Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-12-2020
Jornal Online

Resultados da Pesquisa

Jornal Agenda Fórum
Critérios de Pesquisa
· Artigos do Autor: Luis Chambel
· Com o Critério: Todas as Palavras
· Data de Publicação: Todas as Edições

Efectue outra pesquisa

Páginas:
   <<   <    | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 |    >   >>   

703. Festival da Primavera apoia lançamento das bandas do concelho de Valongo 04-04-2007 11:27:00
Decorreu no passado dia 17 de Março, em Valongo, a apresentação do programa do Festival da Primavera – Concurso de Bandas do Concelho de Valongo, que irá decorrer entre amanhã, dia 31 de Março (primeira das quatro eliminatórias) e o dia 25 de Abril, com a realização da final do Concurso. No concurso participam 12 bandas, sendo sete de Valongo, duas de Ermesinde, duas de Alfena e uma de Campo. O concurso prevê como prémios a actuação dos três primeiros classificados no programa televisivo da RTP “Portugal no Coração”, a 14, 15 e 16 de Maio. Também a actuação dos três primeiros no Festival da Primavera, que terá lugar em Valongo, a 20 de Maio, juntamente com as bandas já anunciadas Mesa, Dealema Sound System, Mundo, Orangotang, Half Baked, Bednoise, Secrecy e Clinger. E finalmente, a possibilidade, sujeita a apreciação pelos organizadores, da participação em dois festivais de Verão e na Queima das Fitas do Porto 2007. Participam no concurso as bandas The Steves, Default, Rebel Monks, Reticências, N’Cript, John is Gone, Drop D, Splinter, Sun of a Beach Blues Band, Revtend, D’Audio e 100 Rumo.A cerimónia de apresentação do calendário do Concurso de Bandas decorreu no Contratempo Bar, localiz...

704. Requalificação para quando? 04-04-2007 10:53:00
Situado precisamente no antigo lugar do Ribeiro, na Palmilheira (é até conhecido como Jardim da Palm...

705. “Helldorado” 20-03-2007 17:11:00
Lançado em 2006 pela prestigiada editora Casterman, “Helldorado”, uma obra com cenário de Jean David Morvan e Miroslav Dragan e desenho (e cores) de Ignacio Noé, aborda a temática da expansão castelhana na América do Sul e, em contraposição, a vida das comunidades ameríndias que lhes foram então submetidas. A demanda do ouro por parte dos aventureiros conquistadores espanhóis (tantas vezes à custa do sangue de aldeias inteiras dizimadas), ora através da chacina pura e simples, ora através das epidemias trazidas da Europa, serve de enredo para esta estória que, longe de adoptar uma perspectiva maniqueísta anti-espanhola, ou anti-colonizadores, procura também penetrar na cultura dos poderosos aztecas, revelando-os tal como eram, e apresentando aqui também as suas cerimónias sacrificiais, as suas instituições de poder, o seu quotidiano. Título feliz e mais do que revelador do projecto dos autores, “Helldorado” revela-se também interessante, para além das subtilezas do argumento, pelo grafismo de Ignacio Noé, que se revela um autor capaz e em progressão.As cenas iniciais de “Helldorado – Santa Maladria” reflectem o pacato viver de uma aldeia índia aond...

706. Inóxio mereceu as honras da abertura 20-03-2007 16:38:00
Com o espectáculo “A Flor e Outras Histórias”, levado à cena no passado dia 3 de Março, no Centro Cultural de Campo pela companhia Inóxio, deu-se início à Mostra de Teatro Amador 2007.Dois actores em cena, atrás das luvas e do fato preto que os torna invisíveis, vão manipulando as pe...

707. Maleitas da Cidade 20-03-2007 16:32:00
TRÂNSITO PROIBIQUÊ?: Na Rua 5 de Outubro, logo um pouco acima da estação de Ermesinde, há uma zona...

708. Projecto imobiliário pretende requalificar margens do Leça 20-03-2007 16:14:00
Decorreu no Fórum Cultural de Ermesinde, no passado dia 5 de Março, a apresentação de um projecto imobiliário a implantar nas margens do Leça, em Ermesinde, nos terrenos da antiga Resineira. Aliás, o empreendimento – Parque Socer – pertence à mesma empresa que durante décadas ocupou aquele espaço e que, entretanto, a evolução económica, obrigou a diversificar nos investimentos, sendo o imobiliário precisamente uma das áreas que a empresa abraçou. O projecto poderia ser apenas mais um, não fora a pretensão da Socer, em cooperação com a Câmara de Valongo, em ali edificar não apenas um conjunto de prédios, mas dotar o espaço de uma zona verde, abrangendo as duas margens do rio, e prevendo equipamentos como um circuito de manutenção, um parque infantil, um parque de jogos radicais e um polidesportivo em relva sintética. Para o mesmo local está também prevista a recuperação e requalificação de um antigo moinho, de que será responsável o Centro Social de Ermesinde. À mesma entidade será atribuído o uso – naturalmente para fins de natureza social – do rés-do-chão de um dos prédios do empreendimento, que foi, por sua vez alvo de várias propostas da Câmara, também aceites, no que respeita à preservação do ambiente e à protecção e requalificação do rio. Encontramo-nos assim diante de um projecto singular, que avançou numa perspectiva de cooperação estratégica envolvendo os sectores público, privado e social.A museóloga Paula Machado deu o pontapé de saída da sessão, traçando a história da Socer – a dona do...

709. Águas levaram presidente da Junta a incendiar os ânimos dos seus pares 20-03-2007 16:07:00
A reunião pública da Junta de Freguesia de Ermesinde – primeira quarta--feira de cada mês para quem quiser assistir ou colocar qualquer questão aos autarcas – tem ficado compreensivelmente despida de público, que se desmotiva pelo andamento demorado das sessões. Tal foi o caso da última, realizada no passado dia 7 de Março. Em discussão estiveram a realização de campos de férias da Páscoa a promover pela autarquia, o dossier do mercado de Ermesinde, a criação de comissões, para alteração do regulamento do mesmo mercado e para a atribuição de subsídios, e a resposta a pedidos pontuais de subsídio apresentados por duas instituições. Mas uma reunião realizada na Junta a pedido das Águas de Valongo sobre a questão da despoluição do Leça e para a qual o presidente da Junta nem sequer avisou os restantes membros do Executivo, acabaria por ser o ponto mais quente da sessão.No período de antes da Ordem do Dia, a discussão acendeu-se cedo, logo após a primeira intervenção d...

710. “Solo”, de Filipe Abranches 08-03-2007 12:40:00
Com data de Outubro de 2006, esta edição da Polvo (Colecção Polvo-Prontuário) reúne, num único livrinho, vários trabalhos de Filipe Abranches, dispersos e inéditos («por concursos, festivais e revistas»). Material a preto e branco, sem excepção, sob o domínio feito absoluto, da única cor – o preto – admitida na prancha. Nem por isso o livro escorrega para o monocórdico, com um Filipe Abranches camaleónico (de que o próprio autor tem plena consciência reflectida logo na Introdução: «Solo ou... Camaleão, outro título proposto. O termo camaleão, mesmo “amenizado”, justificaria uma diversidade gráfica, gestual, pois sim [...]. Solo, porque a violoncelista nua de uma das histórias é solista numa orquestra. Mas igualmente por essas histórias serem produto de um trabalho solitário e de gosto pelo preto e branco, uma alternativa ao “grayscale” da realidade [...]»). O próprio autor, com as próprias palavras – e por isso melhor que ninguém – refere várias linhas de propostas técnicas e deixa a nu aquilo que é marcante nesta obra, a um tempo gráfica e poética, numa unidade tão raras vezes alcançada: «[...] Ao recolher material para esta edição afundei-me em memórias pessoais já perdidas, mas reencontradas no fio do desenho. Quando é que passei a usar mais negro em detrimento da linha clara? Como é que voltou o gosto pelo traço puro? Algo de incontornável: muito do material teve que ser “limpo” depois de digitalizado. É uma prática comum ao meio. Limpeza. O ideal é ser o próprio autor a fazê-la. Não sendo possível, então outra pessoa que desenhe ou ame o desenho em geral. Que tradutor não poeta se põe a traduzir poesia pura? O que distingue um traço pensado de um salpico de café? Mas eu lembro-me daquele café...».Virtuoso produtor de imagens, autor de recursos fabulosos, camaleónico, sem qualquer dúvida, em Fili...

711. “Cinco Anos de Serviços Educativos nos Museus Municipais de Valongo” 08-03-2007 12:06:00
O Museu Municipal de Valongo expôs recentemente ao público o seu trabalho – desenvolvido ao longo do...

Registos 703 a 711 de 986

Páginas:
   <<   <    | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 |    >   >>   

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.