Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-09-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-05-2008

    SECÇÃO: Cultura


    Funcho - Foeniculum vulgare família das umbelíferas

    foto
    Planta fortemente aromática, é utilizada na culinária, em perfumaria, como aromatizante de bebidas espirituosas e planta medicinal.

    É uma planta muito resistente ao ataque de insectos herbívoros, no entanto é uma planta hospedeira de alguns lepidópteros.

    Conhecida em toda a bacia do Mediterrâneo, também aparece no Médio Oriente em estado selvagem.

    Fotos URSULA ZANGGER
    Fotos URSULA ZANGGER
    Os Gregos e os Romanos já a utilizavam, mas foi na Idade Média que o funcho se vulgarizou em Itália – parece que a fome que afectou os Italianos obrigou este povo a utilizá-lo como alimento de recurso.

    Hoje é cultivado e muito usado na culinária italiana o “funcho de Florença”, também conhecido por “funcho doce”. Dele se aproveita uma espécie de bolbo e folhas, que se encontram, frescos, em qualquer secção de vendas de legumes, e as sementes depois de secas são utilizadas em chás e tisanas e como aromatizante em licores e bebidas alcoólicas destiladas. Na Índia e na China as sementes são moídas para fazer especiarias como o «saunf» ou «moti saunf».

    No mercado encontramos à venda dois tipos de funcho, a variedade azoricum – que se pensa originária dos Açores, e a oblonga subespécie piperitum, também chamado “funcho bravo” ou “amargo”.

    foto
    A variedade designada por Foeniculum vulgare azoricum, caracterizada por caules mais suculentos, é uma planta que nasce de forma espontânea nos Açores e na Madeira. A sua abundância está na origem do nome da cidade do Funchal.

    Por: Fernanda Lage

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.