Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-11-2021
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 15-05-2006

    SECÇÃO: Cultura


    Ellas (en)cantaram em Valongo

    Foto RUI LAIGINHA
    Foto RUI LAIGINHA
    Um dia depois do magistral concerto de Jacinta em Ermesinde, foi a vez da Casa das Artes do Fórum Vallis Longus, em Valongo, receber mais um espectáculo musical de enorme qualidade. Intitulado de "Ellas" este concerto prestou homenagem às grandes divas da música e do cinema do século XX. "Ellas", que em Valongo foram Raquel Ralha e Sofia Lisboa, as duas magníficas vozes que dão corpo a este projecto que tem recebido inúmeros elogios dos críticos musicais. Abra-se desde já aqui um parênteses para dizer que este é um projecto que tem confirmado o talento destas duas grandes cantoras. Sofia Lisboa foi, para quem não se recorda, juntamente com David Fonseca a voz dos Silence 4, ao passo que a extraordinária voz de Raquel Ralha começou por dar nas vistas na não menos extraordinária banda liderada pelo carismático JP Simões, os Belle Chase Hotel, passando depois a ser ouvida nos Wraygunn, banda comandada pelo blues man português Paulo Furtado. "Ellas" que trouxeram então até Valongo alguns temas que ficaram imortalizados por grandes divas da música e do cinema do século passado, tais como Edith Piaf, Nancy Sinatra, Peggy Lee, Brigitte Bardot, Rita Lee, entre outras. Desde já nos salta à memória temas como My Man, de Peggy Lee, Personality, de Anne Margaret, Bang Bang, de Edith Piaf, ou ainda Prisioneira do Amor, da autoria de Rita Lee, e que puderam então ser recordados em Valongo. De realçar igualmente que "Ellas" – diga-se Raquel Ralha e Sofia Lisboa – foram acompanhas pelos sons atraentes do piano de Paulo Figueiredo, do contra baixo de Luís Oliveira, da bateria de Quiné e da guitarra do inconfundivel Pedro Renato, último nome este que é também o director artístico deste projecto. De negativo é de sublinhar apenas o facto de não terem estado a assistir a este concerto mais do que 30 pessoas. Foi pena, pois um concerto desta grandiosidade merecia uma casa bem mais preenchida, já que não é todos os dias que temos a oportunidade de ver "à porta de casa" um espectáculo e artistas deste calibre.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.