Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2019
Jornal Online

SECÇÃO: Destaque


98.º ANIVERSÁRIO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ERMESINDE

Em contagem decrescente para os 100 anos…

O centenário já se vislumbra no horizonte… Faltam dois anos para que esta histórica idade (100 anos) seja atingida por outra não menos histórica instituição da nossa Cidade, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde (AHBVE). Para já são 98 os anos que os “soldados da paz” ermesindenses festejaram no mês de junho. Para celebrar esta data, a associação humanitária levou a cabo um vasto programa de atividades durante três dias (8, 15 e 16 de junho), desde desfile de fanfarras de bombeiros, arruada de fanfarras, simulacros, homenagens, bênção de duas novas ambulâncias, a promoção de uma dezena de bombeiros, entre outras.

foto
As comemorações tiveram início na tarde do dia 8 com um evento nunca dantes visto na nossa Cidade: o I Encontro/Desfile de Fanfarras de Ermesinde. Perante uma assistência que ultrapassou o meio milhar de pessoas, que se concentraram entre a Praça da Estação (ponto de partida) e as artérias circundantes, as fanfarras dos bombeiros voluntários de Coimbrões, Penafiel, S. Mamede Infesta, Valadares e Ermesinde deram vida a um desfile com cor e som que se viria a revelar um êxito. Não só pela elevada afluência de público, mas de igual modo pelo magnífico espetáculo que as cinco fanfarras protagonizaram pelas ruas de Ermesinde. De tal modo que para o ano é para repetir, certeza dada pelo presidente da AHBVE, Jorge Videira, no decorrer da sua intervenção nas cerimónias oficiais do dia 15. Mas o espetáculo dos bombos e fanfarras dos bombeiros não se ficou por aqui, já que nessa mesma noite cerca de três centenas de pessoas assistiram a uma arruada de fanfarras (que percorreu diversas artérias da freguesia e teve o seu términus junto ao quartel dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde) levada a cabo pelas cinco associações humanitárias, encerrando com “chave de ouro” este primeiro dia de festejos.

A festa prosseguiu no fim-de-semana seguinte, tendo no dia 15 a população assistido a dois exercícios de simulacro junto à Escola Secundária de Ermesinde. O primeiro desses exercícios centrou em si olhares mais atentos da “plateia”, atendendo a que em ação estiveram os “bombeiros do futuro”, isto é, os cerca de 30 jovens que integram a Escola de Cadetes e Infantes dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde (BVE), os quais demonstraram e aplicaram os seus conhecimentos num exercício de socorro. Caso para dizer, que o futuro dos BVE está assegurado.

Neste mesmo dia, mas no salão nobre da associação aniversariante, uma dezena de associados recebeu das mãos dos dirigentes dos BVE os emblemas correspondentes a 50 ou mais anos de filiação na AHBVE.

E para o domingo (dia 16) estava reservado o último ato do programa de comemorações deste 98.º aniversário. Tal como em anos anteriores o dia começou com a formatura e o hasteamento de bandeiras no quartel da associação, ao que se seguiu uma missa na Igreja Matriz. Posteriormente, um momento sempre sentido no âmbito destas celebrações com a romagem aos cemitérios (de Ermesinde, de Alfena e de Águas Santas) para prestar homenagem aos “soldados da paz” falecidos.

Em seguida, os bombeiros deram início ao também tradicional desfile motorizado que percorreu diversas ruas da freguesia, havendo pelo meio uma homenagem ao bombeiro na rotunda José Joaquim Ribeiro Teles. Ao início da tarde a “caravana” chegou ao quartel, onde perante largas dezenas de cidadãos (muitos deles familiares e amigos dos nossos bombeiros) foram benzidas as duas novas viaturas da corporação, mais precisamente uma ambulância de emergência médica e uma ambulância de transporte de doentes não urgentes. Cerimónia esta que foi conduzida pelo pároco da freguesia, o Cónego João Peixoto, que disse que a bênção daquelas viaturas não seria um seguro contra todos os riscos, mas que aqueles veículos iriam com toda a certeza ser uma bênção para quem deles irá necessitar. Já no interior do quartel, mais concretamente no salão nobre, deu-se início à cerimónia oficial destas comemorações, com a mesa de honra a ser composta pelo presidente da Direção da AHBVE, Jorge Videira, Miguel de Oliveira, em representação da Junta de Freguesia de Ermesinde, Ana Maria Martins, vice-presidente da Câmara Municipal de Valongo, Emanuel Santos, comandante dos BVE, Arnaldo Soares, presidente da Junta de Freguesia de Alfena, Leonida Morais, representante da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, e Serafim Santos, presidente da Assembleia Geral dos BVE. E coube precisamente a esta última figura abrir a cerimónia, sendo suas as primeiras palavras. As primeiras foram no sentido de agradecer «às mulheres e aos homens que há 98 anos fazem esta corporação ser aquilo que ela é. São vocês que dão a cara, dão o nome à AHBVE. Vocês são a razão de ser desta casa. Em nome dos associados muito obrigado pela vossa dedicação, empenho e sacrifício», disse. As palavras que se seguiram foram para a Direção da AHBVE, «pelo trabalho exemplar que tem vindo a fazer ao longo dos anos no sentido de aguentar e melhorar esta associação. Isso deve-se ao trabalho dedicado e empenhado de todos os membros que voluntária e gratuitamente aqui dão o seu melhor», frisou Serafim Santos antes de terminar a sua breve intervenção agradecendo a presença dos convidados.

(...)

Leia esta notícia na íntegra na edição impressa.

Nota: Agora pode tornar-se assinante da edição digital por 6 euros por ano. Após fazer o pagamento (de acordo com as mesmas modalidades existentes na assinatura do jornal impresso) deverá enviar-nos o nome, o NIF e o seu endereço eletrónico para lhe serem enviadas, por e-mail, as 12 edições em PDF.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

foto
.

Por: Miguel Barros

 

 

este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
© 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.