Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2020
Jornal Online

Resultados da Pesquisa

Jornal Agenda Fórum
Critérios de Pesquisa
· Artigos do Autor: Miguel Barros
· Com o Critério: Todas as Palavras
· Data de Publicação: Todas as Edições

Efectue outra pesquisa

Páginas:
   <<   <    | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 |    >   >>   

10. Um “novo ensino” visto aos olhos da Escola 27-05-2020 15:07:00
Nem só os pais e alunos tiveram de se adaptar a esta nova realidade de ensino em tempos de pandemia. Também escolas, e consequentemente professores, tiveram de se moldar a este cenário em que alunos e professores deixaram de partilhar salas de aula para partilharem plataformas virtuais. Todos, sem exceção, tiveram de se adaptar à tal nova realidade em que as plataformas virtuais são fundamentais para levar por diante a missão de ensinar/aprender. E depois de ouvir os pais (nos textos anteriores) fomos ouvir as escolas, neste caso o Agrupamento de Escolas de S. Lourenço (AESL), que através das professoras Conceição Teixeira e Isabel Vilhena, nos deram a conhecer as impressões/opiniões e/ou balanços (desde meados de março até agora) de uma realidade com que ninguém estaria a contar e que no caso dos 1.º e 2.º ciclos (mais o 10.º ano e o 11.º 12.º nas disciplinas em que não há exame) irá ser uma realidade até final do presente ano letivo.A Voz de Ermesinde (AVE): O Ministério da Educação exigiu que os Agrupamentos criassem um modelo de ...

11. Escola em casa: uma nova realidade repleta de dificuldades e desafios para os pais 27-05-2020 14:17:00
16 de março de 2020 é porventura uma data que ficará para a História do ensino em Portugal. Devido à pandemia de Covid-19, o Governo procedeu então ao encerramento de creches, escolas e universidades de todo o país, como forma de travar a propagação da doença. Mais de três mil escolas foram forçadas a encerrar/suspender as suas atividades letivas e cerca de dois milhões de crianças e jovens passaram a ter as suas aulas dadas à distância. Este cenário trouxe uma nova realidade desde então para professores, alunos e pais. Uma realidade para a qual nenhum destes “três grupos” estava habituada e muito menos preparada. Professores, alunos e pais não tiveram sequer tempo de se adaptar - tal não foi possível face à rapidez com que o novo coronavírus se propagou - a uma nova forma de ensino. O ensino à distância. As escolas ficaram vazias, e as salas de aula passaram a ser em casa. As aulas passaram a ser dadas por plataformas de ‘e-learning’ e aplicações de vídeochamada; os trabalhos de casa passaram a ser enviados por email - ou até por CTT - e a ser feitos em casa e posteriormente colocados noutras plataformas digitais de que ninguém nunca tinha ouvido falar e/ou manusear, e de um dia para o outro todos tiveram de aprender a fazê-lo. Foi um desafio a que todos tiveram de se adaptar rapidamente. Um desafio stressante, complicado, para muitos. Os pais foram, quiçá, a parte deste “triângulo” que mais dificuldade teve - e alguns ainda têm - em se adaptar a esta nova realidade, pois com a necessidade de confinamento passaram a trabalhar em casa (muitos em regime de teletrabalho) lado a lado com os filhos, dividindo-se nos papéis de trabalhadores, de pais/mães, de cuidadores e ainda de “professores”. Bom, esta é a primeira parte de um trabalho que irá procurar perceber como se adaptaram, ou ainda estão a fazê-lo, escolas, pais, e alunos e professores à nova realidade do ensino. Isto num mês em que os alunos dos 11.º e 12.º anos regressaram às aulas presenciais (tema que irá Nunca como agora os pais foram chamados a intervir de forma tão direta na formação (escolar) dos fil...

12. Telma Lopes (médica e colaboradora do nosso jornal na área da Saúde) fala do que mudou na sua vida desde a chegada da Covid-19 23-04-2020 17:16:00
Todos nós travamos por estes dias uma árdua batalha contra um inimigo invisível que está a causar profundas alterações ao nosso quotidiano. Dúvidas parecem não existir quanto ao facto do Mundo enfrentar a mais dolorosa batalha do século XXI. A Covid-19 passou a ser o inimigo (comum) a derrubar por toda a Humanidade. E na linha da frente no combate ao novo coronavírus estão os médicos e enfermeiros cujas vidas, não só profissionais, mas também pessoais, sofreram um volte face gigantesco desde que a pandemia eclodiu. Nesta entrevista vamos precisamente lançar um olhar para a vida (profissional e pessoal) de um médico - neste caso, uma médica - na era da pandemia da Covid-19. E nesse sentido estivemos à conversa com Telma Lopes, médica e nossa colaboradora na área da Saúde, que nas próximas linhas nos fala destas mudanças profundas que a sua vida tem conhecido de há umas semanas a esta parte, neste esforço para salvar a vida dos outros. Mas nesta conversa também houve tempo para esclarecer dúvidas e dar conselhos.A Voz de Ermesinde (AVE): Desde que o novo coronavírus entrou na vida das pessoas, o nosso dia a dia...

13. Como vive o desporto ermesindense em tempos de quarentena 23-04-2020 16:57:00
A pandemia da Covid-19 paralisou o desporto em praticamente todo o Mundo. De há pouco mais de um mês...

14. Paróquia de Ermesinde conta-nos como leva por diante a sua “missão” em tempos de pandemia 23-04-2020 16:48:00
É inegável que o novo coronavírus provocou, ou está a provocar dia após dia, melhor dizendo, profundas alterações no quotidiano de todos nós. Fintar este inimigo invisível obriga-nos a alterar hábitos, rotinas nos mais diversos papéis que desempenhamos na nossa vida. Quer sob o ponto de vista profissional, social, ou pessoal. Estamos todos a adaptar-nos a uma nova forma de viver e de olhar o Mundo. Uns fazem-no com maiores dificuldades, outros com menores. Uma das principais medidas pedidas – ou impostas – a todos nós pelas autoridades nacionais e internacionais no sentido de conter/travar a propagação do vírus foi o isolamento social. Uma medida que tem implicado que muitos dos hábitos rotineiros que são implícitos à nossa forma de viver tivessem de ser suspensos nuns casos, modificados noutros casos, para bem de todos com a missão de rapidamente esta pandemia se eclipsar das nossas vidas. Um desses hábitos que ficaram suspensos foi a prática do culto religioso, a participação em cultos religiosos de forma presencial, como as missas, as confissões, as idas à catequese para os mais novos. E isto levou-nos à conversa com o cónego João Peixoto, o pároco de Ermesinde, no sentido de perceber, ou conhecer, a forma como a nossa paróquia está a levar por diante a sua missão nestes dias que vivemos no presente, a (nova) maneira como se relaciona com os seus paroquianos e vice-versa.Desde logo como é que a Paróquia de Ermesinde está a viver esta fase de isolamento social, ou presen...

15. Paulo Gouveia faz balanço da 1.ª fase e projeta o ataque à subida de divisão 19-03-2020 17:25:00
A equipa de seniores do CPN assegurou no final de fevereiro a presença na 2.ª fase do Campeonato Nacional da 3.ª Divisão de andebol. Nesse sentido estivemos à conversa com o treinador do conjunto cepeenista, o professor Paulo Gouveia, que nos fez um balanço desta fase inicial e projetou aquilo que irá ser a 2.ª fase.A Voz de Ermesinde (AVE): O 3.º lugar alcançado na 1.ª fase da Zona do Nacional da 3.ª Divisão deu a...

16. Gobi: um puro talento da arte (desenho) de cujas obras é impossível desviar o olhar 19-03-2020 17:12:00
Fascinante. Foi esta a palavra que nos saltou de imediato assim que cruzamos olhares com o trabalho deste jovem de 27 anos que mais do que um ímpar e incrível talento para o desenho ostenta um amor incondicional pela arte, transmite em cada palavra que exprime uma ambição permanente de se superar a si próprio com o objetivo de ser cada vez melhor naquilo que faz – arte urbana, retratos queimados e retratos de realismo natural. E para orgulho de Ermesinde ele é um filho da terra. Passemos pois a palavra a Gobi, cujo fascinante – nunca é demais repetir esta palavra – dom (artístico) merece ser admirado e aplaudido de pé.Diz-se que o talento, ou um dom, é algo que nasce com a pessoa. Pode ser verdade. Mas também é algo ...

17. Câmara pede despedimento dos funcionários envolvidos no processo de adulteração de multas de estacionamento 19-03-2020 11:18:00
Está concluído o inquérito interno feito pela Câmara Municipal de Valongo (CMV) relativamente ao pro...

18. Catarina Martins esteve em Valongo onde abordou o tema da violência doméstica e no namoro 29-01-2020 10:46:00
Catarina Martins, coordenadora e líder parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), esteve no passado dia ...

Registos 10 a 18 de 914

Páginas:
   <<   <    | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 |    >   >>   

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.