!». Direito este invocado pelo Núcleo que, como se viu, não pôde ser exercido no acto do partido agora realizado.

    O presidente da Concelhia de Valongo do PSD, Mário Duarte, declina contudo qualquer responsabilidade na demora da inscrição dos novos militantes, tendo declarado a “A Voz de Ermesinde” ter enviado as fichas de imediato para os órgãos competentes, e não ter assim qualquer responsabilidade nesta questão. Mário Duarte afirmou mesmo querer apurar as razões da inédita demora, tendo sido a primeira vez que tal se verificou, e declarando ainda ter dado conhecimento disso a Eunice Neves.

    O presidente da Concelhia rectificou também os números dos militantes que ainda não teriam podido votar que, segundo ele, não terão sido 33 já que, no presente acto, 12 já puderam votar, mas apenas 25 militantes.

    foto
    Quanto às próximas eleições para a Concelhia, Mário Duarte reafirmou a sua disponibilidade para se recandidatar, estando em vias de ultimar a constituição da lista, que reputou como «forte», pois deverá incluir alguns dos mais destacados autarcas do partido no concelho. A divulgação pública da sua lista estaria para breve.

    Eunice Neves referiu a “A Voz de Ermesinde” pretender, neste próximo mandato – que se afigura mais tranquilo, já que o anterior foi atravessado por vários actos eleitorais que absorveram a actividade do Núcleo – retomar com mais frequência a organização de iniciativas públicas viradas para a cidade – como as conversas à lareira – e proceder à edição regular do boletim dirigido aos militantes.

    Outro ponto importante a preencher será a constituição do Conselho de Opinião, dirigido por Manuel Augusto Dias, e a constituir por este e pelo Núcleo brevemente.

    A nova Comissão Política do Núcleo de Ermesinde fica assim constituída: Presidente – Eunice Neves; Vice-Presidente – Antonino Leite; Tesoureira – Alexandra Machado; Vogais – Luís Ramalho, Pedro Veríssimo, Angelina Ramalho, Júlia Mendes, Vasco Gouveia, Manuel Ribeiro Sousa. São suplentes Isabel Maria Pereira e Álvaro Mendes. À frente do Conselho de Opinião fica, como atrás referido, Manuel Augusto Dias.

    A lista derrotada era constituída por Miguel Teixeira (candidato a presidente); António Vasques (a vice-presidente), Joaquim Almeida (a tesoureiro), Maria Gonçalves, Frederico Amorim, Octávio Teixeira, Marta Marques, Paulo Curado e Sérgio Oliveira a vogais, tendo ainda como candidatos suplentes João Airosa e Ana Maia. Maria Jacinta Ribeiro era apresentada como candidata a coordenadora.

    Por: LC

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.