Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 25-06-2024
Jornal Online

SECÇÃO: Local


A importância das Serras do Porto debatida em Ermesinde

JOÃO CARVALHO E SERAFIM RIEM (DA ESQUERDA PARA A DIREITA) NO AUDITÓRIO DA JFE
JOÃO CARVALHO E SERAFIM RIEM (DA ESQUERDA PARA A DIREITA) NO AUDITÓRIO DA JFE
No passado dia 7 de junho, no Auditório da Junta de Freguesia de Ermesinde, a Iris - Associação Nacional de Ambiente, por intermédio de Serafim Riem e João Carvalho, vieram chamar a atenção da população valonguense para o Parque das Serras do Porto, um espaço verde e vital para o Grande Porto, que precisa urgentemente de ver eliminados os muitos eucaliptos que tem, que deveriam ser substituídos, quanto antes, pelas espécies autóctones.

Serafim Riem destacado membro da Direção Nacional da Íris, conhecido ambientalista e cofundador da Quercus e FAPAS (Fundo para a Proteção dos Animais Selvagens) foi o primeiro a dirigir-se ao público, que não estava em grande número, porque a cidade tinha um grande atrativo nesse dia que era a Romaria da Santa Rita. Mesmo assim, estavam algumas pessoas, inclusive do executivo da Junta de Freguesia, que atribuem, certamente, grande importância ao ambiente. Serafim Riem começou por agradecer a disponibilidade da Junta de Freguesia para acolher o evento neste Auditório, quando algumas autarquias da área do Grande Porto dificultaram a cedência de espaço similar para a sua concretização. E o Parque das Serras do Porto não diz apenas respeito aos concelhos de Valongo, Gondomar e Paredes, mas sim a todo o Grande Porto.

Para não ser muito cansativo e porque as imagens valem mais do que milhares de palavras, optou por mostrar dois filmes-documentário de ações desenvolvidas, com a sua colaboração, há mais de três décadas contra a plantação de eucaliptos.

Uma delas decorreu na Serra da Aboboreira, entre Amarante e Baião e outra, esta mais mediática, pelo número de envolvidos, em Valpaços. Foi há 35 anos, mais concretamente no dia 19 de março de 1989. Nesse dia, o povo de várias aldeias do concelho de Valpaços, nomeadamente de Veiga do Lila, da Fonte Mercê e de Água Revés insurgiu-se contra as plantações de eucaliptos na sua terra. Foi o primeiro grande protesto ambientalista em Portugal contra a plantação de eucaliptos. Seriam cerca de um milhar de pessoas, que tiveram de enfrentar uma força superior a 150 guardas republicanos, uns apeados, outros a cavalo. Mesmo com a presença em força da GNR, o povo (onde se incluíam homens e mulheres, novos e velhos) arrancou milhares de pés de eucalipto pela raiz. Nesse dia, o ambiente ganhou.

O segundo orador foi João Carvalho, Professor na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vice-diretor do Centro de Exploração e Gestão Agrárias (CEGA) da UTAD, Sector Florestal e investigador no CITAB (Centro de Investigação e Tecnologia de Ciências Agroambientais e Biológicas) que promove cadeias de valor agrárias mais competitivas, sustentáveis e resilientes às alterações climáticas. João Carvalho confirmou as preocupações de Serafim Riem e sublinhou a importância do Parque das Serras do Porto que ocupa cerca de seis mil hectares e muitos eucaliptos. É fundamental eliminá-los e substituí-los por árvores típicas da nossa floresta, para melhorar a qualidade do ar dos quase dois milhões de pessoas que vivem na Área Metropolitana do Porto. Aliás, segundo o orador, a gestão do Parque das Serras do Porto, devia pertencer a toda a área Metropolitana e não apenas aos três municípios em cuja área se encontram estas serras. É importante também despoluir todas as linhas de água que por aqui correm, para que os miúdos e as suas famílias possam, de novo, acampar, tomar banho nos rios e desfrutar em pleno da sua existência. No final, houve bastante participação do público gerando-se situações de verdadeiro diálogo entre a assistência e os oradores, que evidenciou o interesse desta temática, cada vez mais na ordem do dia, a nível nacional e internacional.

foto
.

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: [email protected].