Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 30-06-2022
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 30-08-2005

    SECÇÃO: Destaque


    OS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE ERMESINDE

    foto

    Sónia Sousa

    Em Ermesinde para mudar a sério!

    Ermesinde continua a ser uma cidade desordenada onde não existem grandes preocupações com as pessoas e com o seu bem-estar. Depois do betão, os grandes desafios que se colocam à nossa cidade passam pela melhoria da qualidade de vida e pelo aprofundamento da ligação dos Ermesindenses ao seu local de residência.

    Numa cidade jovem, os jovens são esquecidos, não existindo qualquer política de juventude para a freguesia.

    Nestes últimos quatro anos, se não existisse o Polis na nossa freguesia, o que mais daria nas vistas teria sido a tardia construção do edifício da Junta e a colocação de parquímetros por toda a cidade. Promessas como o Metro, a construção da nova escola, a colocação de cantinas nas escolas básicas, o aumento da educação pré-escolar de forma a abranger todas as crianças de Ermesinde, o início da construção do novo Centro de Saúde e a despoluição do rio Leça foram apenas promessas que a Junta e a Câmara do PSD nunca concretizaram e que continuam a ser promessas para os próximos quatro anos.

    Tudo isto teve frequentemente o silêncio do PS, que nunca denunciou à população os atropelos desta Câmara, e só depois da CDU tomar posição é que timidamente tentou levantar a voz, esquecendo a forma como votou muitos desses atropelos. Na Junta, o PS não apresentou uma única proposta concreta.

    A CDU teve 1 eleito na Freguesia (num grupo de 19) e pautou a sua actividade pela seriedade, aprovando todas as iniciativas promotoras do bem-estar das populações e negando-se a aceitar aquelas que serviam os interesses de uns quantos, prejudicando os Ermesindenses.

    A CDU apresenta a esta eleição uma lista rejuvenescida, encabeçada por Sónia Sousa, uma mulher de 24 anos que teve sempre esta cidade como morada. É professora do ensino secundário na Escola Secundária Tomaz Pelayo em Santo Tirso. Lidera um conjunto de homens e mulheres que defenderão intransigentemente:

    – a realização de consultas prévias à Junta e Assembleia de Freguesia por parte da CMV acerca de novos projectos para Ermesinde;

    – o carácter público da água e a eliminação de todas as taxas compensatórias suportadas pela população;

    • a eliminação dos parquímetros;

    • a construção de nova esquadra da PSP;

    • o apuramento de toda a verdade relativamente ao negócio vergonhoso da construção dos prédios no Parque Urbano;

    • a conclusão da 2ª fase do edifício da Junta;

    • a requalificação do Rio Leça e dos terrenos adjacentes, com limpeza das margens, consolidação dos açudes e seu repovoamento;

    • o cumprimento das normas de protecção do meio ambiente por parte das entidades responsáveis, públicas e privadas;

    • a reestruturação e modernização do actual Centro de Saúde e criação da extensão do Centro de Saúde na Bela;

    • eliminação progressiva de barreiras arquitectónicas;

    • a melhoria das condições de acesso e de habitabilidade das populações dos bairros sociais;

    • a promoção de plano de actividades permanente e diversificado destinado aos idosos;

    • o reforço da rede pública de ensino pré-escolar e criação de infantários públicos;

    • a criação de actividades extra-curriculares, tais como o desporto, a informática e as várias formas de expressão artística;

    • o avanço do processo de construção da nova escola EB23;

    • o diagnóstico dos níveis de insucesso escolar na freguesia e das respectivas causas de forma a elaborar um plano de intervenção consistente;

    • constituição de uma rede de gestão das bibliotecas;

    • a reabilitação do antigo edifício do Cinema de Ermesinde e a sua transformação em Casa da Juventude;

    • o reforço do apoio aos clubes e colectividades;

    • a implementação da proposta da CDU relativamente à criação do Conselho Consultivo da Cidade;

    • a realização de um encontro anual de clubes e colectividades;

    • a criação de pistas de velocípedes;

    • a promoção da cultura, sobretudo da que é feita por e para os Ermesindenses e a realização do “Mês Cultural da Cidade”;

    • continuar a celebrar com dignidade o 25 de Abril;

    • implementação prática da Medalha de Mérito Democrático criada por proposta da CDU;

    • a activação da linha férrea do ramal de Leixões para transporte de passageiros;

    • a criação de um plano integrado de transportes públicos que sirva todo o concelho.

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.