Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-03-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-07-2006

    SECÇÃO: Destaque


    Valongo recebeu a visita de Cavaco Silva

    O Presidente da República Cavaco Silva esteve a 12 de Julho último de visita a Valongo, uma iniciativa inserida na segunda fase do Roteiro para a Inclusão, dedicado às crianças em risco e à violência doméstica, que durante dois dias (12 e 13 de Julho) levou o Chefe de Estado a conhecer de perto diversas instituições do Norte do país que se dedicam ao apoio deste tipo de problemas sociais. Em Valongo Cavaco Silva visitou o Centro de Apoio à Vida, uma instituição criada e gerida pela Associação para o Desenvolvimento Integrado da Cidade de Ermesinde (ADICE) que se dedica ao apoio de adolescentes grávidas ou já mães.

    Fotos MIGUEL BARROS
    Fotos MIGUEL BARROS
    Uma pequena multidão aguardava junto à entrada do Centro de Apoio à Vida (CAV) a chegada de Cavaco Silva e restante comitiva presidencial. Passavam poucos minutos das 09h00 quando o Chefe de Estado, acompanhado da “primeira dama” Maria Cavaco Silva, chegou ao local, tendo cabido ao presidente da Câmara Municipal de Valongo (CMV), Fernando Melo, as honras de dar as boas vindas às ilustres personalidades. A visita ao CAV de Valongo foi aliás o ponto de partida para a segunda fase do Roteiro para a Inclusão, subordinado à temática das crianças em risco e à violência doméstica, que levou o Presidente da República a percorrer durante dois dias algumas instituições do Norte do país que trabalham directamente com este tipo de problemáticas sociais. Já dentro do edifício do CAV – antigo Museu Municipal de Valongo – Fernando Melo começou por enaltecer os motivos que trouxeram Cavaco à sede do concelho, sublinhando que a preocupação do Chefe de Estado pela inclusão social, em especial na vertente à família, é uma temática que deve motivar toda a gente, em particular quando ela atinge pessoas de certo modo fragilizadas. «A vertente social tem sido uma preocupação desta câmara. Fomos umas das autarquias que se preocupou em elaborar um Diagnóstico Social do concelho e estamos determinados em promover um Plano de Desenvolvimento Social para suprir as deficiências detectadas. Isto, em colaboração com as IPSS’s do concelho, a Segurança Social e o Instituto de Emprego, num projecto de Serviço de Atendimento Social Integrado do qual fazem parte em parceria com a Divisão de Acção Social da CMV, a ADICE, o Centro Social de Ermesinde – que aqui esteve representado pelo seu presidente Henrique Queirós Rodrigues –, a Associação de Promoção Social e Cultural de Ermesinde, a Misericórdia de Valongo, o Instituto Bom Pastor, o Lar Marista, os centros sociais de Alfena, Campo e Sobrado, a Casa do Povo de Ermesinde, o Centro Distrital de Segurança Social do Porto, os centros de saúde do concelho, o Hospital de Valongo, o Centro de Atendimento a Toxicodependentes de Gondomar, o Instituto de Emprego e Formação Profissional (Centro de Emprego de Valongo), o Instituto de Reinserção Social e as juntas de freguesia», informou o edil.

    Melo daria ainda a saber a Cavaco Silva que o CAV é um exemplo claro das parcerias já realizadas pela autarquia com as IPSS’s do concelho, neste caso com a ADICE. Mais à frente nesta cerimónia faria um elogio público às IPSS’s valonguenses, dizendo que todas elas são um exemplo de bom trabalho.

    A finalizar o seu discurso, referiu que há ainda muito a fazer na temática da inclusão social, não obstante o que já foi feito até aqui, mostrando-se sensibilizado pela preocupação de Cavaco Silva para com esta questão, algo que no seu entender serve como um impulso para continuar a “lutar” por uma causa onde muitas das vezes escasseiam meios de “combate”, uma causa que na sua visão não pode nem deve ser politizada.

    UMA INSTITUIÇÃO

    ÚNICA NO NORTE

    DO PAÍS

    foto
    Posteriormente o presidente da CMV passou a palavra à presidente da direcção da ADICE, Maria Trindade Vale, que de uma forma detalhada deu a conhecer a Cavaco Silva toda a estrutura e funcionamento da instituição a que preside. ADICE que é como já referimos a gestora do CAV, uma instituição que apoia actualmente cerca de três dezenas de adolescentes grávidas ou já mães, única no Norte do país, como fez questão de frisar orgulhosamente Maria Trindade Vale. Segundo dados fornecidos pela antiga vereadora do Pelouro da Acção Social da CMV, a faixa étaria das adolescentes apoiadas pelo CAV – presentemente – situa-se entre os 15 e os 19 anos, embora também existam casos de gravidezes em adolescentes com menos de 15 anos. Jovens que chegam à instituição sem qualquer tipo de apoio, quer da família, quer do próprio pai da criança, que na maior parte dos casos é fruto de uma relação passageira. No fundo, raparigas sem um rumo de vida. Ainda segundo a responsável máxima da ADICE, a maioria dos casos de grávidas adolescentes provêem das freguesias de maior densidade populacional do nosso concelho, nomeadamente Alfena, Valongo e Ermesinde. A maior parte destas adolescentes são oriundas de famílias socialmente problemáticas, não possuem recursos financeiros e têm uma baixa formação escolar e profissional.

    No entanto, o CAV tem conseguido dar respostas a estes casos cada vez em maior número no concelho de Valongo. Tem realizado um trabalho de força, “luta” e perseverança, como sublinhou Maria Trindade Vale. Podemos mesmo dizer que o CAV é uma verdadeira escola de maternidade, um local onde as adolescentes encontram abrigo, carinho, e claro está a tal formação, se assim a podemos chamar, do que é ser mãe. Como alimentar a criança, como dar-lhe banho ou mudar uma fralda são algumas tarefas que as profissionais da instituição – uma equipa constituída por uma psicóloga, uma assistente social e uma educadora social – ensinam às jovens mães.

    Após esta detalhada descrição dada por Maria Trindade Vale e pelas suas colaboradoras do CAV, Cavaco Silva colocou algumas questões às anfitriãs da visita, começando por querer saber – em números – se o concelho de Valongo apresentava muitos casos de situações de maternidade precoce. Em resposta a esta questão do Presidente da República, Maria Trindade Vale referiu que só em 2004 registaram--se 32 gravidezes de adolescentes (com idades entre os 16 e os 19 anos). Antes de partir em direcção a Matosinhos, próxima paragem da caravana presidencial no Roteiro para a Inclusão, o Chefe de Estado recebeu das mãos de dois munícipes duas pequenas recordações desta visita a Valongo, mais precisamente um retrato seu pintado sobre uma placa de ardósia, oferecido por um artesão local, e uma caixa de bolos oferecida por uma criança que ao colo da sua mãe não quis perder a oportunidade de ver de perto o Presidente da República de Portugal.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.