Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-07-2008

    SECÇÃO: Psicologia


    A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE MENTAL

    A demência de Alzheimer também tem sexo? (abordagem acerca das diferenças de género)

    Este é um espaço de reflexão e diálogo sobre temas do domínio da Psicologia, que procurarei dinamizar com regularidade, trazendo para aqui os principais problemas do foro psicológico que afectam pessoas de todas as idades. Na qualidade de psicóloga estou disponível para os leitores de “A Voz de Ermesinde” me poderem colocar as questões que desejarem ver esclarecidas, através de carta para a redacção deste quinzenário ou para o seguinte “e--mail”: joanapatriciadias@sapo.pt

    Segundo a Organização Mundial de Saúde, demência define--se como uma alteração progressiva da memória e ideação, suficientemente grave para limitar as capacidades da vida diária, que dura por um período mínimo de seis meses, e está associada a uma perturbação de pelo menos uma das seguintes funções: linguagem, cálculo, julgamento, alteração do pensamento abstracto, praxia, gnosia ou modificação da personalidade.

    As demências podem classificar-se em: pré--senis (aparecimento antes dos 60 anos) ou senis (depois 60 anos).

    A forma mais frequente deste tipo de afecções é a Demência de Alzheimer (DA), que representa 45% das síndromes demenciais, e 75% das demências irreversíveis.

    A prevalência aumenta com a idade, sendo ainda assim mais frequente nas mulheres.

    Caracteriza-se por lesões microscópicas disseminadas no córtex, particularmente numerosas no hipocampo e regiões do córtex associativo frontal e têmporo-parietal. Macroscopicamente, o cérebro mostra-se a maioria das vezes normal ou discretamente atrófico.

    As demências do tipo Alzheimer apresentam quadros clínicos multiformes, particularmente na sua forma de instalação. Podem manifestar-se de início por perturbações variadas, frequentemente de natureza mnésica, perturbações do humor de natureza depressiva ou empática, ou sintomas do tipo psicótico (p.e. ciúme exacerbado). Na fase de desenvolvimento da demência, as disfunções generalizam-se à totalidade das funções cognitivas.

    Estudos sugerem que mulheres com DA manifestam maiores défices em tarefas que envolvem memória semântica, quando comparadas com homens demenciados no mesmo estádio de evolução. Mais especificamente, doentes do sexo feminino exibem uma pior performance em tarefas de nomeação e categorização de palavras, bem como no reconhecimento de letras.

    Diferenças de género ao nível da linguagem (na DA) apenas se manifestam quando é possível controlar efeitos da idade, educação, duração da enfermidade e estádio da afecção.

    Um estudo recente sugere que mulheres afectadas com DA manifestam maiores défices do que os homens em tarefas que envolvem capacidades linguísticas, memória semântica e memória verbal episódica. Mais concretamente, doentes do sexo feminino demonstraram um pior desempenho em tarefas de nomeação e fluência verbal, sendo que estes factores envolvem o acesso ao conhecimento adquirido e bem consolidado. Estes resultados demonstram, de facto, um défice no domínio da linguagem particularmente saliente entre mulheres portadoras de DA.

    No que diz respeito a funções mnésicas, as diferenças de género fazem-se notar tanto ao nível da recordação imediata, como diferida (memória lógica), sendo as mulheres mais sensíveis aos efeitos da interferência proactiva.

    Um corpo cada vez mais crescente de investigação indica que tratamentos por reposição hormonal de estrogénios promovem melhorias no âmbito das competências cognitivas (particularmente memória verbal) em mulheres afectadas pela DA.

    Investigações posteriores deverão abordar esta temática, assumindo a hipótese de que uma carência em estrogénios poderá estar na base dos défices verbais comummente apresentados por mulheres afectadas pela DA.

    Por: Joana Dias

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.