Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-04-2011

    SECÇÃO: Nutrição


    A Alimentação e a Depressão

    Nem sempre é fácil dar a volta por cima, pensar em tudo o que nos rodeia de forma positiva.

    A palavra “crise” está na ordem do dia e com ela a expressão “estou deprimido (a)”.

    foto
    Todos nós sabemos que a alimentação é a base da nossa vida, o que nem todos sabem é que também interfere no nosso estado de espírito.

    Quando alguém faz a sua “dieta caseira”, sem acompanhamento de um profissional de saúde credenciado e competente, a primeira atitude é cortar com os Hidratos de Carbono Complexos, como são exemplo o pão, massas, arroz, feijão e cereais. Eles é que são os verdadeiros “bichos papões”. Com o passar do tempo começa-se a ouvir: «Desde que começou a fazer dieta nunca mais foi a mesma, está apática, está com uma depressão».

    De facto, uma alimentação pobre em Hidratos de Carbono Complexos durante alguns dias pode levar a alterações de humor e à depressão. Este grupo de alimentos tem como principal função, a produção de energia. Os Hidratos de Carbono Complexos têm índices glicémicos (velocidade de absorção de açúcar para a corrente sanguínea) mais baixos comparativamente aos Hidratos de Carbono Simples, pelo que a sua ingestão ajuda a controlar a fome, o apetite e os níveis de açúcar no sangue. A glicose em circulação no sangue pode ser utilizada como fonte de energia para as atividades físicas e celulares, incluindo a função cerebral. O cérebro utiliza unicamente glicose como fonte de energia, é incapaz de “funcionar” com outro “combustível” como as gorduras ou as proteínas, ao contrário do músculo.

    O nosso corpo precisa de uma alimentação completa, variada e equilibrada.

    Uma dieta balanceada com Hidratos de Carbono, Proteínas, Vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio, selénio e ácidos gordos ómega 3 e 6 ajuda a combater estados depressivos e de ansiedade.

    ALIMENTOS AMIGOS

    DE UM BOM SORRISO

    Mel - Estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem estar.

    Banana - Diminui a ansiedade pois é rica em Hidratos de Carbono, potássio e magnésio. A banana também dá vitalidade porque possui vitamina B6, que produz energia.

    Alface - Possui efeitos calmantes e relaxantes e é rica em fosfato. Combate a depressão, a confusão mental e o cansaço.

    Alho - Apesar do cheiro desagradável, o alho pode trazer bom humor. Após a sua ingestão, os pacientes com sintomas de depressão sentem-se menos cansados e inquietos.

    Espinafre -  Contém potássio e ácido fólico, que previne a depressão. Além disso, o espinafre tem magnésio, fosfato e vitaminas A, C e do complexo B, que ajudam a estabilizar a pressão e garantem o bom funcionamento do sistema nervoso. 

    Ovos - Os nutrientes dos ovos que garantem o bom humor são a tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B), ácido fólico e acetilcolina. A carência deles pode causar apatia, ansiedade e até perda de memória. 

    Laranja - Rica em Vitamina C, cálcio e vitaminas do complexo B, a laranja ajuda o sistema nervoso a funcionar bem.

    Uva - Fruta com boa dose de vitaminas do complexo B, que ajudam o funcionamento do sistema nervoso. 

    Leite - Melhor fonte de cálcio. Pode eliminar a tensão e a depressão.

    Frango - Numa pesquisa realizada por psicólogos britânicos, os participantes sentiram-se mais alegres depois de comerem 100 gr de selénio; o frango é uma das principais fontes deste componente.

    Frutos do mar - Têm zinco e selénio que agem no cérebro, diminuindo o cansaço e a ansiedade.

    Infusões, como a camomila - têm efeito relaxante, e diminuem a ansiedade e a depressão.

    E por fim, não podia faltar o exercício físico, uma boa forma de afastar o stress e pensamentos negativos. Pratique-o com regularidade.

    Por: Joana Gonçalves / Sara Teixeira (*)

    (*) Nutricionistas

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.