Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 25-06-2024
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-10-2023

    SECÇÃO: Local


    CORREIO DO LEITOR

    Desta vez S. Lourenço não fez milagre!

    foto
    Foram muitos anos que no cruzamento da Rua Infante D. Henrique com a Rua de S. Silvestre mo período das festas de S. Lourenço o trânsito ficava bloqueado devido aos sinais de trânsito proibido não serem tapados pelo menos como posteriormente foi feito com os saquinhos pretos de lixo. Assim, os condutores que circulavam nos sentidos norte sul e sul norte na Rua de S. Silvestre ficavam ali bloqueados, apenas com a alternativa de inverter a marcha, infringindo involuntariamente as regras do código da estrada. Isto, porque as quatro alternativas estavam bloqueadas com a sinalização. Mas S. Lourenço no ano de 2022 fez um milagre, ou seja, os sinais de proibição foram tapados e o trânsito nesses dias fluiu na paz do Senhor, sem necessidade de policiamento. Porém, este ano de 2023 lá se foi o milagre!. Apenas foi merecedor do saquinho preto de lixo um sinal do lado direito no sentido norte sul, do cruzamento da Rua Infante D. Henrique com a Rua S. Silvestre. Isto deu azo a embrulhada no referido cruzamento, mesmo com a presença nas horas críticas, de agentes da autoridade que ficaram limitados a duas opções. Primeiro, se deixassem seguir os condutores no sentido sul-norte lá estavam os dois sinais de trânsito proibido a recomendar “não faças isso”. Ou então, restava–lhes obrigar os condutores a fazer com dificuldade inversão de marcha e voltar para onde tinham vindo até à Rua Miguel Bombarda. Quem circulava por sentido norte-sul na Rua S. Silvestre estava ok. Mas a barbaridade não ficou por aqui como mostram as fotos. Pois a grelha que proibia virar à direita para a Rua Infante D. Henrique para quem tinha boa visão estava ok. Mas faltava o principal, o sinal de trânsito proibido como manda a lei. Assim os senhores/senhoras agentes tiveram ali a missão por vezes complicada, com condutores teimosos. Eu assisti a algumas situações. Apenas deixo a pergunta aos inteligentes: porque não procederam como em 2022? Que com apenas três sacos pretos de lixo evitavam ocupar os senhores agentes da polícia que tanta falta fazem noutros locais. Deixo a pergunta: com tantos estudos, nem ao menos sabem copiar o que resulta?

    João Dias Carrilho, C.C. - 45 45 02

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: [email protected].