Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-12-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-06-2006

    SECÇÃO: Educação


    Edifício da Escola EB 2,3 de S.Lourenço comemorou 25 anos de vida

    Fotos MIGUEL BARROS
    Fotos MIGUEL BARROS
    A Escola EB 2,3 de S. Lourenço viveu a 22 de Junho último um dia muito especial com a comemoração dos 25 anos de existência do seu edifício. Jornada festiva que teve o seu ponto alto, por assim dizer, na noite do referido dia, altura em que a Direcção do Agrupamento Vertical de S. Lourenço levou a cabo uma cerimónia na qual marcaram presença algumas figuras ligadas à escola, onde se destacam antigos presidentes do Conselho Directivo, o representante da Direcção Regional de Educação do Norte, personalidades da freguesia, encarregados de educação, professores, funcionários e claro está, alunos, que abrilhantaram a festa com um magnífico espectáculo de dança e de teatro.

    Foi com o “fato de gala” vestido que no passado dia 22 toda a comunidade da Escola EB 2,3 de S.Lourenço começou bem cedo a celebrar os 25 anos de vida do edifício desta nobre instituição de ensino ermesindense. Os primeiros a entrar na festa foram os alunos do turno da manhã, que assistiram a uma série de espectáculos de teatro e dança protagonizados por alguns dos seus colegas. Cenário idêntico puderam desfrutar os alunos do turno da tarde. Mas o ponto alto das festividades teve lugar à noite, com a realização de uma cerimónia que juntou no polivalente da escola mais de uma centena de convidados, entre os quais se destacam quatro antigos presidentes do Conselho Directivo do estabelecimento escolar, nomeadamente Fernando Queirós, Conceição Marques, José Godinho e Carlos Pinto, o representante da Direcção Regional de Educação do Norte (DREN), Carlos Sousa, o pároco de Ermesinde João Peixoto, representantes das duas Associações de Pais da escola, membros de outros agrupamentos escolares da freguesia, professores, funcionários da escola e ainda encarregados de educação. Apesar de convidados tanto a Junta de Freguesia de Ermesinde como a Câmara Municipal de Valongo não se fizeram representar por nenhum elemento.

    foto
    Na primeira parte da cerimónia o presidente do Conselho Executivo do Agrupamento Vertical de S. Lourenço – do qual faz parte a escola –, Miguel Marques, chamou ao palco alguns dos convidados com o intuito de os agraciar com uma pequena placa alusiva à comemoração destes 25 anos de vida do edifício da escola. Uma forma de homenagear um conjunto de figuras que tiveram, ou têm, um papel fundamental nos 25 anos de vida da instituição de ensino. Neste campo destacamos precisamente os nomes dos quatro antigos presidentes do Conselho Directivo do establecimento presentes na cerimónia. Miguel Marques deixou ainda uma palavra de agradecimento a todo um conjunto de pessoas que fazem a escola viver, como o próprio referiu, nomeadamente professores, membros do Conselho Executivo, elementos das Associações de Pais, funcionários administrativos, contínuos, encarregados de educação e alunos, pois “sem o contributo de todo este leque de pessoas a escola não existia”, como fez questão de frisar o actual presidente do Conselho Executivo. Agradeceu ainda a presença d’ A Voz de Ermesinde no evento, oferecendo-nos, à semelhança do que havia feito com algumas das muitas personalidades atrás referidas, uma placa alusiva a esta data histórica. Da nossa parte aqui fica um muito obrigado pela homenagem.

    Após este momento solene a cerimónia conheceu então a sua segunda parte, com a realização de um conjunto de espectáculos de música, dança, poesia e teatro levado a cabo por alunos de diversas turmas da escola. A terminar, e como é da prache em qualquer festa de aniversário, cantaram-se então os parabéns à Escola EB 2,3 de S.Lourenço, tendo todos os presentes sido brindados com uma fatia de bolo e uma taça de champanhe no exterior do polivalente.

    Como curiosidade refira--se que a actual EB 2,3 de S. Lourenço integra aproximadamente 960 alunos e um quadro docente de 120 professores. A escola é ainda a sede do Agrupamento Vertical de S. Lourenço, que comporta as escolas do 1º Ciclo e Jardins-de-Infância da Costa e dos Montes da Costa, perfazendo um total de cerca de 1 600 alunos e um quadro docente de 150 professores. A partir do próximo ano lectivo o agrupamento irá receber as escolas do Carvalhal e das Saibreiras, prevendo-se que o número total de alunos ultrapasse os 2 000. Em termos futuros é de salientar também a construção de um novo pavilhão de salas de aula – o início das obras está previsto para o princípio do próximo ano civil –, que irá colmatar uma das principais lacunas do estabelecimento, mas precisamente a falta de infraestrutras, uma vez que actualmente a escola se encontra sobrelotada de alunos. Continuar a combater o insucesso escolar e a onda de indisciplina no seio da comunidade estudantil são outros dos grandes objectivos da equipa que dirige os destinos da escola.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.