Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 14-10-2013

    SECÇÃO: Editorial


    foto

    A propósito das eleições autárquicas

    Gosto da minha terra, do meu sítio, do meu lugar, das coisas que me rodeiam.

    Sou como as árvores, ganho raízes… Talvez por isso acabe por dar tanta importância às eleições autárquicas.

    Terminada a campanha eleitoral, contados os votos, regressamos à vida real, às certezas e não às hipóteses.

    Para alguns a festa terminou, o sonho desfez-se, para outros o sabor da vitória contém em si uma responsabilidade um pouco agridoce, para outros trata-se da possibilidade de concretizar um projeto pelo qual lutaram e conseguiram condições sólidas para o executar.

    Sempre que o sol se esconde, o mês acaba, o ano termina, redobra em nós uma nova esperança, o mesmo acontece com outros acontecimentos ou calendários.

    Mais umas eleições autárquicas e com elas um raio de esperança numa mudança que se deseja, foi assim em todo o país, mesmo para aqueles que foram novamente eleitos, é uma nova etapa, dela se espera um melhor desempenho, um corrigir de percursos.

    Foto URSULA ZANGGER
    Foto URSULA ZANGGER
    Também no nosso concelho vamos passar a ser geridos por outras forças partidárias, aos eleitos os nossos votos de bom trabalho e que consigam levar a bom porto os ideias da criação do poder local, uma das grandes conquistas da democracia portuguesa! Espaço privilegiado da resolução dos problemas locais, mas também da afirmação dos direitos e defesa dos interesses e aspirações das populações.

    Ainda em jeito de balanço dos resultados obtidos nas últimas eleições autárquicas, nomeadamente no nosso concelho, seria bom que diferentes organizações realizassem debates alargados no sentido de aprofundar conhecimentos na área da gestão pública e da administração local em Portugal, das suas atribuições e competências, da autonomia e finanças locais. Informar e debater os desafios que a governação local terá que enfrentar nos próximos anos poderá contribuir para compreendermos melhor o papel dos nossos autarcas e criar e desenvolver um maior sentido crítico nas populações, tornando-as mais participativas e intervenientes nas terras que habitam.

    Conhecer, divulgar, analisar problemas e propostas que dizem respeito à nossa terra poderá contribuir para uma governação mais transparente e participativa.

    Pela nossa parte “A voz de Ermesinde” estará atenta e continuará a divulgar e a marcar com a sua presença todos os atos públicos e iniciativas da autarquia, como tem sido hábito ao longo dos tempos.

    Por: Fernanda Lage

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.