Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2020
Jornal Online

SECÇÃO: Desporto


FUTEBOL

Ermesinde 1936 caminha passo a passo rumo a “porto seguro”

foto
A pouco e pouco o Ermesinde 1936 vai levando o seu “barco a navegar em águas tranquilas” na Série 1 do Campeonato da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto no sentido de atracar em “porto seguro”. E “porto seguro” é o mesmo que dizer a manutenção, objetivo que está cada vez mais próximo, sobretudo depois da vitória (3-2) caseira obtida no âmbito da 20.ª jornada, realizada no dia 26, diante do Grijó.

Em termos classificativos, os ermesindistas ocupam o 11.º lugar, com 25 pontos, mais 13 que o primeiro clube posicionado abaixo da “linha de água”, o Infesta, ao passo que na liderança da Série continua o Salgueiros, agora com 45 pontos.

Relativamente ao jogo do Ermesinde 1936, assistimos a uma primeira parte com três golos anulados para as duas equipas, onde os ermesindistas abriram o marcador por Dani Costa aos 24 minutos, com um “chapéu” ao guarda-redes da equipa visitante, a qual não demorou a responder numa grande penalidade batida por Pedrosa aos 35 minutos de jogo, deixando a partida empatada ao intervalo.

Na segunda parte, as duas equipas continuavam a tentar ganhar o encontro e aos 71 minutos de jogo Deco marca para o Ermesinde 1936 através de um penalti. Cinco minutos depois o Grijó volta a empatar o jogo, também na sequência de grande penalidade, convertida novamente por Pedrosa. O jogo só ficou resolvido aos 85 minutos, quando Beré deu a vitória à equipa da casa. Neste encontro o Ermesinde 1936 alinhou com: Sérgio; Bessa, Pedro Castro, Bruno e Dani; João Lindo, Deco e Oliveira (Fernandes, 73); Herdeiro, Rafa (Melo, 83) e Beré. Treinador Jorge Lopes.

FILIPE LOPES (membro da Rádio Zona Z).

Nota: De informar que a Rádio Zona Z transmite os jogos caseiros do Ermesinde 1936. Os interessados em ouvir os relatos da principal equipa da nossa cidade poderão fazê-lo acedendo à página de facebook da Rádio Zona Z.

NULO CASEIRO ANTE O PADROENSE

Uma semana antes, no dia 19, o Ermesinde 1936 recebeu o Padroense (jogo da imagem), registando o sétimo empate da época. Na primeira parte os forasteiros foram a formação mais forte em campo, tendo tido a melhor oportunidade de golo quando um dos seus avançados fez embater a bola na trave da baliza de Sérgio. Com as substituições ao intervalo, Jorge Lopes trouxe mais equilíbrio ao jogo e Beré deu outro dinamismo ao ataque do clube anfitrião que criou boas oportunidades para abrir o marcador. Uma das suas melhores oportunidades foi aos 66 minutos quando Moreira foi chamado a intervir e correspondeu com uma excelente defesa. Mas do lado da equipa visitante a pressão no ataque também foi elevada, sendo uma das melhores oportunidades de golo o remate de Luís Cacheira, com a bola a fazer ricochete na trave e a bater no solo, muito perto da linha de golo. O resultado final (0-0) acaba por se ajustar àquilo que se viu em campo.

O Ermesinde 1936 alinhou com: Sérgio; Bessa, Bruno, Pedro Castro e Quim; João Lindo, Fernandes (Oliveira, 46) e Deco; Dani (Beré, 46), Herdeiro e Rafa (Átila, 77). Treinador: Jorge Lopes. LUÍS DIAS

INÍCIO DE ANO COMPROMETEDOR

Não foi famoso o início do novo ano para a principal equipa verde-e-branca. No dia 5 de janeiro os pupilos de Jorge Lopes tinham uma oportunidade de ouro para se distanciarem dos lugares de despromoção já que em jogo da 17.ª jornada recebiam o aflito Infesta, que saiu da nossa Cidade com uma surpreendente vitória por 1-0. Mas quem assistiu ao jogo tem de considerar o resultado justo e só não foi mais expressivo porque o guarda-redes do Ermesinde 1936, Sérgio, esteve em dia “sim”, defendendo um punhado de bolas com selo de golo, inclusive uma grande penalidade, aos 17 minutos da partida. O clube da casa, com o seu defesa esquerdo (Pantir) lesionado, teve de colocar o capitão Quim no seu lugar, ressentindo-se o conjunto. Já na parte final do encontro e depois de Miguel ter entrado para marcar, o Ermesinde 1936 dispôs de um livre perigosíssimo, que Beré quase convertia em golo, mas a bola, colocada mais em jeito do que em força, bateu na base do poste esquerdo da baliza de Rui Pereira, pelo que os 3 pontos foram arrecadados pela formação vizinha de S. Mamede Infesta graças a um golo de Miguel aos 82 minutos.

Neste jogo o Ermesinde 1936 jogou com: Sérgio; João Neto, Pedro Castro, Bruno e Quim (João Pedro, 68); Fernandes (João Lindo, 65), Marco Cardoso e Deco; Daniel Félix, Herdeiro e Rafa (Beré, 65). Treinador: Jorge Lopes.

Uma semana mais tarde a formação verde-e-branca foi até Nogueira da Maia perder com a equipa local por 2-0.

LUÍS DIAS

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.