Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-10-2019
Jornal Online

SECÇÃO: Destaque


ELEIÇÕES LEGISLATIVAS 2019

O comentário dos partidos (a nível concelhio) aos resultados eleitorais

No rescaldo destas Eleições Legislativas contactámos as comissões políticas concelhias dos partidos envolvidos neste ato eleitoral, isto é, os partidos que têm representação no Concelho de Valongo, no sentido de comentarem os resultados registados a nível nacional, concelhio e de freguesias.

Esta solicitação foi endereçada simultaneamente aos seguintes partidos: PS, PSD, CDS-PP, CDU, Bloco de Esquerda, PAN, Aliança e PPM. Contudo, apenas os partidos que nas linhas abaixo expressam o seu comentário acederam à nossa solicitação.

foto
ALIANÇA: BALANÇO E PERSPETIVAS

Os resultados eleitorais obtidos pelo Partido Aliança ficaram aquém das expetativas, considerando a campanha séria e o conjunto de propostas apresentadas, tanto para o País, como especificamente para o Distrito do Porto. O objetivo passava por alcançar representação parlamentar e aumentar o número de votos obtido nas eleições europeias, no entanto os eleitores optaram por escolher outros caminhos.

O Partido Aliança respeita os resultados eleitorais e cumprimenta todos os novos eleitos.

Estas eleições ficam igualmente marcadas por um crescimento da abstenção, atingindo 42% no distrito do Porto, pelo que realçamos a necessidade de aproximar os eleitores da política, avançando com a necessária reforma do sistema eleitoral.

O Partido Aliança, a distrital do Porto e a Concelhia de Valongo continuarão comprometidas em defender políticas que promovam a melhoria das condições de vida dos Portugueses, nomeadamente no acesso à saúde e no combate à política de baixos salários. A afirmação de um projeto centrado nas Pessoas ganhará ainda mais força com os próximos passos, nomeadamente a realização de eleições para os órgãos locais, num processo de legitimação e afirmação do Partido em todo o País.

Os resultados obtidos no Concelho de Valongo abrem igualmente perspetivas de crescimento e afirmação de um projeto ao serviço das Pessoas.

Aliança - Valongo

foto

INTERVIR, LUTAR E AVANÇAR!

A 6 de outubro foi impedida a maioria absoluta do PS e derrotada a política que PSD e CDS procuravam impor em 2015. Desde aí, por iniciativa e ação do PCP e do PEV, foi possível iniciar uma política de defesa, reposição e conquista de direitos e rendimentos, que devolveu a esperança aos trabalhadores e ao povo português.

O Passe Único, os manuais escolares gratuitos, o aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN) e o aumento extraordinário de reformas e pensões são algumas das medidas com mais significado, todas com a intervenção decisiva do PCP. Mas a convergência do PS com o PSD e o CDS impediu maiores avanços. As alterações à legislação laboral são um exemplo dessa convergência contra os trabalhadores.

Os 330 mil votos e a eleição de 12 deputados da CDU serão um contributo na luta pela alternativa política que o país precisa para avançar. Em Valongo, os quase 3 mil votos na CDU são resultado de um contacto diário com as pessoas, trabalho ímpar no plano partidário do concelho. Em campanha, foram 43 as acões que a CDU realizou. 43 ações de intervenção e militância, de esclarecimento e mobilização para a luta junto dos trabalhadores em mais de 18 empresas e locais de trabalho, nos bairros, nos transportes, nos serviços públicos, nas feiras, uma tribuna pública e um comício, com a participação das duas deputadas eleitas, Diana Ferreira e Ana Mesquita, e outros candidatos, dando confiança de que é possível uma vida melhor com a intervenção da CDU.

As duas deputadas do PCP no distrito contarão para ser a voz dos trabalhadores e do povo de Valongo, contarão para a luta pelo aumento geral dos salários e do SMN para os 850 euros, para o aumento das pensões, para a defesa e reforço da saúde, educação e segurança social públicas, pela devolução das freguesias de Campo e Sobrado, pela eliminação nas portagens na A41/42, por mais e melhor STCP, pela abertura da linha de Leixões, pela creche gratuita, pela reabertura das urgências do Hospital de Valongo.

CDU - Valongo

foto

OS RESULTADOS REFLETEM O APOIO DOS VALONGUENSES À SOLUÇÃO DO GOVERNO NOS ÚLTIMOS 4 ANOS

Nas Eleições Legislativas de 6 de outubro, o Concelho de Valongo deu uma vitória clara ao PS, a 2.ª melhor votação dos concelhos da AMP do distrito do Porto e uma abstenção inferior à média nacional.

Os resultados refletem também, no nosso Concelho, o apoio dos Valonguenses à solução do governo nos últimos 4 anos. A “Geringonça”, que trouxe benefícios a todo o Concelho ao nível pessoal, com medidas que promoveram o emprego, redução da taxa de desemprego e medidas que proporcionaram o aumento do rendimento das famílias, com a reposição dos salários.

Esta solução governativa, liderada pelo PS, também colocou o nosso Concelho no “mapa” nacional, uma vez que há mais de duas décadas não se viam tantos investimentos públicos no nosso Concelho, que estava esquecido, pelo poder da época, o governo do PSD/CDS. Foram atribuídas verbas para investimentos (uns feitos, outros já em marcha) nos nossos estabelecimentos de Ensino, a requalificação da Escola Secundária de Ermesinde e a assinatura do protocolo com o Município de Valongo para a requalificação das Escolas E.B. 2/3 Vallis Longus e Secundária de Valongo. Finalmente concretizou-se a construção do novo Centro de Saúde de Campo, já em funcionamento, e o início das obras do novo Centro de Saúde de Alfena. Outra obra, muito importante para o Concelho de Valongo, e que está em curso é a requalificação do nó da A4, na saída de Ermesinde, o qual desejamos que resolva de vez com os congestionamentos de trânsito naquela zona.

Mas há muito ainda a fazer pelo Governo e pela Assembleia da República e que podem influenciar positivamente Valongo, como devolver ao Concelho as cinco freguesias, com a reposição da Freguesia de Campo e da Freguesia de Sobrado. Esperamos que surjam boas medidas sobre o assunto.

Tudo isto acontece, também, devido ao forte empenho dos Autarcas do Concelho (Município e Freguesias) que nunca se recusaram a bater-se, em sede própria, para resolver as carências do nosso Concelho.

O Governo ouviu e investiu e Valongo não se esqueceu e votou.

PS - Valongo

foto

BLOCO DE ESQUERDA CONSOLIDA-SE COMO TERCEIRA FORÇA POLÍTICA

As Eleições Legislativas confirmaram o Bloco de Esquerda como terceira força política nacional e revelaram que os portugueses desejam a continuidade de uma governação com influência da esquerda parlamentar. A chamada “Geringonça” provou que a melhor redistribuição de rendimentos e a reposição de direitos aos trabalhadores e pensionistas não só não comprometem o crescimento económico como o estimulam.

No concelho de Valongo e na cidade de Ermesinde, os resultados não destoaram do sufrágio nacional, embora ainda com maior peso para a esquerda do que no total do país. O PSD e o CDS juntos não chegam aos 30 por cento e o CDS ficou numa posição de irrelevância política, sendo a sexta força mais votada.

O Bloco de Esquerda, sendo a terceira força política, também a nível local, alcançou números que revelam que os cidadãos do concelho e da freguesia foram sensíveis aos argumentos bloquistas, designadamente à importância de evitar uma maioria absoluta do Partido Socialista, que os eleitores de Valongo e de Ermesinde já conhecem, a nível local, com os efeitos negativos sobre a democracia que são evidentes para todos.

O Bloco de Esquerda fechou as contas eleitorais com 9,7 por cento no total nacional, mas no concelho de Valongo chegou aos 11,49 por cento e na cidade de Ermesinde alcançou os 12,93 por cento. A concelhia de Valongo do Bloco de Esquerda vê estes resultados como motivadores, agradecendo à população a confiança depositada no projeto bloquista. Certamente, que os deputados eleitos pelo Bloco de Esquerda saberão respeitar o mandato que lhes foi conferido, intervindo na próxima legislatura, como nas anteriores, em defesa dos interesses das populações, sendo verdadeiramente representantes dos direitos dos cidadãos deste concelho.

Bloco de Esquerda - Valongo

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.