Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-01-2020
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-03-2006

    SECÇÃO: Desporto


    POLO AQUÁTICO – CAMPEONATO NACIONAL DA 1ª DIVISÃO DE SÉNIORES MASCULINOS – 17ª JORNADA

    Triunfo sofrido ante o CDUP coloca praticamente CPN nos play-off

    Ao vencer em casa, no passado dia 25 de Março, o CDUP por 9-7, a principal equipa de polo aquático do CPN deu um passo de gigante tendo em vista o apuramento para os play-off. Isto depois de na semana que antecedeu este importante jogo do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Natação (FPN) ter concedido requerimento ao recurso apresentado pelo CPN referente à anulação dos três pontos conquistados na 4ª jornada ante o Fluvial que o órgão federativo havia imposto como forma de castigo ao clube de Ermesinde por este ter alegadamente utilizado um delegado nesse jogo que supostamente estaria castigado. Dando razão ao CPN, e anulando consequentemente o castigo inicialmente imposto, o CD da FPN repôs então aos propagandistas os três pontos que estes haviam conquistado dentro da piscina ao Fluvial.

    Foto MANUEL VALDREZ
    Foto MANUEL VALDREZ
    Parecia condenada ao fracasso a época de 2005/06 para o conjunto principal do CPN. Atingir os play-off parecia uma missão quase impossível, isto devido ao castigo imposto pela FPN ao clube de Ermesinde por este ter alegadamente utilizado o seu delegado ao jogo, que estaria supostamente castigado, no encontro da 4ª jornada ante o Fluvial, tendo esta penalização tido como consequência imediata a anulação dos 3 pontos conquistados pelos cepeenistas nesse encontro.

    Menos três pontos na classificação que deram origem a que o CPN baixasse da terceira para quinta posição, o que equivalia estar fora da zona que dá acesso aos play-off. Como tal, e para atingir esta fase, o CPN não só precisaria de vencer os dois encontros que restavam deste Nacional da 1ª Divisão, ante o CDUP e o CNAC, como também esperar que o mesmo CDUP fosse derrotado pelo Paredes na última jornada, ou seja, os cepeenistas não dependiam apenas de si para rumar aos play-off. No entanto, e como já demos conta nas duas últimas edições do nosso jornal, o CPN apresentou recurso contra este castigo imposto pela FPN. A resposta a esse recurso surgiu na semana passada, tendo a FPN dado razão aos propagandistas, e consequentemente anulado o castigo inicialmente imposto, e restituindo-lhes os três pontos na classificação referentes ao jogo ante o Fluvial que lhes havia retirado. Perante isto o CPN voltou a estar na corrida para os play-off, e mais importante do que isso, dependia apenas e só de si para atingir essa fase.

    UMA

    AUTÊNTICA

    FINAL ANTE

    O CDUP

    De tal forma que o jogo da última jornada do Nacional da 1ª Divisão, a 17ª e penúltima, assumia-se como uma verdadeira final quer para o emblema de Ermesinde, quer para os portuenses do CDUP, que antes deste jogo tinham um ponto de vantagem sobre os propagandistas. Aguardava-se por isso um grande e muito disputado jogo de polo aquático, com as duas equipas a lutarem com todas as suas armas até à vitória, pois uma derrota significaria praticamente o adeus aos play-off. Previsão esta que acabaria por se confirmar com o desenrolar dos acontecimentos, tendo este sido um dos jogos mais emocionantes e espectaculares realizados na Piscina do CPN na presente temporada. Um jogo que foi pautado na maior parte do tempo pelo equilíbrio, com ambos os conjuntos a estarem praticamente implacáveis no capítulo defensivo. No entanto, a maior qualidade do CPN acabou por vir ao de cima já no derradeiro período do jogo, já que depois de três primeiros períodos muito disputados e equilibrados, o conjunto de Ermesinde superiorizou-se ligeiramente aos universitários do Porto e resolveu definitivamente o jogo a seu favor, com um resultado total de 9-7 (com os parciais de 3-1, 1-2, 2-2, e 3-2). No final, a alegria tomou conta da piscina cepeenista, que registou uma das maiores enchentes da presente época. Feliz estava igualmente o treinador/jogador do CPN, Nuno Lobo, que começou por frisar que apesar de no seu entender a sua equipa ser bem melhor do que a do CDUP, esta foi uma vitória muito difícil de ser alcançada. «Tal como nós, o CDUP também apostou tudo nesta partida, era o jogo da época para as duas equipas. Não foi de admirar, por isso, que tivéssemos assistido a um encontro muito disputado e equilibrado do principio ao fim, em que acabámos por sair vencedores e dar um passo muito importante para chegar aos play-off. No entanto, esse objectivo ainda não está totalmente garantido, uma vez que ainda nos falta disputar uma jornada, e que é ante o CNAC, jogo este que precisamos vencer». De facto, após esta vitória perante o CDUP os cepeenistas posicionaram-se novamente em “zona de play-off”, mais concretamente na terceira posição com 40 pontos somados. Como já foi dito por Lobo, o CPN continua a precisar de vencer o derradeiro encontro desta 1ª fase do Nacional da 1ª Divisão para seguir em frente na competição. Partida essa que será então disputada no próximo dia 2 de Abril em Ermesinde com o já despromovido CNAC de Coimbra, um jogo teoricamente fácil para os propagandistas.

    Por: Miguel Barros

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.